segunda-feira, maio 31, 2010

Google divulga 1000 sites mais visitados


Lista do Google traz Facebook em primeiro, seguido do Yahoo e Live.com


SÃO PAULO - O Google divulgou hoje uma lista com os 1.000 sites mais visitados da web. Chamado de Ad Planner Top 1000 Sites, o relatório leva em considerações apenas visitantes únicos que usaram o serviço de buscas para chegar ao seu destino.


Como de costume, o Facebook está no topo da lista. Com 540 mil visitas únicas - um alcance global de 35% - , o Facebook atingiu, em abril, 570 bilhões de pageviews.
Na sequência, aparecem Yahoo, com 490 milhões visitas únicas, seguido do Live.com, com 370 milhões de acessos, da Wikipedia, com 310 milhões, e do portal MSN, com 280 milhões.


A relação completa pode ser acessada aqui.


Entre as redes sociais, o Twitter aparece na 18º colocação, seguido do MySpace, na 26,º e do Flickr, na 31º posição.


O primeiro site brasileiro a aparecer na lista é o UOL, na 95º colocação, com 23 milhões de acessos únicos, 4 bilhões de pageviews e um alcance global de 1,5%.


Publicada mensalmente, o relatório aponta o número de visitantes únicos, número de páginas vistas, e chegar a cada um dos sites incluídos. É uma ótima maneira de referência rápida dos sites mais populares na web.


A lista não leva em consideração sites adultos, redes de anúncios, domínios que não têm conteúdo publicamente visível ou que não carregam corretamente, e alguns sites do Google.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Google e Petrobras lançam mapa ecológico


Mapa tem informações sobre o ecossistema da região de extração Urucu


SÃO PAULO – O Google, em conjunto com a Petrobras, lançou na web um mapa sobre a biodiversidade da floresta Amazônica.

O mapa mostra uma pequena parte do ecossistema da Amazônia. Pesquisadores, cientistas e estudantes podem, com poucos cliques, conhecer detalhes de cerca de 100 espécies nativas da floresta.
Entre as espécies apresentadas no mapa estão a goiaba de anta, a caroba, o breu, o pará-pará, e animais, como a piaba e o estalador-do-norte.


Os dados do mapa usam as informações do livro Biodiversidade da Província Petrolífera de Urucu. A obra, lançada em 2008, foi produzida por pesquisadores da estatal que estudaram o ecossistema no entorno da petrolífera de Urucu, encravada no meio da selva, em conjunto com outros centros de pesquisa.


A visualização, claro, é na forma georreferenciada, no webware Google Maps e no programa Google Earth. O site inclui ainda links com gravações em vídeos e fotos sobre as expedições realizadas pelos pesquisadores no YouTube, Flickr e Picasa.


Acesse o mapa clicando aqui ou no link: http://www.petrobras.com.br/biomapas .


* Com informações da Agência Brasil




Fonte: http://info.abril.com.br/

Nokia é 1a em ranking do Greenpeace


SÃO PAULO – A Nokia manteve seu posto de primeira colocada na atualização do guia quadrimestral “Greener Electronics”, do Greenpeace.


A análise ranqueia as 18 maiores fabricantes de computadores pessoais, telefones, TVs e consoles de games de acordo com suas políticas em produtos químicos tóxicos, reciclagem e mudanças climáticas.
Desde a edição passada, a Nokia manteve o primeiro lugar e mostrou um leve aumento na pontuação, passando de 7,3 para 7,5. Ela ganhou pontos por eliminar certos agentes químicos de sua nova linha de produtos e pelas declarações de seu CEO de que apoiará a redução de 30% das emissões de gases causadores do efeito estufa em países industrializados até 2020.


A Sony Ericsson também teve boa avaliação, mantendo o 2º lugar e os 6,9 pontos graças ao seu desempenho com os agentes químicos e energia.


Devido à queda de outras empresas, a Philips sobe de 4º para 3º, a Motorola do 7º ao 4º e a Panasonic do 10º ao 6º - empatada com a Sony, que vem em 7º. A Apple se manteve em 5º. A HP vem em 8º, Sharp em 9º, Dell em 10º e Acer em 11º.


A grande queda foi da LG Electronics, que foi da 6ª para a 12ª posição por fazer falsas alegações sobre a eficiência energética de seus produtos. A Samsung também foi penalizada, caindo da 7ª para a 13ª posição. O problema foi a empresa não eliminar os retardantes BFRs de seus produtos no tempo estipulado e esconder que não conseguiria cumprir a meta.


Por um motivo semelhante, a Toshiba caiu da 3ª para a 14ª posição. Além de falhar na retirada dos produtos com BRF do mercado, a empresa também não estabeleceu uma nova data para a ação – o que o Greenpeace vê como falta de comprometimento com a ideia.


Em seguida vêm Fujitsu, em 15º, Microsoft, em 16º, e Lenovo em 17º.


A lanterninha do grupo é a Nintendo, que marca apenas 1,8 pontos e zera a contagem em critérios importantes, como o controle de lixo eletrônico.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Inpe desliga o satélite brasileiro CBERS-2B


O satélite gerou aproximadamente 74 mil imagens nos 3 anos de espaço


SÃO PAULO - O CBERS-2B, do programa de Satélites Sino-Brasileiros de Recursos Terrestres, lançado em setembro de 2007, teve suas operações encerradas.

A decisão foi do Comitê Conjunto do Programa, em reunião na semana passada no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em São José dos Campos (SP).
O satélite gerou aproximadamente 74 mil imagens com a câmera CCD, 11 mil com a WFI e 300 mil com a HRC, apenas sobre a América do Sul. O total de órbitas percorridas chegou a 13 mil.

Segundo o Inpe, foram distribuídas gratuitamente cerca de 270 mil imagens deste satélite a usuários brasileiros e outras 60 mil a usuários de mais de 40 países. Todas as imagens geradas pelo CBERS-2B podem ser acessadas gratuitamente pela internet.

Técnicos brasileiros e chineses tentavam restabelecer a operação normal do CBERS-2B desde março, quando foram verificados problemas no satélite, o terceiro lançado pelo programa.

Em 16 de abril, os centros de controle brasileiro e chinês não conseguiram estabelecer contato com o veículo que, desde então, tem enviado sinais intermitentes indicando falta de energia. Como as chances de se restabelecer o funcionamento normal são mínimas, a Agência Chinesa de Tecnologia Espacial (Cast) e o Inpe, responsável no Brasil pelo Programa CBERS, deram como encerrada sua vida útil.

O próximo satélite do programa será o CBERS-3, que tem lançamento previsto para o segundo semestre de 2011. Primeiro da segunda geração de satélites desenvolvidos pela parceria sino-brasileira, o CBERS-3 marcará uma evolução em relação aos CBERS-1, 2 e 2B.

Assim como o CBERS-4, que deve ser lançado em 2014, o CBERS-3 será mais sofisticado e terá quatro câmeras imageadoras, enquanto os anteriores contavam com três.

O encerramento da operação do CBERS-2B reduz o número de imagens utilizadas em programas como Prodes e Deter, que monitoram o desmatamento na Amazônia. A continuidade dos programas é garantida pelo uso de imagens dos satélites americanos Terra/Modis e Landsat-5 e do indiano Resourcesat.

Mesmo operando em condições não ideais, o Inpe afirma que continuará a fornecer os dados necessários ao monitoramento do território brasileiro.


Imagens geradas pelo CBERS-2B podem ser acessadas em no endereço: www.dgi.inpe.br/CDSR .

Criado protótipo de notebook para pulso


Se você achava que os notebooks presentes no mercado portátil atualmente chegaram ao limite das novidades, saiba que não é bem assim.


Dispensando a necessidade de ter de carregar seu portátil no bolso ou até mesmo na mochila, o Nextep é um notebook que você veste no pulso.

O protótipo, desenvolvido pelo designer japonês Hiromi Kiriki a pedido da Sony, possui tela OLED sensível ao toque. A flexibilidade da tela permite que o protótipo possa ser enrolado no pulso.

Mas não pense que as novidades param por aí. Além da qualidade da imagem por conta da tela touchscreen OLED, o protótipo possui um projetor holográfico. Se você não fica satisfeito em visualizar imagens em sua tela OLED, basta projetá-las em uma superfície plana.

Sendo um protótipo, ainda não há previsão para chegar ao mercado de eletrônicos. Porém, vale ficar atento às novidades da tecnologia.




Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

domingo, maio 30, 2010

TVs na medida para o apartamento


Testamos 5 modelos de 32 a 37" para te ajudar a preparar a sala para a Copa



A televisão não precisa ser gigante para ter imagens de arrasar. Quando o espaço da sala é pequeno, como em apartamentos, às vezes um modelo de 32 polegadas já resolve.

O INFOLAB testou cinco produtos desse tamanho, ou um pouco maiores, todos com sintonizador de TV digital. Veja nossas conclusões abaixo e decida se um deles merece um lugar na sua estante durante a Copa do Mundo.

LG Scarlet II 32LH70YD
É o modelo certo para quem deseja assistir filmes à noite com volume alto sem atrapalhar o sono do vizinho. Essa televisão possui Bluetooth para conexão com fones de ouvido sem fio. Também se destaca por reproduzir vídeos em 1.080p pela porta USB. E nem é tão cara assim, considerando a quantidade de recursos. 2.699 reais.
Philips 32PFL5604D
Não manja nada desse negócio de ajustar imagens? Essa TV dá aquela mãozinha, com um assistente muito bom. Ele divide a tela e pede para você indicar qual lado tem o aspecto mais agradável. Aí adota esses parâmetros como padrões. Também toca filmes em alta definição pela USB. 2.199 reais.
Samsung LN32B550
Fera nas conexões, esse modelo permite ligar tocador de Blu-ray, home theater, decodificador digital de TV paga, videogame, notebook e filmadora. Tudo junto. Tem quatro portas HDMI, duas de vídeo componente e duas de vídeo composto. Outro ponto positivo é o som de boa qualidade. 1.976 reais.
Panasonic Viera TC-L37G11B
Se 32 polegadas são pouco para os olhos e 42 são muito para a estante, a solução pode estar no meio-termo. Esse modelo tem 37 polegadas, é full HD e tem sintonizador de TV digital. A qualidade da imagem convence. O maior problema é a falta de porta USB para reproduzir conteúdo. 2.199 reais.

AOC D32W831
Sem full HD, sem USB para rodar vídeos do pen drive, sem imagens maravilhosas e sem qualidade de áudio incrível. Essa televisão básica da AOC é uma opção para quem quer aposentar o modelo de tubo e entrar no mundo da TV digital sem estourar o orçamento. Com resolução de 1.366 por 768 pixels, custa 1.499 reais.





Fonte: http://info.abril.com.br/

Bing deve tomar o lugar do Google no iPhone


Buscador Google deve ser dispensado do iPhone na próxima atualização do sistema operacional do smartphone


SÃO PAULO – A Microsoft e a Apple estão perto de fechar mais um acordo. Dessa vez, para a empresa de Bill Gates colocar o sistema de buscas Bing no iPhone.


A história ainda está no campo do rumor. Mas, segundo o blog TechCrunch, fontes de várias empresas já dão como certa a troca, que deve acontecer ainda no próximo mês, quando será lançada a nova versão do sistema operacional do iPhone.
Na atualização do sistema operacional do iPhone, o Bing substituiria o Google no recurso de busca automaticamente.


A troca do Google pelo Bing resultaria em vantagens tanto para a Microsoft quanto para a Apple. A primeira ampliaria um pouco a fatia de mercado na área de buscas e, ainda por cima, colocaria seu nome em um dos smartphones mais desejados do planeta.


Já a Apple se livraria de mais um dos serviços do Google que estão instalados no iPhone. Steve Jobs, da Apple, desde o ano passado, anda às turras com o Google por causa da concorrência com o sistema Android. E, por essa causa, quer se livrar dos aplicativos oferecidos pela empresa que equipam nativamente o iPhone, como a busca, o YouTube e o Google Maps.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Game ´Prince of Persia´ vai parar no cinema


Ator Jake Gyllenhaal acena em estreia do longa “´Prince of Persia: The Sands of Time´” no Grauman´s Chinese Theater, em Hollywood


RALEIGH, Carolina do Norte - Muito antes que Jake Gyllenhaal dominasse o parkour e a esgrima para dar vida ao príncipe Dastan no novo filme "Prince of Persia: The Sands of Time," os jogadores de videogames controlavam o carismático herói.

Em 1987, Jordan Mechner lançou sua aventura "Prince of Persia" para os usuários do computador Apple II, promovendo um avanço na animação para computadores por meio de uma nova tecnologia conhecida como "rotoscoping", por meio da qual ele gravava imagens de seu irmão, vestido de branco, saltando e brandindo uma espada, e reproduzia os movimentos no jogo.
"Na época, eu estava assistindo a filmes como ´Indiana Jones´ e ´Ladrão de Bagdá´, dos anos 40, e queria introduzir no jogo o espírito daquelas aventuras," disse Mechner.

Ao longo dos anos, "Prince of Persia" se tornou um sucesso em múltiplas plataformas de jogos, deu origem a continuações e, nesta sexta-feira, o filme produzido por Jerry Bruckheimer e estrelado por Gyllenhaal chega aos cinemas nos Estados Unidos.

Mas foi apenas em 2003 que a tecnologia permitiu que Mechner levasse à vida real sua visão plena para "Prince of Persia," com personagens mais realistas e ambientes 3D.

Mechner colaborou com a produtora de videogames Ubisoft no primeiro "Prince of Persia: The Sands of Time," que introduziu uma nova história e levou adiante as acrobáticas aventuras do personagem nos computadores PC, Xbox, PlayStation 2 e GameCube.

"Tanto no jogo quanto no filme, o príncipe é iludido por um vilão que deseja controlar a Adaga do Tempo," disse Mechner. "Para consertar as coisas, é preciso que ele se alie à princesa do reino que inadvertidamente ajudou a conquistar."

Os jogos da série "Sands of Time" somam quatro, no total. A Ubisoft vendeu, desde 2003, 14 milhões de cópias desses títulos, que estão disponíveis para PC, Xbox 360, PlayStation 3, Wii, PSP e Nintendo DS.

O mais novo título, "Prince of Persia: The Forgotten Sands," foi lançado sete anos após o primeiro jogo, no qual a Disney baseou seu filme, e o segundo, "Prince of Persia: Warrior Within."

Em "The Forgotten Sands," o príncipe Dastan visita o palácio de seu irmão Malik em um reino distante e se envolve primeiro em uma guerra civil e depois em uma batalha contra um maligno exército de areia que ameaça o reino.




Fonte: http://info.abril.com.br/

HTML 5 não vai acabar com Flash


SÃO PAULO - Incorporar de forma prática vídeos, áudio e vetores sem que eles percam padrão de um navegador para o outro. Isso é o que se espera do HTML 5, nova versão da linguagem base da web que deve ser vir a tona até o final do ano.


No futuro, o HTML 5 poderá diminuir as diferenças que acontecem nas páginas entre um navegador e outro. Além disso, o novo HTML pretende reduzir a dependência da web em relação às tecnologias RIA (Rich Internet Application), como o Adobe Flash e o Microsoft Silverlight.

Diretor de normatização da Opera, Charles McCathieNevile, ou apenas Chaals como costuma ser chamado, é um conhecedor dos debates em torno dos avanços do HTML. Segundo ele, a linguagem sofreu diversas distorções que prejudicaram o padrão ao longo dos anos.

“No início, o HTML era um padrão uniforme, mas que começou a ser modificado pelos desenvolvedores em beneficio do Internet Explorer por uma questão de mercado. Porém, o navegador da Microsoft não estava 100% alinhado ao modelo original”, diz Chaals.

Como o IE dominava o mercado, os webmasters desenvolveram seus projetos com base nele. Para não perder usuários, só sobrou aos navegadores concorrentes copiarem o modelo já difundidos pelo navegador da Microsoft. Os padrões do HTML são definidos pela Web Hypertext Application Technology Working Group (WHATWG).

Segundo Chaals, o HTML 5 se propõe a restaurar novamente esses HTML virgem e a incorporar novos recursos.

“Não é fácil criar uma nova arquitetura. Porém, pouco a pouco, vai-se melhorando o que temos hoje. Podemos sim desenvolver coisas novas, como a tag canvas [usada para a alocação de tabelas e de fotos, entre outros], a incorporação de SVG [gráficos vetoriais escaláveis], e a incorporação de vídeos”, diz ele.

Com o novo HTML, em vez de copiar todo o código oferecido pelo YouTube para incorporar um vídeo, bastará o usuário digitar o código .
Segundo Chaals, o objetivo do HTML 5 será facilitar a vida do desenvolvedor em vez de aglomerar um conjunto de linguagens, como Javascript, CSS, entre outras.

Atualmente, a tag Canvas já funciona em todos os navegadores, com exceção do Internet Explorer. Muito provável, ela deve ser incorporada na versão 9.0 do produto.
E o Flash vai desaparecer?

Segundo Chaals, para o usuário final, não faz muita diferença se o YouTube funciona por meio de uma tecnologia da Adobe ou do Google. Porém ele ressalta que o Flash não deve desaparecer da web tão logo.

“O Flash é uma realidade hoje e vai continuar a sendo importante nos próximos anos. O que eu espero é uma mudança da tecnologia de vídeo para segurança do futuro, a fim de evitarmos que fiquemos na mão dessa ou daquela empresa”, diz ele.

A resposta de Chaals faz referencia ao WebM, formato de vídeo aberto divulgado pelo Google durante o último Google I/O, conferencia anual da empresa para desenvolvedores.

Segundo o Google, o WebM será uma eficiente tecnologia para reproduzir conteúdos em dispositivos pouco potentes como tablet, netbooks e celulares.

Segundo o gerente geral do Internet Explorer, Dean Hachamovitch, a versão 9.0 deve suportar o WebM, porém será necessário fazer o download de um plug-in.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Tenha um desktop matador com o Yodm 3D


O Yodm 3D (Yet anOther Desktop Manager 3D) carrega para o Windows o desktop 3D que é tão característico do sistema Linux. O conceito é transformar a área de trabalho do computador em um cubo. Com isso, o usuário passa a ter não mais uma área de trabalho disponível, mas sim quatro.

Cada um dos desktops pode ser personalizado de uma diferente maneira, trocando os papéis de parede e tendo em cada um deles diferentes programas em uso. Apesar da independência de cada uma das áreas de trabalho, não é possível que cada uma tenha seus próprios atalhos, que são iguais qualquer que seja o desktop no qual o usuário estiver trabalhando.

A mudança de um desktop para outro é bem simples, pode ser feita através do mouse, rodando o cubo, ou por atalhos definidos no teclado. A rotação do cubo através do mouse só é ativada depois que o cursor estiver parado por alguns minissegundos em um ou qualquer um dos quatro cantos da tela, o que evita que o recurso seja ativado indevidamente.




Fonte: http://info.abril.com.br/

sábado, maio 29, 2010

Petrobrás descobre mais petróleo no RJ


SÃO PAULO – Os dois novos bolsões encontrados na Bacia de Campos, no Rio de Janeiro, podem conter juntos mais de 460 milhões de barris de óleo.

O comunicado da Petrobrás foi feito ontem, anunciando a descoberta das duas novas acumulações de petróleo leve em reservatórios do pós e do pré-sal em águas profundas.
O achado foi feito no poço Carimbe (6-CRT-43-RJS), localizado no Campo de Caratinga, a cerca de 106 km da costa.

No local, a profundidade da água chega a 1.027 metros, mas o material do pós-sal está ainda mais profundo, a 3.950 metros abaixo do solo marinho. As estimativas iniciais da empresa mostram a possibilidade de retirada de 105 milhões de barris de óleo.

Já a acumulação do pré-sal está a 4.275 metros de profundidade, e provavelmente está ligada a uma descoberta anterior no poço 6-BR-63A-RJS, no Campo de Barracuda, anunciada em fevereiro. Na época, os volumes apontavam para 40 milhões de barris de óleo equivalente na região – no entanto, caso a ligação entre esses dois bolsões se confirme, poderiam ser aproveitados 360 milhões de barris de óleo equivalente.

Essas acumulações deverão ser objeto de Plano de Avaliação, a ser apresentado brevemente à Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).




Fonte: http://info.abril.com.br/

EUA dependem de BP para conter vazamento


WASHINGTON - O presidente americano Barack Obama afirmou que o governo federal precisa desenvolver a tecnologia necessária que permitiria a interrupção de vazamentos de petróleo como o que afeta o Golfo do México.


Obama disse que atualmente só a BP e outras petrolíferas possuem essa tecnologia; e é por isso que a Casa Branca depende da BP para solucionar o desastre.
O presidente explicou também que pretende explorar formas de o governo federal criar equipes próprias para reagir diretamente em casos de derramamento de petróleo, sem precisar da ajuda das companhias.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Gastos com a Copa 2014 estarão online


Projeto do estádio do Morumbi para a Copa 2014; gastos com as obras poderão ser acompanhados no site do Tribunal de Contas da União


SÃO PAULO -O internauta que quiser acompanhar os custos com os preparativos para a Copa 2014 vai contar com um aliado a mais: a internet. Durante os próximos quatro anos, o Tribunal de Contas da União (TCU) vai manter uma página com todos os gastos feitos pelo Estado.


Segundo a assessoria de imprensa do Tribunal de Contas da União, as informações serão fornecidas em conjunto pelos tribunais municipais, estaduais e da União.
No endereço http://www.fiscalizacopa2014.gov.br/ o internauta poderá acompanhar as obras divididas pelos respectivos Estados. Clicando sobre cada um deles, é possível visualizar, em porcentagem, quanto do cronograma físico já foi desenvolvido e quanto do valor financeiro destinado já foi empregado. O site também informa as datas para início dos trabalhos e suas conclusões, além de disponibilizar relatórios.

O site também vai trazer fotos das obras também assim que elas começarem.

No total, 93 construções, reformas e adequações estão programadas para 2014 ao custo de R$ 22,3 bilhões.

O custo estimado das obras de estádios está avaliado em R$ 5,7 bilhões. Há ainda outros R$ 11,5 bilhões destinados às obras de transporte urbano, R$ 4,5 bilhões para aeroportos e mais R$ 740 milhões em reforma de portos.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Site permite bancar o DJ com o YouTube


Site Muziic DJ permite fazer discotecagens a partir de vídeos do YouTube


SÃO PAUL0 - Quem já gostava de enfileirar músicas para escutar no YouTube vai adorar o Muziic DJ, site que permite mixar músicas do site de vídeos como se fosse um DJ.


Funciona de forma bem simples. O primeiro passo é selecionar, na caixa de pesquisas, as faixas a serem tocadas nas pickups. Em seguida, se escolhe se a música vai para o primeiro ou segundo canal. No meio dos dois toca-discos, existe um botão crossfade, que permite mixá-los ou silenciar um deles.


Para não deixar o “DJ” perdido, duas barras - localizadas no alto da interface - mostram o andamento das músicas. Na base, ficam os efeitos e batidas em loop, que podem ser acionadas pelo mouse ou pelo teclado.


Entretanto, não é possível realizar os famosos “scratchs”, segundo o desenvolvedor, por limitações do YouTube. Caso o usuário se cadastre, ele pode criar uma lista, salvá-la e acessá-la remotamente.




Fonte: http://info.abril.com.br/

MPF cobra da Anatel informações sobre 3G

SÃO PAULO - Ao analisar diversas reclamações de consumidores, o Ministério Público Federal em São Paulo quer saber detalhes sobre a prestação do serviço de banda laga 3G no país.


De acordo com o procurador da República Marcio Schusterschitz, as principais queixas são referentes à baixa velocidade, à falta de informação sobre o contrato, além de problemas na área de cobertura e de velocidade. “A ideia principal é a de que o serviço tem desconformidades com a legislação de defesa do consumidor.”
Os dados foram obtidos por meio de uma consulta pública da qual resultou um documento enviado ontem (26) para a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) com 22 questões sobre o serviço no Brasil. As reclamações foram protocoladas em órgãos de defesa do consumidor.


A consulta pública Internet 3G, Atendimento ao Consumidor, Qualidade, Velocidade, Continuidade do Serviço, Contrato e Condições de Oferta ocorreu entre 22 de março e 22 de maio e recebeu mais de 700 e-mails e cartas de consumidores com informações e opiniões sobre o serviço.


Segundo Schusterschitz, existe uma necessidade legal de informação para o consumidor e de qualidade dos contratos. “Apesar desse serviço e a tecnologia serem novos no país, isso não liberta o prestador do serviço de seus deveres com o consumidor.”


O MPF quer saber da Anatel, entre outros assuntos, quais parâmetros e indicadores a agência usa para avaliar a qualidade dos serviços de internet3G, como e quando são feitas essas avaliações, se há acompanhamento dos investimentos em estruturação do serviço de internet 3G e se existem ações e procedimentos para acompanhar e controlar interrupções, quedas ou lentidão no acesso.


A Anatel terá que responder ao Ministério Público se é permitida a fidelização de serviços 3G, se é garantida ao consumidor e em quais termos a suspensão temporária do serviço, se existe algum regulamento para “acesso ilimitado”, qual a atuação da ouvidoria da agência e quais ações são feitas para garantir os direitos do consumidor no que se refere ao atendimento do consumidor.


O prazo para a agência é de 30 dias, podendo ser prorrogado em função da complexidade das informações. “O que faremos em seguida dependerá da resposta. Essa resposta pode definir recomendações do Ministério Público sobre algum ponto de divergência a respeito das práticas do direito do consumidor”, disse Schusterschitz.




Fonte: http://info.abril.com.br/

sexta-feira, maio 28, 2010

TV Philips de LED tem imagens de primeira


Modelo 40PFL6605D, com taxa de atualização de 120 Hz, custa 3.799 reais


Os painéis iluminados por LED começam a mostrar qualidade bem superior à dos televisores LCD da geração passada. E um modelo que confirma essa percepção é o Philips 40PFL6605D, de 40 polegadas. Além de belas imagens, com brilho e contraste acima da média, a TV ainda possui bom leque de recursos, incluindo taxa de atualização de 120 Hz e o efeito Ambilight (luzes traseiras que iluminam a parede, seguindo as cores dos vídeos exibidos na tela). O produto está nas lojas por 3.799 reais.

Em nossos testes, após configuração rápida guiada pelo assistente da fabricante, vimos imagens sem exagero em nenhuma tonalidade. Também se destacou o recurso Pixel Plus HD, responsável por diminuir os ruídos, principalmente quando a transmissão de TV chegou levemente pixelizada. O único porém foi o efeito colateral da taxa de transmissão de 120 Hz, que teoricamente melhora a fluidez das filmagens em movimento. Nas cenas mais complexas, apareceram pequenas manchas, tornando as imagens artificiais.

Com resolução de 1.920 por 1.080 pixels, a televisão recebe TV digital com boa qualidade. O som também está acima da média, em comparação com outros modelos finos de televisor. Ele tem graves convincentes e agudos límpidos, embora a potência não seja aquela maravilha. O modo surround oferece uma sensação de imersão, mas torna as vozes pouco naturais, por causa dos graves muito estourados. Em resumo, o som quebra o galho em ambientes pequenos, mas, como sempre, o ideal é ter um home theater.
É de LED, mas é gordinha


A porta USB na lateral da Philips 40PFL6605D aceita pen drives com vídeos, que são reproduzidos na tela. No entanto, a exibição dos arquivos é limitada. A televisão consegue tocar DivX em várias resoluções, mas não permite mudar o aspecto, fixando-o em superzoom. No formato MP4, ela reconheceu filmes em até 1.920 por 1.080 pixels. Mas não abriu Matroska, MOV, WMV e legendas embutidas em clipes XviD.

No quesito conexões, o televisor está bem servido. Possui três portas HDMI, sendo uma na lateral, além de duas vídeo componente, uma vídeo composto e uma D-Sub. As entradas de áudio são três RCA estéreo (uma lateral) e uma P2. Um problema é que a base não gira completamente para o acesso às portas. Ela se contorce levemente, cerca de 15 graus para cada lado.

Gordinha para uma TV com painel iluminado por LED, essa Philips tem a espessura dos modelos convencionais de LCD. A explicação está na presença das luzes traseiras que fazem o efeito Ambilight. Os centímetros a mais valem a pena? Se você for colocar a televisão na parede, ou bem próxima dela, sim. O fundo branco na cor da tela é interessante para quem não gosta de ver filmes totalmente no escuro, mas também não quer a luz branca refletindo na tela. As bordas da televisão também dão um tom elegante ao produto. Elas são arredondadas e têm moldura extra de acrílico transparente.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Yahoo.com terá novo design até 2011


A presidente do Yahoo! prometeu uma reforma no site até o meio de 2011; objetivo é aumentar tempo de usuário na página


SÃO FRANCISCO - A presidente-executiva do Yahoo, Carol Bartz, disse que a empresa continuará modernizando suas propriedades online até a metade de 2011, em um esforço para que os usuários passem mais tempo em seus sites.

Bartz disse a analistas nesta quarta-feira que o Yahoo tem como prioridade oferecer mídia social, vídeos e conteúdo local adicionais em sua rede de mais de uma dúzia de sites. A rede inclui sites de compras, esportes e finanças.
Ela afirmou que o Yahoo não tem planos de acompanhar concorrentes como Google e Microsoft no desenvolvimento de um celular inteligente ou sistema operacional próprio.

"Não quero oferecer celulares; não é um segmento do negócio que me interesse," disse Bartz. "O que precisamos ter são sempre os melhores aplicativos, os melhores."

O Yahoo vem reorganizando seus negócios, vendendo ativos e adquirindo novas companhias, sob o comando de Bartz, que assumiu sua atual posição em janeiro de 2009.Nesta quarta-feira, o Yahoo anunciou uma parceria com a Zynga, sob a qual jogos para redes sociais da empresa, a exemplo do FarmVille, serão oferecidos nos sites do Yahoo.No mês passado, a companhia adquiriu a Associated Content, uma editora online que oferece artigos e vídeos criados por uma rede de freelancers.

Em julho do ano passado, Bartz assinou um acordo de 10 anos com a Microsoft para economizar centenas de milhões de dólares anuais em despesas, ao transferir as funções de indexação da empresa à Microsoft, enquanto o Yahoo se concentra em aprimorar as pesquisas.

"O Yahoo tem seu foco, está entusiasmado quanto ao futuro e recuperou seu orgulho," disse Bartz. O Yahoo vem enfrentando crescente concorrência de outras companhias de Internet.

Desde setembro, quando a empresa lançou uma campanha publicitária de 100 milhões de dólares, o número de visitantes aos sites do Yahoo nos EUA caiu em 2,6 por cento, para 155,6 milhões em abril, enquanto o total de páginas visitadas caiu em 11,4 por cento, de acordo com a comScore, empresa de análise de tráfego na Internet.




Fonte: http://info.abril.com.br/

DM do Twitter pode esconder ataque malicioso


Malware se esconde em Direct Message do Twitter: criminosos enviam link malicioso para instalar trojan e obter senhas de internet banking


SÃO PAULO – Atenção, tuiteiro: cuidado com as DMs (Direct Messages) que recebe, pois uma série de golpes virtuais direcionados a usuários brasileiros está sendo espalhado pelo serviço de microblog.

O alerta vem da empresa de segurança Kaspersky Lab, que monitorou, na última semana, três grandes ataques no Twitter utilizando as mensagens privadas para instalar trojan bankers nos computadores das vítimas e, com isso, obter credenciais de acesso aos serviços online de três bancos brasileiros.
Segundo Fábio Assolini, analista de vírus da Kaspersky no Brasil, os criminosos nacionais utilizam contas reais e comprometidas para realizar o golpe, o que significa que, de algum modo, conseguem as senhas de logins já existentes a fim de persuadir seus “amigos” no Twitter.

O ataque, diz Assolini, ainda é facilitado pelos serviços encurtadores de links, como twt.tl do próprio Twitter, por exemplo, que podem, à primeira vista, ocultar um endereço visivelmente malicioso.

“Os usuários que clicam em tudo no Twitter são os que correm mais riscos e a situação se agrava quando não se sabe qual o endereço completo. Alguns serviços de encurtadores oferecem o preview (uma pequena tela capaz de prever a página do link), que é um recurso que deve ser explorado para melhor segurança”, diz Assolini.

O relatório da Kaspersky informa que, depois de clicar no link e executar o malware, este registrará uma DLL maliciosa no navegador da vítima com baixa taxa de detecção nos programas de antivírus. Uma vez rodando, o monitoramento das conexões do usuário é iniciado.

Para não cair na armadilha, então, Assolini sugere que seja feito, além das atualizações constantes de navegador e software de antivírus, uma política de auto-controle, aguçando o popular “desconfiômetro”.

“O usuário tem que desconfiar até de pessoas que segue e é amigo pessoal. Nesses ataques, os links maliciosos são passados por listas de amigos”, explica Assolini.

(Confira, na próxima página, as principais dicas para não ser presa fácil do ataque virtual)




Fonte: http://info.abril.com.br/

Empresa cria TV 3D de 84 polegadas


A produção de televisores 3D está se tornando um novo alvo entre as fabricantes do ramo. No entanto, apenas a nova tecnologia não tem se mostrado avanço suficiente para algumas companhias. Como se não bastasse a possibilidade de assistir TV em três dimensões em casa, a LG anunciou o desenvolvimento de um aparelho de TV 3D de 84 polegadas.

As novidades do produto não param por aí. Além da grande tela, a TV ainda é UHD, o que significa uma resolução extremamente alta. O monitor tem 3840 por 2160 pixels, especificação quatro vezes maior que as HD TVs disponíveis no mercado.

O aparelho ainda não está previsto para ser comercializado. No entanto, a fabricante anunciou que está produzindo TVs 3D de 47 e 55 polegadas que devem ser lançadas em breve por preços estimados em US$2.500 e US$3.000.




Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

O futuro da web, segundo a Opera


O diretor de normalização da Opera, Charles McCathieNevile, ou apenas Chaals, conta os desafios da empresa e de seus navegadores: ´a preocupação e a missão da internet são padrões abertos


SÃO PAULO – De um lado, um poderio instalado na Rússia e em alguns países vizinhos tenta se equilibrar; do outro, no ocidente, os rivais dos Estados Unidos continuam o processo de expansão.


O cenário pode parecer de uma Guerra Fria, mas a batalha é atual, estritamente mercadológica e não sai dos computadores. A chamada “briga dos browsers” reúne, hoje, quatro grandes forças que se digladiam na maioria dos países da parte oeste do globo - Internet Explorer, Mozilla Firefox, Google Chrome e Apple Safari – e outra isolada à leste, quase sempre esquecida em pesquisas, mas de grande relevância para o mundo da web: a Opera.
Com sede norueguesa e completando quinze anos de idade em 2010, a Opera Software cresce no mercado móvel mundial e detém o posto de líder de preferência em todas as categorias entre alguns países do leste europeu e da Ásia. Mas isso, para a competitividade atual, não é o suficiente.


A rentabilidade ainda relativamente baixa dos browsers móveis e o crescimento das empresas rivais em todos os setores da internet, como buscas e aplicações dominadas por Google e Microsoft, dão um tom emergencial para a necessidade de expansão da Opera. O atalho para isso, segundo seus comandantes, é chegar a mercados pouco ou não muito desenvolvidos e criar ferramentas compatíveis com as máquinas desses países.


Não à toa, a companhia trouxe ao Brasil um dos seus grandes representantes nesta semana, Charles McCathieNevile, ou apenas Chaals, diretor de normalização da Opera Software, que conversou com exclusividade com INFO ONLINE para comentar alguns dos planos da empresa e como vê o futuro da web.

Confira suas opiniões no bate-papo abaixo:

INFO ONLINE: Nos Estados Unidos e no Brasil, a versão desktop do Opera não tem tanto alcance, mas, na Rússia, lidera com folga em todas as plataformas. A que se deve esse sucesso?

CHAALS: Os russos sempre buscam o que querem, pois tem uma iniciação às tecnologias bastante técnica e um conhecimento muito acima da média mundial. Opera adaptou a estrutura básica e aproveitou o máximo possível. A Rússia foi um dos poucos países que aceitaram o Opera mesmo quando ele era pago, até meados de 2005, embora muitos usassem cracks, é verdade. Nos Estados Unidos e na Europa, foi uma desvantagem vender o browser, por isso, muitas pessoas escolheram outros. Ainda assim, depois que passamos a ser gratuitos, continuamos sendo o primeiro na Rússia, seguidos por Firefox. Na Ucrânia e Bielorússia, em outros países do Leste Europeu e alguns asiáticos, somos os primeiros também nos browsers para desktops. Vemos na Rússia, ainda, algo impressionante também na plataforma móvel: Opera Mini tem 5% do mercado total de browsers do país, incluindo desktops.




Fonte: http://info.abril.com.br/

quinta-feira, maio 27, 2010

Microsoft reestiliza portal MSN


Nova página do MSN: Microsoft optou usar cores clássicas, fontes mais legíveis e imagens maiores.


SÃO PAULO - A Microsoft apresentou hoje sua nova versão para a home page do portal MSN. A página foi organizada a fim de facilitar a navegação e o acesso ao conteúdo.

"Resolvemos fazer esta mudança, pois o internauta está cada vez mais exigente e busca qualidade e agilidade na hora da navegação" disse Andrea Fornes, diretora executiva do Portal MSN no Brasil.
Visualmente, o novo layout está mais limpo, aposta em cores clássicas, fontes mais legíveis, com menos fotos e imagens maiores. O logo da borboletinha também foi reestilizado, ganhando contornos mais modernos.

Segundo a Microsoft, as mudanças tornaram o carregamento da página mais rápido.

Para reformular a home page do MSN Brasil, a Microsoft utilizou elementos do MSN dos Estados Unidos, além de fazer uma pesquisa de opinião pública com os usuários locais. Os resultados apontaram que os internautas querem encontrar todas as informações em um só lugar, ter acesso aos conteúdos facilmente, além de acessar redes sociais.

Dentro de um mês, a Microsoft pretende lançar uma nova ferramenta integrada ao portal chamada HOPS (ou Headlines Optimization). A ferramenta irá configurar a home page de acordo com as preferências do usuário. Por exemplo, se o leitor sempre acessa os canais de Esporte e de Política, quando ele abrir a página do portal, as notícias relacionadas a estes temas irão aparecer em destaque, informou a Microsoft.




Fonte: http://info.abril.com.br/

IBM quer desligar seu carro pelo semáforo


Já pensou em ter seu carro desligado remotamente em um cruzamento?


SÃO PAULO - Uma patente IBM descreve um sistema que poderia ligar e desligar seu carro automaticamente enquanto ele está parado esperando o semáforo ficar verde.

Os objetivos especificados no registro feito pela Big Blue são reduzir o consumo de combustível e otimizar a movimentação dos veículos em cruzamentos.
A ideia é criar um sistema que receberia informações a respeito do posicionamento dos carros e então determinaria o tempo que falta para as luzes ficarem verdes. Se este tempo for maior que determinado limite (X minutos) o semáforo enviaria sinais para desligar o motor dos veículos.

Quando as luzes verdes fossem acender, uma notificação de “ligar motor” seria enviada primeiro ao veículo da frente, depois aos outros atrás dele e assim sucessivamente, em uma fração de segundos calculada para otimizar o tempo que o carro permanece ligado.

O documento afirma, no entanto, que mais combustível pode ser gasto religando o carro do que esperando um pouco para que o farol abra. Por isso, o sistema da IBM levaria em conta o tempo que falta para a abertura do semáforo para determinar se vale ou não a pena desligar o motor.

A ideia é ainda uma patente e abrange apenas o método, não dando detalhes da parte tecnológica. No entanto, a IBM especula que o sistema usaria dados dos relógios internos dos semáforos, de GPS (para posicionar os veículos), câmeras e “outros sensores” que possam estar instalados nas vias. Ele poderia usar tecnologia Wi-Fi, uma rede de celulares ou comunicação via satélite.

Em uma das propostas, a opção seria oferecida “as a service”, e os motoristas teriam que aderir a ela. A empresa também parece estudar tanto a opção de desligar e ligar automaticamente os carros como a de disparar alarmes para que o próprio motorista desligue e ligue manualmente o carro se desejar.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Sem alarde, Street View chega a mais cidades




Carros do Google Street View foram flagrados por internautas de cidades do interior de São Paulo e Minas Gerais: estaria o Google captando imagens para uma futura atualização do serviço?


SÃO PAULO – Ao longo das últimas três semanas, carros do Google Street View foram flagrados por moradores de algumas cidades do interior paulista e noticiados por jornais de Jundiaí, Ribeirão Preto e São Carlos.

O Google, responsável pela tecnologia, e a Fiat, que cede os automóveis Stilo, não falam sobre o assunto até o lançamento do produto – ainda sem data confirmada –, mas a expectativa é que o serviço de fotos panorâmicas esteja ampliando o seu alcance.
Inicialmente, o Street View Brasil usaria 30 carros para recolher apenas imagens das capitais São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Por redes sociais e blogs, no entanto, usuários de municípios vizinhos aos três estados revelam que os veículos dotados de câmera na superfície trafegaram por suas áreas.

Entre as imprevistas áreas de cobertura do serviço que mais foram citadas na rede, estão Bauru (SP), Niterói (RJ) e Betim (MG). A dúvida em comum a todos os internautas é se os carros do Google estavam realmente fotografando ou apenas realizando testes para o serviço.

Na tarde da última segunda-feira, quando o Street View Brasil teria vazado por algumas horas ao acessá-lo via iPhone, os usuários relataram que só conseguiram navegar pelas três capitais. Para alguns, todavia, o ato não passou de uma estratégia de marketing da companhia.

Se o vazamento foi proposital ou não, é um indício de que o Street View Brasil já está na fase final do longo processo de tratamento das imagens para apagar chapas de carros, borrar o rosto de pessoas e tomar cuidados que protejam a privacidade das pessoas fotografadas.
Em encontro com jornalistas em janeiro, o Google Brasil revelou que o processo de edição de imagens pode demorar mais de três meses após as fotografias chegarem aos seus computadores, pois a principal dificuldade são as constantes renovações no software – o mesmo usado no mundo todo – que provocam mudanças no modo de atuação.
Na ocasião, o diretor de comunicação do Google no Brasil, Félix Ximenes, afirmou que em algumas regiões com problemas de segurança pública, ou áreas privadas (como condomínios), as fotos do Google podem não ser bem-vindas no início, contudo, é possível que, depois do lançamento do produto e de sua repercussão, as regiões sejam atualizadas.

O Brasil será o segundo país da América Latina a ter cidades mapeadas pelo Google Street View. O primeiro país da região foi o México. O serviço já está disponível nos Estados Unidos, em países da Europa e parte da Ásia, como China e Japão, e Oceania, a exemplo de Austrália.

No continente europeu, inclusive, o serviço do Google vem enfrentando uma grande discussão sobre privacidade na internet que deve se estender aos tribunais. Há duas semanas, a empresa confirmou que os carros do Street View coletavam dados de redes Wi-Fi abertas devido a um erro de engenharia. Países como a Alemanha já estão investigando o caso.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Carlos Slim deseja fundir Embratel e Claro


Interessado em ganhar mais mercado no país, bilionário mexicano das telecomunicações Carlos Slim deverá fundir Embratel e Claro


SÃO PAULO – Em dois meses, Embratel (telefonia fixa) e Claro (telefonia móvel) serão uma única empresa, afirma a edição de hoje do jornal Folha de S.Paulo.

Segundo reportagem de Julio Wiziack , o bilionário mexicano das telecomunicações Carlos Slim, dono de ambas as companhias, tem preferência por José Formoso Martínez, da Embratel, para o posto de presidente da nova empresa. Outra possibilidade seria o presidente da Claro, João Cox.
Ainda de acordo com o jornal, Slim estaria descontente com os resultados do seu grupo no Brasil, motivando a sua reestruturação para poder fazer frente à concorrência da Vivendi, da Telefónica e da Portugal Telecom.

Mudanças que começaram no exterior, quando em janeiro a América Móvil adquiriu a Carso, holding que controla a Telmex México e Internacional (o empresário mexicano é dono de todas elas).

Ao fundir Embratel e Claro, Slim ganharia eficiência e reduziria gastos. Cálculos iniciais indicam que o corte nos custos entre as duas operadoras poderia ficar entre 20% e 30%.

Com a união, a nova empresa teria mais facilidade para obter crédito com juros mais baixos devido ao porte da nova empresa.

De acordo com jornal, também pode estar nos planos da América Móvil dquirir o controle da Net, uma investida que dependeria do congresso aprovar o PL 29, projeto sobre permissão de estrangeiros como controladores de companhias de telecomunicações no Brasil.

Em sendo aprovado, o empresário mexicano teria condições de oferecer pacotes com telefonia fixa, móvel, internet e TV paga.

Procurada pela reportagem do INFO Online, a Claro disse que não irá comentar o assunto.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Ônibus espacial Atlantis pousa na Flórida

SÃO PAULO – O ônibus espacial Atlantis pousou hoje no Centro Espacial Kennedy após uma missão de 12 dias que percorreu mais de 7,7 milhões de km.

A STS-132 foi a terceira de cinco missões de ônibus espaciais planejadas para 2010 - e a última da Atlantis.
Ela foi usada para levar um mini módulo de pesquisa russo à Estação Espacial Internacional. O aparelho, chamado de Rassvet ("amanhecer" em russo), deu mais espaço de armazenamento aos aparelhos e servirá também como um novo local de acoplagem.

É nele que se ligarão as naves Soyuz e Progress, da Rússia, que farão o transporte à ISS partir do ano que vem, com o encerramento do programa de ônibus espaciais da NASA.

Além da instalação do módulo, a missão consistia de três caminhadas espaciais para trocar seis baterias, uma antena de comunicação e adicionar partes ao braço robótico canadense.

Os seis astronautas a bordo da Atlantis - Ken Ham, Pilot Tony Antonelli, Garrett Reisman, Michael Good, Steve Bowen e Piers Sellers – chegaram bem à Terra.




Fonte: http://info.abril.com.br/

quarta-feira, maio 26, 2010

Vírus ataca através de link no Twitter


Atenção, twitteiros de plantão! Um link perigoso anda circulando pelo microblog e vale a pena ficar atento ao conteúdo que você anda recebendo.

Você recebeu nos últimos dias um tweet com a frase "haha this is the funniest video ive ever seen" acompanhado de um link? Pois saiba que se trata de um malware que rouba informações confidenciais do usuário.

O malware foi identificado pela F-Secure e, segundo a empresa, acompanha hashtags bem atuais, como "Projeto Ficha Limpa".

O link é hospedado no encurtador de links Bit.ly e o usuário é direcionado ao site pc-tv.tv para que o vírus invada o computador. Assim que o site tenta abrir portas para o vírus, um aviso do Java perguntando se o usuário aceita o software. Caso aceite, o computador identificará um erro no aplicativo. Porém, o computador já foi infectado.

A F-Secure reportou a URL infectada ao Bit.ly e é provável que ela seja desativada em breve.




Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

Taxi elétrico japonês feito de bambu e papel


Que tal passear pelas ruas a bordo de um carro elétrico construído a partir de pedaços de bambu e papel? Curioso, não é? O grupo japonês Yodogawa e a Kinki Knives Industries são os responsáveis pelo veículo de três rodas normalmente utilizado como táxi no Japão.

Chamado de Meguru, o triciclo pode chegar a uma velocidade máxima de 25 km/h e percorrer uma distância de aproximadamente 40 quilômetros com apenas uma carga. A bateria do veículo demora pouco mais de duas horas para ficar totalmente recarregada.

O Meguru deve ser comercializado por algo em torno de US$ 10 mil nas regiões de Osaka. Para ver um vídeo de demonstração do táxi, clique AQUI.



Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

Nokia e Yahoo! firmam parceria


Afim de combater os novos rivais do mercado de telecomunicações sem fio, a Nokia firmou um amplo acordo com o Yahoo!. Enquanto o Yahoo! fornecerá com exclusividade o serviço de e-mail para a Nokia, a empresa de telecomunicações entregará mapas e serviços de navegação para o Yahoo!.

“Após mais de cinco anos de colaboração, a Nokia e o Yahoo! vão apoiar-se mutuamente para disponibilizar serviços de correio eletrônico, mensagens instantâneas, mapas e navegação” disse a Nokia em comunicado.

Desde que a Apple e o Google entraram no mercado de softwares e serviços móveis, as tradicionais fabricantes como Samsung e Nokia tem sido obrigadas a forçarem suas ofertas. A Nokia investiu mais de 10 bilhões de dólares para construir uma nova oferta de serviços de internet, que vai de e-mail a música e, no mês passado, o Yahoo! fechou acordo com a Samsung para colocar serviços e softwares de maneira mais destacada nos seus celulares.

Os serviços que estarão disponíveis mundialmente em 2011 serão lançados ainda este ano.




Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

Produtoras de games criam medidas antipirataria


As produtoras de games estão buscando formas para evitar a pirataria dos lançamentos na área de jogos. Uma alternativa que vem sendo utilizada por algumas empresas é bloquear a chave de acesso online dos jogos para apenas um uso. Caso o usuário queira reutilizá-la ou adquiriu uma cópia pirata, terá de pagar por ela.

Uma das empresas que aderiram ao bloqueio foi a Sony e o usuário que desejar utilizar uma chave online que foi usada anteriormente terá de pagar cerca de US$20 para uma nova.

Em seguida foi a vez da Eletronic Arts, que começou a vender um passe online para jogares terem acesso à interface online e a mais conteúdo (mapas, quests, armas) por US$10. O mesmo serve para usuários que adquiriram jogos usados e pretendem jogar online.

Seguindo o mesmo caminho, agora é a vez da Ubisoft anunciar que pretende tomar providências contra as cópias piratas. De acordo com a produtora, há planos para que o conteúdo online seja disponibilizado junto com o lançamento do game, sem custo adicional. Porém, o código será de acesso único e cópias usadas precisarão comprar uma nova chave de acesso.




Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/

Telefónica contata acionista da PT por Vivo

MADRI - A Telefónica inicia na quarta-feira uma série de contatos com investidores institucionais da Portugal Telecom em busca de apoio para sua oferta pela Vivo, disseram fontes próximas do assunto.

"A Telefónica se reunirá a partir de amanhã com uma série de investidores da Portugal Telecom em Frankfurt, Londres e Nova York, para explicar a oferta pela Vivo", disse uma das fontes em Madri.
A maioria dos investidores da Portugal Telecom são estrangeiros e muitos deles, como Deutsche Bank e Credit Suisse, são também acionistas do grupo espanhol, disse outra fonte.

A Telefónica apresentou no começo de maio oferta de 5,7 bilhões de euros pela participação de 31,8% que a Portugal Telecom tem na Vivo, mas o conselho de administração do grupo português recusou a proposta afirmando que a operação no Brasil é fundamental para seu futuro crescimento.

A companhia espanhola, que também possui 31,8% da Vivo, compartilha a gestão da operadora celular brasileira nos últimos 10 anos. Mas há tempos a Telefónica afirma que quer tomar o controle da Vivo para integrá-la à Telesp, operadora fixa da empresa no Estado de São Paulo.

A Telefónica justifica o plano com as significativas sinergias que vai gerar com a fusão, enquanto sustenta que o valor oferecido, que representa um prêmio de 145% sobre o preço de mercado, corresponde a uma oportunidade única de criação de valor para a Portugal Telecom.

"Acreditamos que os acionistas deveriam ser consultados nesse processo", disse em meados deste mês o diretor de finanças da Telefónica, Santiago Fernández Valbuena, em entrevista a jornalistas.

A oferta pela Vivo segue de pé até 6 de junho, mas a Telefónica disse que poderá prorrogar a proposta caso ela seja apresentada aos acionistas da Portugal Telecom.

A própria Telefónica detém 10% da Portugal Telecom e, entre o grupo de investidores estrangeiros, estão também nomes de peso como Brandes Investment e Black Rock, com participações superiores a 5%.




Fonte: http://info.abril.com.br/

terça-feira, maio 25, 2010

Usuários captam Street View Brasil no iPhone


Google Street View Brasil no iPhone: internautas conseguiram navegar por serviço de fotos panorâmicas por algumas horas nesta segunda-feira


SÃO PAULO – Usuários brasileiros conseguiram navegar por algumas horas pelo Google Street View Brasil usando um iPhone na tarde desta segunda-feira. O serviço, que não tem previsão de lançamento, já foi retirado do ar pelo Google.

O blogueiro Ricardo Fraga, um dos editores do site independente Google Discovery - responsável pela publicação das primeiras capturas de tela -, recebeu a notícia de um leitor e verificou que se tratava de algo verídico depois de navegar pelas cidades de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo. Segundo ele, a opção estava disponível apenas no smartphone da Apple.
“No Android, a opção de vista da rua também estava ativa, mas não apresentava as imagens. Era possível ver o logo do Google no rodapé”, conta.

Pouco tempo depois de publicar as imagens em seu blog, o serviço foi interrompido, afirma Fraga. “O serviço se comportou de uma maneira excepcional, muito similar a encontrada no serviço para desktop”.

Procurado, o Google Brasil não quis se pronunciar sobre o ocorrido, visto que a empresa não fala sobre produtos que ainda não foram lançados. A possibilidade de o vazamento ser uma estratégia de marketing também não é comentada.

O Street View Brasil ainda não foi aberto ao público e teve sua última atualização confirmada pela empresa em janeiro, quando encerrou a captação de imagens em Belo Horizonte e passou a fotografar as ruas de São Paulo e Rio de Janeiro.

O serviço consegue ser utilizado no iPhone desde novembro de 2008, quando houve a atualização 2.2 do firmware.


Rumo às estrelas


SÃO PAULO - As naves para chegar lá são apenas teóricas — mas por que não sonhar?


“O espaço é grande”, escreveu Douglas Adams em seu livro O Guia do Mochileiro das Galáxias. “Não dá para acreditar o quanto ele é desmesuradamente, inconcebivelmente, estonteantemente grande.” Ele não estava exagerando. Até a nossa mais próxima estrela, a Proxima Centauri, está a alarmantes 4,2 anos-luz de distância — mais de 200 000 vezes a distância da Terra ao Sol. Ou, se preferir, o equivalente a 50 milhões de viagens de ida e volta à Lua.

Essas grandes distâncias parecem colocar as estrelas muito além do alcance dos exploradores humanos. Suponha que tivéssemos conseguido uma carona na Voyager 1 da NASA, a sonda espacial interestelar mais rápida construída até hoje. A Voyager 1 está agora se dirigindo para fora do sistema solar a cerca de 17 quilômetros por segundo. Nesse ritmo, seriam necessários 74 000 anos para chegar a Proxima Centauri — certamente não estaríamos vivos para apreciar a vista.

O que seria necessário então para o ser humano poder alcançar as estrelas dentro de seu período de vida? Para começar, precisaríamos de uma nave espacial que pudesse acelerar pelo cosmo em velocidade próxima à da luz. Propostas não faltam: veículos movidos a repetidas explosões de bombas de hidrogênio, ou a partir da aniquilação de matéria e antimatéria. Outros lembram veleiros gigantes com velas reflexivas e movidos por feixes de laser.

Todos estes planos ambiciosos têm suas falhas e não há certeza de que possam realmente decolar. Agora há duas novas possibilidades radicais na mesa que podem de fato nos levar — ou melhor, aos nossos descendentes distantes — a alcançar as estrelas.

Em agosto, o físico Jia Liu, da Universidade de Nova York, apresentou seu projeto de uma espaçonave movida a matéria escura. Logo depois, os matemáticos Louis Crane e Shawn Westmoreland, da Universidade do Estado de Kansas, em Manhattan, propuseram planos para uma nave movida por um buraco negro artificial.

Ninguém pode negar que a construção de uma nave movida por buracos negros ou matéria escura seria algo formidável. E mesmo assim, surpreendentemente, parece não haver nada na nossa compreensão atual da física que nos impeça de construir qualquer uma delas. Além do mais, Crane considera que os estudos de viabilidade como os que ele propõe abordam questões da cosmologia que outras pesquisas não consideraram.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Presidente do Yahoo! desconcerta blogueiro


Carol Bartz soltou um palavrão durante conversa e agradou a plateia


SÃO PAULO - Aconteceu durante o primeiro dia do TechCrunch Disrupt Conference, evento que reúne jovens empreendedores e líderes renomados do mundo web, em Nova York, nos Estados Unidos.

O editor do blog TechCrunch, Mike Arrington, questionou a presidente do Yahoo!, Carol Bartz, sobre os seus resultados após um ano e quatro meses à frente da empresa. Em sua resposta, Carol foi irônica e sarcástica.
“Você faz parte de uma empresa muito pequenina. Provavelmente, leva um longo tempo para você convencer a si mesmo sobre o que você deve fazer. Portanto, não f***”, respondeu Carol. A resposta arrancou gargalhadas da platéia.

Carol está á frente do Yahoo! desde janeiro de 2009,quando substituiu o fundador da empresa, Jerry Yang. Antes, entre 1992 e 2009, ela foi presidente da Autodesk, companhia especializada na produção de softwares. Durante sua administração, os rendimentos da Autodesk passaram de 285 milhões de dólares para 534 milhões de dólares.

O TechCrunch Disrupt Conference vai até amanhã. O evento destinará 50 mil dólares ao projeto de startup mais inovador.



Fonte: http://info.abril.com.br/

Star Lite TV grava e manda por Bluetooth


Celular recebe canais digitais e guarda arquivos em MP4. Custa 699 reais

Que tal assistir os jogos da Copa do Mundo em qualquer lugar, gravar os melhores momentos e enviar para os amigos por Bluetooth? O celular Samsung Star Lite TV (GT-I6230) faz isso. Ele é o primeiro testado pelo INFOLAB capaz de salvar a programação em vídeos que podem ser abertos por outros aparelhos. A tela sensível ao toque e a interface personalizável da fabricante também são pontos altos do modelo, vendido por 699 reais.

Além do tradicional formato TS, arquivo gerado pela maioria dos aparelhos com recepção de canais digitais, o Star Lite TV também permite gravar programas em MPEG-4 sem restrições. Ou seja, é possível copiá-los para o computador ou abri-los em outros celulares. Nos testes, conseguimos mandar um vídeo para o Nokia N95 e tocá-lo sem problemas, com boa qualidade. Na resolução de 320 por 240 pixels, um arquivo de 8 segundos ficou com 350 KB.

A tela de 2,8 polegadas é nítida, tem brilho na média e cores um tanto opacas. Esse display não segue o formato 16:9. Por isso, quando recebe canais transmitidos nessa relação de aspecto, barras pretas ficam em cima e embaixo, enquanto a largura do LCD é preenchida totalmente no modo de visualização original. Se for escolhido o modo de tela cheia, as laterais acabam sendo recortadas. Pelo menos as imagens não ficam distorcidas em nenhum formato.
Nas demais funções do Star Lite TV, o aparelho não se diferencia muito da nova geração touchscreen da Samsung. O sistema operacional tem interface TouchWiz, que valoriza os widgets. De uma barra lateral, esses atalhos podem ser arrastados para uma das três telas iniciais. O menu possui botões grandes e fáceis de usar, e a sensibilidade da tela agrada mais do que nos modelos anteriores da marca, como o Corby e o antigo Star.

Existem aplicativos pré-instalados para RSS e redes sociais, como Twitter e Facebook, além de suporte a push mail pelo Microsoft Exchange. No entanto, a falta de conexões velozes limita sua utilidade. O celular navega por EDGE e também não possui Wi-Fi. Isso não chega a ser algo surpreendente, diante da proposta e do preço do produto. A maior mancada é mesmo a câmera de apenas 1,3 megapixels. Já como player de música, ele se vira bem. Acompanha um fone com entrada proprietária, mas é possível usar um com plugue P2.

Tirando os controles de volume e captura de imagem, que também são feitos pelos botões nas laterais, todos os demais funcionam via touchscreen. Até mesmo a abertura do aplicativo de TV. Dá para colocar um widget exclusivamente para isso numa das áreas de trabalho, encurtando o acesso e essa função. Com formato quase oval, o aparelho tem acabamento em preto brilhante – ou seja, fica todo engordurado facilmente – e não incomoda no bolso da calça jeans, pois tem 1,5 centímetro de espessura.

Celulares o irritam? Ciência tem explicação

NOVA YORK - Você já tentou compreender por que ouvir ao acaso uma conversa no celular pode ser tão irritante? Pesquisadores norte-americanos consideram ter encontrado a resposta.

Seja no escritório, em um trem ou no carro, apenas metade da conversa é ouvida, o que requer mais atenção e concentração do que ouvir duas pessoas conversando, de acordo com cientistas da Cornell University.
"Temos menos controle quanto a desviar nossa atenção de meia conversa do que quando ouvimos um diálogo," disse Lauren Emberson, co-autora do estudo que será publicado pela revista Psychological Science.

"Como meias conversas causam mais distração e é mais difícil ignorá-las, isso pode explicar porque as pessoas se irritam," disse ela, em entrevista.

No ano passado, os norte-americanos passaram 2,3 trilhões de minutos falando em celulares, de acordo com a CTIA, associação de telefonia móvel dos Estados Unidos - um avanço de 900 por cento ante o total do ano 2000.

Existem 4,6 bilhões de assinantes de serviços de telefonia móvel no mundo, de acordo com a International Telecommunications Union, uma agência das Nações Unidas.
Isso equivale a dois terços da população mundial, restando poucos lugares no planeta que não estejam ocupados por pessoas equipadas com celulares.
A China tem o maior número de usuários de celulares, com 634 milhões, seguida pela Índia, com 545 milhões, e pelos EUA, com 270 milhões, de acordo com dados da Central Intelligence Agency (CIA) norte-americana.

Emberson disse que as pessoas tentam compreender a parte da conversa que estão ouvindo e prever o que o participante dirá em seguida.

"Se você ouve meia conversa, recebe menos informação e não é capaz de prever com a mesma eficiência," segundo ela. "Isso requer mais atenção."

As constatações de Emberson e de seu co-autor, Michael Goldstein, se baseiam em pesquisa envolvendo 41 universitários que realizaram exercícios de concentração, por exemplo, acompanhar o movimento de pontinhos, enquanto ouviam conversas telefônicas --por inteiro ou apenas um dos lados.

Os estudantes cometiam mais erros ao ouvir um lado da conversa do que ao ouvi-la por inteiro.




Fonte: http://info.abril.com.br/

segunda-feira, maio 24, 2010

Notebook Acer tem Core i5 e design legal


Modelo Aspire 4740-5133 é confortável e tem desempenho razoável


Com bela pintura azul, o Acer Aspire 4740-5133 é uma opção para quem deseja pilotar um laptop com processador da nova geração sem deixar o saldo bancário no vermelho. Por 2.849 reais, o notebook entrega configuração decente para uma máquina com chip Core i5, tela de 14 polegadas LCD retroiluminada por LED e, uma pena, vídeo onboard.

O teclado é um destaque do notebook. Além de possuir botões macios e confortáveis, ele tem “ç”, tecla rara na maior parte dos equipamentos Acer até pouco tempo atrás. Mas ainda é necessária uma combinação para usar “?” e “/”. Já o touchpad possui bom tamanho e sensibilidade. O legal é o recurso de reconhecimento de gestos para zoom e rolagem das páginas. Uma fileira de botões à direita do teclado serve para ligar/desligar o Wi-Fi, aumentar/diminuir o volume e há um terceiro personalizável.

Nas conexões, esse laptop da Acer só ficou devendo o Bluetooth e o slot para Express Card. No mais, o modelo conta com 3 USB 2.0, interface de rede Gigabit Ethernet, Wi-Fi no padrão 802.11n, modem analógico e leitor para cartões MMC, SD, MS e MS Pro. As conexões de vídeo presentes são as saídas HDMI e D-Sub. No som, o áudio dos alto-falantes tem boa potência e qualidade decente, mas estoura um pouco com o volume no talo.
Core i5 vai bem nos benchmarks

As configurações desse Acer Aspire 4740-5133 mostram que esse notebook aguenta bem as tarefas do dia-a-dia. O processador é da nova família da Intel, um Core i5-430M, de 2,26 GHz, com 4 GB de memória RAM e HD de 500 GB padrão SATA II, com velocidade de 5.400 RPM. O sistema operacional é o Windows 7 Home Premium 64 bits, e o drive óptico é um gravador de DVD. O ruim é a placa de vídeo onboard.

No campo de provas do INFOLAB, o notebook se saiu razoavelmente bem nos benchmarks. Com Índice de Experiência 4,6, marcou 5.195 pontos no PCMark Vantage, que mede o desempenho geral da máquina. No 3DMark06, anotou 1.918 pontos. No teste longe da tomada, sua bateria resistiu apenas 76 minutos rodando o programa Battery Eater 05.




Fonte: http://info.abril.com.br/

4G no Brasil aguarda resolução da Anatel


SÃO PAULO - Saltar dos usuais 1 Mbps para até 10 Mbps. Isso é o que vai proporcionar a implantação da tecnologia 4G, ou Long-Term Evolution (LTE), para celulares e smartphones compatíveis com o novo formato. O 4G é uma evolução dos padrões GSM/CDMA/WCDMA/TD-SCDMA.

Já disponível em Estocolmo e em outras 30 cidades da Suécia e da Noruega, o 4G está em processo de implantação em cidades dos Estados Unidos, do Japão, e em outros países da Europa. Em alguns casos, com poucos usuários conectados a rede, a velocidade de tráfego pode chegar a 100 Mbps.
Segundo Jesper Rhode, 44 anos, chefe de inovação de negócios da Ericsson, empresa especialista na implantação do padrão, o 4G vai deixar para trás o estigma de que a velocidade de transmissão de dados sem fio é mais lenta do que a via cabo. “O 4G consegue ser tão veloz ou até mais rápido do que a banda larga vigente hoje”, diz ele.

Para implantar o 4G Brasil, as operadoras esperam a definição da Anatel sobre quais faixas de frequência estariam disponíveis para utilização. Segundo Rhodes, o custo para as operadoras não seriam altos, uma vez que toda a estrutura dos padrões EDGE/3G seria reaproveitada.

Como qualquer nova tecnologia, os aparelhos compatíveis com o padrão 4G devem ter um custo elevado inicialmente. Com o tempo, os preços devem diminuir.

Sobre a concorrência com o padrão WiMax (Worldwide Interoperability for Microwave Access), que pode atingir uma velocidade de tráfego de até 1 Gbps em um raio de 50 km, Rhodes minimiza a competição. “Recentemente, um fabricante anunciou ter chego a marca de 2 milhões de aparelhos WiMax produzidos contra 4,8 bilhões para o formato GSM/3G. Dentro desse quadro, o 4G sempre será mais barato.”

No ano passado, a Universidade Federal do Espirito Santo iniciou testes em Vitória a fim implantar uma rede WiMAX em municípios do interior do Estado. A rede poderia ser utilizada para comunicação dos orgãos públicos e para fornecer banda larga a população.




Fonte: http://info.abril.com.br/

TV LG de 42” grava a programação


Modelo 42LH50YD, com resolução full HD, salva no HD os vídeos da televisão



Quem é louco por futebol não vai querer perder nenhum lance da Copa do Mundo nem para ir ao banheiro. Então é bom considerar o recurso de gravar a programação quando for escolher uma TV para assistir os jogos. Um dos modelos com tamanho médio – 42 polegadas – e bom custo/benefício é o LG 42LH50YD. Com painel de LCD, ele tem o pacote básico: resolução full HD, sintonizador de TV digital e boa conectividade, além de taxa de atualização de 240 Hz. Sai das prateleiras para sua estante por 2.685 reais.

A função Time Machine não é propriamente uma novidade. Ela joga os programas num pen drive ou HD externo. A parte legal é que a gravação não perde em qualidade para a fonte de vídeo original. Ou seja, os filmes ficam guardados em 1.080i, o padrão de transmissão dos canais. Infelizmente, a unidade de armazenamento espetada na porta USB é formatada num sistema de arquivos reconhecido apenas pelo televisor. Logo, não é possível jogar os arquivos no computador e abri-los.

Nos testes do INFOLAB, a televisão não decepcionou em termos de qualidade de imagem. Ela mostrou cores equilibradas e nível de contraste na medida. No entanto, comparando com a nova geração de TVs com painéis iluminados por LED, há uma boa diferença de nitidez e brilho. Em certas cenas, olhos exigentes enxergam alguns ruídos. Um recurso que funciona muito bem é a taxa de atualização de 240 Hz, que melhora a fluidez das imagens em movimento. E nem rolam aqueles travamentos habituais no meio dos filmes.
Uma beleza para regular

Para quem sofre na hora dos ajustes finos, a linha recente da LG tem um aplicativo que faz quase tudo sozinho. Ele sugere duas imagens de modelo reguladas de formas diferentes e pede para o usuário escolher a que lhe parece melhor. Aí, de forma automática, acerta as barras de cor, brilho, contraste e os demais parâmetros. O maior problema desse modelo é o som decepcionante, que fica devendo agudos e médios, por mais que você tente ajustá-los. O melhor é investir num home theater para levantar a bola da trilha sonora.

Além de receber imagens em alta definição pelo sinal da TV digital, essa televisão também roda arquivos de um pen drive pela porta USB. Um ponto forte é a compatibilidade com vários formatos, do MPEG-4 ao DivX, em até 1.080p. Ela também reproduz músicas em MP3. Infelizmente, o player dessa televisão não conseguiu reconhecer as legendas atreladas a documentos de vídeo. Também não identificou Matroska e trailers em MOV baixados pelo iTunes.

Pendurada na parede, essa TV fica bonita. Mas, olhando de perto, a moldura de acrílico não tem o acabamento mais elegante do mundo. A base oval, com a parte traseira reta, gira o suficiente para tornar acessíveis as principais conexões. No geral, esse modelo possui três portas HDMI, duas de vídeo componente e duas de vídeo composto. A interface USB fica na lateral, o que facilita seu acesso.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Cientistas acham nova (ou velha) supernova


Ilustração da NASA retrata uma supernova


SÃO PAULO - Até hoje, astrônomos observaram dois tipos de supernova. O primeiro é a gigante jovem que explode em uma exibição violenta à medida que entra em colapso por conta de sua própria massa. O segundo tipo é o da explosão termonuclear de uma estrela do tipo anã-branca, velha e densa.

Um novo tipo de supernova acaba de ser descrito – ou não. A novidade, ou melhor, a dúvida é destaque na edição desta quinta-feira da revista Nature em dois artigos: um que defende se tratar de uma nova supernova e outro que afirma se tratar de um tipo conhecido.
A estrela de enorme massa que explodiu foi detectada por meio de telescópios em janeiro de 2005, pouco após ter iniciado o processo de explosão. Desde então, ao investigar a estrela, pesquisadores de diversos países verificaram que se tratava de um fenômeno inusitado.

Denominada SN2005E, a supernova fica na galáxia NGC1032, vizinha à Via Láctea. Nas análises feitas desde 2005, alguns cientistas concluíram que a quantidade de material ejetado pela supernova era muito reduzida para ter se originado de uma gigante que explodiu.

Além disso, sua localização, distante das regiões conhecidas e movimentadas nas quais as estrelas se formam, implica que se tratava de uma estrela mais velha que levou bastante tempo para se deslocar de seu berço natal.

Mas a assinatura química da estrela que explodiu não se encaixava no segundo tipo conhecido de supernova. “O resultado deixou claro de que se trata de um novo tipo de supernova”, disse Hagai Perets, do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian, nos Estados Unidos, primeiro autor de um dos artigos.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Teletransporte quântico alcança 16 km

São Pulo - Um grupo de pesquisadores chineses anunciou nesta semana que conseguiu teletransportar informações entre fótons a uma distância de aproximadamente 16 quilômetros de espaço livre, em um experimento pioneiro do tipo. Até agora, o chamado teletransporte quântico só havia sido realizado com sucesso a poucos metros de distância. O estudo foi publicado na revista Nature Photonics.

O experimento nada tem a ver com as máquinas de filmes de ficção científica que fazem um objeto sumir de um lugar para aparecer em outro. Na verdade, no teletransporte quântico, duas partículas (fótons ou íons) são "emaranhadas", de modo que seus estados se tornam dependentes mesmo à distância, e cada uma passa a ser afetada a partir de interferências na outra.
No teste realizado pelos chineses, os fótons foram sincronizados ao máximo tanto em termos espaciais quanto de polarização, e aquele com mais energia foi enviado por um canal de 16 quilômetros de comprimento. Os pesquisadores perceberam, o fóton enviado ainda era capaz de responder à mudanças feitas no outro, mesmo nessa distância.

Segundo os autores do estudo, o sucesso do experimento é importante porque torna mais próxima da realidade a possibilidade de comunicação sem a necessidade de sinal eletromagnético. Para se ter uma ideia, a distância de 16 quilômetros é superior à altura que aviões comerciais alcançam em relação à superfície terreste.




Fonte: http://info.abril.com.br/

domingo, maio 23, 2010

Carro de 2030 faria fotossíntese


SÃO PAULO - Durante a World Expo Shanghai 2010, uma montadora chinesa apresentou um projeto de carro para 2030 que absorve CO2 e libera oxigênio.

A ideia da Shanghai Automotive Industry Corporation, parceira da GM na China, é criar um veículo que realize o mesmo trabalho que as plantas fazem durante a fotossíntese.
Além de ser totalmente movido a energias limpas, o veículo YeZ (palavra que, em mandarim, significa folha), ainda teria como benefício o fato de remover o dióxido de carbono da atmosfera.

Ainda não há detalhes técnicos revelados. Por enquanto, sabe-se que o teto absorveria energia solar, enquanto as rodas possuem “pás” para geração de energia eólica.

O veículo de dois lugares teria ainda uma liga mista, orgânica e metálica, que absorveria CO2 e água, transformando-os em eletricidade que seria armazenada em uma bateria de lítio.

Embora o conceito de fotossíntese artificial não seja novo, ele ainda precisa de muito avanço para ser aplicado a um carro – mas, até 2030, os chineses têm um bom tempo para pesquisas...




Fonte: http://info.abril.com.br/

BeautifulPeople lança versão em português


Rede social das pessoas bonitas está de olho nas mulheres latinas


ÃO PAULO – A rede social BeautifulPeople, voltada exclusivamente para pessoas bonitas, lançou uma nova versão de seu site com opções de idiomas em espanhol e em português. O objetivo é angariar novos usuários no Brasil e em outros países da América Latina.

Segundo comunicado divulgado à imprensa, “o site foi traduzido para as línguas locais a fim de permitir que os usuários da América do Sul possam se misturar de forma mais fácil com as pessoas mais bonitas do mundo.”
Porém, ao que parece, os responsáveis pelo BeautifulPeople estariam mais interessados nas mulheres latinas do que nos homens.

"As mulheres da América do Sul tem uma taxa de aceitação excepcionalmente elevado em nosso site. Elas são classificadas como as mulheres mais bonitas do mundo. Dentro da América do Sul, as mulheres brasileiras são as mais bonitas, seguida pelas mulheres venezuelanas, argentinas e colombianas", afirma Greg Hodge, diretor do BeautifulPeople.

Com 600 mil usuários cadastrados em todo o mundo, o BeautifulPeople diz que sua lista de usuários “pode ser comparada aos books das principais agências de modelos do mundo.”
Mas como entrar?

Qualquer pessoa pode se candidatar a uma conta no BeautifulPeople. Porém, para entrar, é preciso ser aprovado pelos outros usuários. Desde dezembro de 2009, 2,8 milhões de candidatos foram rejeitados, segundo o site.
pós se candidatarem, os candidatos podem ver o seu processo de avaliação em um gráfico que oscila entre o vermelho e o verde, de acordo com os votos recebidos pelos outros usuários.

Em janeiro deste ano 5.000 membros foram expulsos da rede por ganhar peso durante as férias _a maioria era inglesa e americana.

Segundo Robert Hintza, fundador do site, todo ser humano quer estar com alguém que considere atraente. “Ao permitir que pessoas bonitas acessem suas páginas, removemos o primeiro obstáculo. Outras redes são selvas de hipopótamos e porcos. Nós somos uma reserva de caça a leopardos e gazelas”, afirma ele.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Satélite japonês estudará clima de Vênus


O Japão lançou seu primeiro satélite em 1970 e já realizou diversas ações bem-sucedidas no espaço.


TÓQUIO - O Japão lançou hoje uma nave especial que durante dois anos estudará o planeta Vênus, especialmente seu clima.

Um foguete transportando um satélite chamado “Akatsuki” decolou de um centro especial japonês em Kagoshima, de acordo com a Agência de Exploração Aeroespacial Japonesa. Em japonês, “akatsuki” significa alvorada.
O Akatsuki deve chegar à órbita de Vênus em dezembro. O satélite circulará o planeta durante dois anos para analisar seu clima, incluindo nuvens, temperatura e força dos ventos.

O desenvolvimento do Akatsuki custou aproximadamente 280 milhões de dólares.

A missão em Vênus segue a primeira experiência lunar japonesa, que no ano passado completou 19 meses. O projeto lunar visava criar um mapa detalhado da superfície da Lua e analisar sua distribuição mineral.

O Japão lançou seu primeiro satélite em 1970 e já realizou diversas ações bem-sucedidas no espaço.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Artigo: O legado do MP3


SÃO PAULO - Sem ele, o B.B King, Beyoncé, Coldplay viriam ao Brasil?



O segundo fenômeno mais benéfico do MP3 — depois, óbvio, de espalhar a música livremente pelo planeta nos anos 90 — é fazer os músicos trabalharem duro. Depois que a venda de CDs entrou em parafuso, com a propagação sem copyright das músicas pela web, os artistas têm de rodar o mundo, com suas toneladas de equipamento do lado, para faturar algo semelhante ao que tinham no passado. É assim que os nomões do show biz agora se acotovelam diante das plateias brasileiras, que antes eles esnobavam sem piscar. Para nós, maravilha: o que pode ser melhor, em música, do que ouvir tantos astros cara a cara?

O instituto alemão Fraunhoffer batizou o MP3 já se vão 16 anos. De lá para cá, nada ficou de pé no mundo da música a não ser a própria música, que continuou a passar bem, obrigado. O MP3 já não é há um tempão um formato que entusiasma tanto. Com HDs mais baratos, mais banda larga, opções que comprimem menos e sacrificam menos a qualidade das músicas, como o Flac, chamam mais a atenção de audiófilos e implicantes em geral. Mas a força do MP3 e o seu impacto na maneira que a massa de pessoas consome música só cresce. As gravadoras, que antes davam todas as coordenadas, agora encarnam humildemente o papel de agendadores de shows de novos talentos — estrelas já feitas não precisam delas quase que para nada. E os músicos estão com a guitarra debaixo do braço fazendo zilhões de shows. A Apple e a Amazon vendem cada vez mais música digital, é fato, mas ainda uma fração pequena do que se ouve globalmente. Nada que dê para sustentar um estilo de vida milionário para a indústria da música inteira, como nos bons tempos do CD e do LP.

Acompanhe comigo: só este ano estiveram no Brasil Metallica, Beyoncé, Coldplay, B.B. King, entre os nomes com maior ibope. E só se passaram três meses de 2010! E ainda virão ZZ Top, Franz Ferdinand, Matisyahu, Simply Red, Moby, Megadeth, Johnny Winter, Paul McCartney, Cranberries... Detalhe: se antes os shows se concentravam muito em São Paulo e Rio, agora já estão partindo para outras cidades brasileiras também, como Salvador e Porto Alegre. Os ingressos, é claro, para shows tão especiais, custam caro. Mas se trata de experiências únicas, que, a rigor, podem estar na categoria das coisas que não têm preço.

Como em qualquer caso de destruição criativa, há quem fique na beira da estrada agourando que algo não vai dar certo. Que só músicos jovens aguentarão tantos tours, que a carreira de músico, como ocupação principal ao longo da vida, vai deixar de existir. Bem, aquele tipo de carreira que existiu até os anos 80 está morto e enterrado. Mas outras formas de ganhar a vida já brotaram. Não há um monte de bandas brasileiras regionais distribuindo CDs de graça, para se tornarem conhecidas e ganharem com shows pelo interiorzão afora? Sem qualquer remorso, elas já estão aproveitando as oportunidades que o velho MP3 descortinou.




Fonte: http://info.abril.com.br/