sábado, outubro 31, 2009

Samsung Star mergulha na TV digital


Celular touchscreen básico capricha na interface, mas fica devendo 3G ou Wi-Fi



O celular basicão touchscreen mais divertido ganhou um recurso para fazer até os donos de iPhone morrerem de inveja: sintonizador de TV digital. Agora o Samsung Star TV GT-i6220 aproveita sua tela de 3 polegadas para exibir a programação dos canais abertos, seja ao vivo ou por meio de gravações – sim, dá para salvar as imagens no cartão de memória. De resto, tudo é como na versão comum do aparelho, que tem interface divertida, mas nada de 3G, Wi-Fi ou GPS. A brincadeira sai por 799 reais.Nos testes realizados pelo INFOLAB, a recepção do sinal foi ótima, assim como a gravação. O modelo capturou os vídeos nos formatos MPEG-4 e TS, sendo que três minutos de um programa viraram um arquivo de 6 MB. Também dá para pegar snapshots dos canais, e tudo é feito diretamente pelo LCD, sem precisar de botões físicos. Para ligar a TV, por exemplo, basta clicar num widget, que pode ser colocado na tela principal.Em vez daquela tradicional caneta stylus embutida, o Star TV tem uma antena, que não aparenta fragilidade. O som nos alto-falantes tem potência razoável para um celular. Também dá para ouvir a novela ou o jogo de futebol com fones de ouvido. A única chatice é que só dá para usar o fone da Samsung. O conector tem formato proprietário e, diferentemente do que ocorre em outros celulares, o fio não vem com adaptador para plugues P2.





Fonte: http://info.abril.com.br

NASA atualiza o ´GPS´ do espaço


Utilizando corpos celestes a bilhões de anos-luz, a NASA criou um sistema de localização no espaço que é utilizado, inclusive, pelo GPS do seu carro.



Muitos experimentos da agência espacial americana parecem longe da realidade do dia a dia da maioria das pessoas, mas este não é o caso do International Celestial Reference Frame (ICRF).

O projeto localiza pontos de referência para o posicionamento da Terra – fornecendo informações que serão utilizadas para viagens espaciais, mas também permitindo que o GPS do seu carro funcione.
Se ainda ficou confuso, imagine que o seu aparelho de localização funciona porque um satélite envia sinais ao navegador, que calcula seu posicionamento. A distancia é determinada por quanto tempo os sinais de vários satélites levaram para chegar ao seu receptor.
Mas, se o navegador sabe onde está pelo posicionamento do satélite, o que diz ao satélite qual a sua posição? Qual é o ponto de referência utilizado?
Justamente esse sistema criado por astrônomos para posicionar a Terra, baseado em outros corpos celestes. Mas para que isso funcione, os objetos precisam estar tão distantes que sua noção de movimento não seja perceptível – por isso as estrelas não são uma boa opção.
Eles também precisam ser brilhantes o bastante para serem detectados e, por isso, a escolha da NASA foram os quasars, corpos mais brilhante que um bilhão de sóis.
Acredita-se que esses corpos seriam abastecidos por buracos negros gigantes, que comprimiriam gás aquecido a milhões de graus gerando intensa luminosidade e radiação.
Uma coleção de quasars, há bilhões de anos-luz, foi escolhida para formar o primeiro mapa de marcos celestiais que orientam a Terra, feito em 1995 com600 objetos.
Este ano, o ICRF foi atualizado e, com quase três mil quasares catalogados, passou a ser reconhecido como a referência internacional de astronomia.
Além de ajudarem os GPSs na Terra, eles irão ajudar na navegação espacial e também em pesquisas astronômicas que, ao traçarem melhor o movimento de estrelas e planetas, podem dar mais pistas sobre a origem e evolução do Universo.


Fonte: www.terra.com.br

Os plugues de eletrônicos vão mudar


Os fabricantes de eletrônicos no Brasil serão obrigados, a partir do início de 2010, a só vender produtos com um novo tipo de plugue, que usará três pinos redondos.



A decisão é do Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Conmetro) e deve causar dificuldades a todos os brasileiros que comprarem eletrônicos novos, já que nem sempre eles vão funcionar nas tomadas de casa.

De acordo com o Inmetro, a mudança foi necessária para dar mais segurança ao consumidor, já que a nova tomada com três plugues e formato sextavado impede o contato da mão do usuário com os pinos do plugue quando este está inserido na tomada. Assim, evitariam-se os choques.
O lado negativo é que os usuários deverão trocar as tomadas de casa ou usar adaptadores para cada eletrônico novo que comprarem. Novas residências já são construídas com o novo padrão, o que, neste caso, gera problemas com os eletrônicos antigos: eles é que vão precisar de adaptadores.
Para os críticos do novo padrão, o risco de choque pode ser evitado mesmo com os atuais plugues, apenas exigindo que os fabricantes produzam pinos em parte recobertos por uma camada plástica isolante, o que já é feito voluntariamente por vários fabricantes.
O Inmetro, órgão responsável por implementar a decisão, vai certificar ainda a produção de adaptadores, evitando que produtos inseguros circulem no mercado. O órgão deseja banir, no entanto, os populares “benjamins”. Segundo o instituto, estas peças sobrecarregam a rede elétrica e não deveriam ser comercializadas. Este tipo de adaptador, que permite a conexão de vários plugues, deve ter sua venda totalmente suspensa a partir de 2010.

Fonte: www.terra.com.br

Busca de convite para novo Orkut pode esconder golpe


A busca por convites para o novo Orkut, lançado ontem pelo Google, já fez surgir comunidades de aproveitadores online que podem roubar senhas e informações dos usuários mais afoitos.
Uma das comunidades "Quero convite para o novo Orkut", com 3.871 membros, mostrava, na noite desta quinta-feira, instruções para que os usuários copiassem um código JavaScript e colassem no campo de endereços do navegador com a promessa de, em dois minutos, ter acesso à nova interface.
Na manhã desta sexta-feira, essa comunidade aparecia com a mensagem "Comunidade temporariamente fechada até resolvermos o problema do Danilo Fake que fica roubando o perfil da galera. Boa champ, você conseguiu."
O Google diz que as únicas maneiras de conseguir um convite para o novo Orkut são acompanhar o blog do personagem fictício Danilo Miedi (em http://danilomiedi.blogspot.com/) ou encontrar um amigo que já tenha acesso ao novo sistema e é identificado com um símbolo em forma de "O".
Danilo Miedi tem também uma comunidade chamada "Quero Convite para o novo Orkut" - e a maioria dos dados foi copiada naquela página falsa de mesmo nome -, e tem um perfil no Twitter (@danilomiedi).
Existem, entretanto, comunidade válidas onde as pessoas trocam convites para o novo Orkut, como a "Novo Orkut, quero convite".



Google inaugura campus que traz "mimos" para os funcionários


A gigante da informática, Google, abriu nesta semana seus novos escritórios perto de Seattle, mais precisamente na cidade de Kirkland, Washington, no noroeste dos Estados Unidos. O campus tem vários restaurantes e até uma parede de escalada, disponibilizada aos funcionários, entre outras comodidades.
Mais de 350 dos cerca de 20 mil empregados do Google estão no terreno em Kirkland, onde podem comer de graça em diversos restaurantes, localizados dentro dos escritórios. O Google aplica uma política de ter fontes de alimento para os seus trabalhadores a não mais de 150m de distância.
Um sistema de "microcozinhas", um local especial para o café-da-manhã e a instalação de máquinas de bebidas são parte do plano da empresa para "mimar" seus empregados. Há também uma sala de jogos com pebolim e confortáveis sofás para relaxar durante os intervalos de trabalho.
Para que tanta comida não engorde os trabalhadores, as instalações incluem um ginásio e uma parede de escalada. Os funcionários podem fazer pausas curtas do esforço intelectual envolvido na sua jornada de trabalho para fazer algum esforço físico.



Universidade indiana oferece aulas pelo celular

A universidade indiana IGNOU (The Indira Gandhi National Open University) investiu em um projeto de criação de salas de aula nos telefones celulares. Para a implementação, a instituição de ensino fechou uma parceria com a Ericsson, responsável em criar um ambiente 3G para que os alunos possam fazer o download de conteúdo dos cursos e também receber alertas SMS em seus celulares.
O projeto faz parte de uma política do governo da Índia em querer aumentar o acesso ao ensino superior no país. Atualmente apenas 15% da população chega à universidade. Com isso, a IGNOU quer aproveitar o aumento da teledensidade na Índia ¿ baseada principalmente no crescente número de assinantes móveis no país ¿ para levar os benefícios da banda larga para a arena da educação.
A IGNOU foi criada e baseada na ideia de que a educação deve ser oferecida também às classes sociais menos favorecidas da sociedade. No seu histórica a instituição tem como o título de ser uma das pioneiras no país, na criação de cursos à distância. A universidade tem mais de dois milhões de alunos matriculados na Índia e também em 34 países.

sexta-feira, outubro 30, 2009

Cavalo de troia ameaça bancos no Brasil


Criminosos digitais estão utilizando uma nova técnica que mistura cavalos de troia e antirrootkits para roubar dados de bancos no Brasil.
De acordo com a Trend Micro, a ameaça foi identificada como TROJ_DLOAD.BB que e pode comprometer o sistema de segurança G-Buster Browser Defense, utilizado nas páginas das instituições financeiras.

Ao ser executado, o código malicioso faz automaticamente o download do antirrootkit GMER, um utilitário criado para localizar pragas que se escondem no sistema. Em seguida, ele instala outro cavalo de troia, o TROJ_DAMMI.AB, que corrompe o programa de segurança.
O último passo consiste em encerrar os processos do G-Buster Browser Defense quando o usuário acessa a página do banco. Isso significa que toda a proteção contra roubo de informações e os mecanismos que garantem a privacidade do cliente podem ser desativados.
A Trend Micro informou que os usuários podem utilizar o serviço gratuito do HouseCall, criado para evitar a ameaça.





Fonte: http://info.abril.com.br

Internet comemora 40 anos em meio a novos desafios


40 anos, em 29 de outubro de 1969, uma equipe de engenheiros americanos coordenada pelo professor Leonard Kleinrock enviou a primeira mensagem entre dois computadores, que estavam em locais diferentes, dentro da rede Arpanet. O fato marcou o nascimento da internet, um fenômeno social mundial que revolucionou, e continua revolucionando, as comunicações, a educação, a economia e o entretenimento, levando a dramáticas mudanças em nossas vidas.

Kleinrock, para quem hoje a internet está apenas na sua adolescência, estava longe de imaginar os fenômenos sociais que nasceriam com a sua criação, como Facebook, Twitter ou YouTube. E muito menos o que ele chama de "lado negro" da web.
Nesta quinta-feira, ao lado dos principais especialistas em internet nos Estados Unidos, Kleinrock estará comemorando a data em um evento especial na Universidade da Califórnia, em Los Angeles.
Os dados trocados entre os dois computadores, um localizado no laboratório de Kleinrock na Ucla e outro na Universidade de Standford, eram pequenos e insignificantes, mas prepararam o terreno para a rede interuniversidades Arpanet, que cresceria e tornaria possível o surgimento da hoje indispensável internet.
A Arpanet começou como um projeto do Departamento de Defesa dos Estados Unidos e os pequisadores e engenheiros foram contratados pelo governo americano com o objetivo de facilitar a troca de dados entre os órgãos de pesquisa governamentais.
Mas o próprio governo norte-americano, que financiou as primeiras pesquisas, não se envolveu muito com a internet e deixou que os engenheiros promovessem a idéia de uma rede aberta, com trocas livres de informações.
Esta característica de ausência de regras e políticas comerciais que poderiam facilmente ter se tornado obstáculos foi um dos principais fatores a auxiliar o florescimento da internet.
No entanto, hoje os próprios engenheiros que participaram daquela experiência admitem que o idealismo inicial está desaparecendo aos poucos. O spam e os hackers, ou o "lado negro da internet", como diz Kleinrock, obrigam os operadores de redes a criarem barreiras de proteção, enquanto normas comerciais levam à imposição de políticas que prejudicam os concorrentes, como por exemplo, na disputa pelo mercado de smartphones entre Google e Apple, em que a empresa de Steve Jobs restringiu o uso de softwares de navegação na internet no iPhone, tendo bloqueado recentemente a aplicação Google Voice.
Os diversos 'aniversários' da internet
O aniversário da rede mundial de computadores é comemorado em várias datas, apesar de o dia 29 de outubro de 1969 ser considerado o mais importante como marco do nascimento da 'rede das redes', já que foi a primeira vez que uma mensagem foi enviada entre dois computadores não conectados diretamente.
No dia 2 de setembro de 1969, por exemplo, os cientistas da Universidade da Califórnia trocaram informações entre dois computadores, que estavam na mesma sala, por meio de um cabo de cinco metros. Não era ainda o nascimento da internet propriamente dita, mas alguns engenheiros consideram esta data como o início oficial.
Na década de 70 foram criados os correios eletrônicos e os protocolos de comunicação TCP/IP, que facilitaram a conexão entre várias redes diversas.
O 1º de janeiro de 1983 é relembrado como o dia em que todos os computadores da rede Arpanet adotaram o protocolo TCP/IP, o padrão de comunicação online utilizado até hoje.
Em março de 1989, Tim Berners-Lee criou a World Wide Web, um sistema eficiente para publicação e acesso de informações. Berners-Lee, um cientista britânico atuante na Suíça, ajudou a criar a linguagem de hipertexto usada até hoje em websites, links e navegadores.
Finalmente, em abril de 1993, foi lançado o Mosaic, considerado o primeiro navegador de internet a facilitar a usabilidade, ajudando a popularizar a internet. Como precursor do Netscape Navigator, Internet Explorer e tantos outros navegadores existentes hoje, o Mosaic também foi um passo crucial para tirar a internet do laboratório e levá-la para dentro das nossas casas.



Câmeras analógicas soviéticas chegam renovadas ao Brasil


Depois de longa espera, chegaram ao Brasil as célebres câmeras fotográficas analógicas que passaram de instrumento de propaganda soviética a febre mundial depois de descobertas por jovens austríacos em viagem pela República Tcheca nos anos 1980. A Lomography, que hoje administra a marca de câmeras Lomo, inaugurou esta semana no Rio de Janeiro a primeira loja-galeria da América Latina, para felicidade dos adeptos da chamada lomografia.

Prestes a completar 25 anos, as câmeras Lomo foram desenvolvidas na União Soviética na década de 1980 com o objetivo de abastecer as massas com um produto confiável e duradouro para a fotografia do dia-a-dia. A Lomo LC-A era uma câmera simples, pequena e automática, e grande parte do seu sucesso mundial se deve à lente Minitar 1, que captura imagens vívidas em grande angular. Sua capacidade inovadora de autoexposição, geralmente encontrada só em câmeras profissionais caras, permite que a Lomo funcione em todas as condições de luz e impressione com imagens noturnas cheias de infusões de luzes e cores.
Com a descoberta das câmeras pelos jovens austríacos e a explosão da procura pela Lomo-LCA, foi fundada a Lomographic Society, em Viena, em 1992, com o objetivo de difundir a lomografia em todo o mundo.
Exposições, "embaixadas lomo", festas, workshops e turnês começaram a influenciar e converter o maior número possível de participantes para o estilo de vida lomográfico.
Nessa época foram criadas as "dez regras de ouro da lomografia", que incluem dicas de como fotografar sem olhar no visor e não deixar que a Lomografia interfira em sua vida mas faça parte dela.
Depois de altas e baixas na produção da câmera na Rússia, a LC-A parou de ser fabricada. Para não deixar órfãos os milhares de adeptos em todo o mundo, uma parceria entre a Lomographic Society e a Colibri Manufactures, permitiu que uma nova versão da Lomo fosse produzida na China, a Lomo LC-A+, um modelo que apresenta todas as qualidades características da sua ancestral e adiciona novas funções e melhorias.
Agora no Brasil A nova loja-galeria no Rio de Janeiro pretende ser um ponto de encontro de lomógrafos do Brasil e do exterior, e vai abrigar workshops sobre câmeras e técnicas de fotografia analógica, palestras com convidados especiais e jornadas lomográficas, em que os convidados poderão utilizar as câmeras para desfrutar de uma experiência no universo da lomografia.
Um dos destaques do novo espaço é o mural gigante composto por 300 fotos do Brasil feitas por adeptos da lomografia do mundo todo e escolhidas a dedo por meio de um concurso internacional.
Além da nova LCA, a Lomographic desenvolveu uma série de outros produtos amparados nos preceitos lomográficos, como a Fisheye, uma câmera compacta 35mm que permite tirar fotos em 170 graus, comprimindo tudo ao seu redor numa imagem circular.
Já a multi-lentes SuperSampler produz quatro fotos panorâmicas sequenciais em uma única foto repleta de ação. Para quem gosta de brincar com as cores, foi criada a Colorsplash Camera, cujo sistema de colorwheel (carrossel de cores) possibilita escolher o tom do flash.
Outra câmera bastante procurada pelo público é a Diana +, uma reedição fiel, mas com novos recursos, da câmera Diana, lenda cult no começo dos anos 1960.

Confira abaixo as 10 regras de ouro da Lomografia:
1 - Leve sua Lomo sempre com você2 - Use quando quiser - dia ou noite3- A Lomografia não interfere na sua vida, faz parte dela 4 - Fotografe sem olha no visor5 - Aproxime-se o máximo possível do objeto lomográfico desejado6 - Não pense7 - Seja rápido8 - Você não precisa saber antecipadamente o que fotografou9 - Nem depois10 - Não se preocupe com as regras.



Veja dez grandes mancadas da história da internet


Com a comemoração de dois aniversários importantes da internet em 2009, os 40 anos da criação da Arpanet, rede de dados que se transformou na internet, e os 20 anos do nascimento da World Wide Web, a revista Times escolheu os dez momentos que marcaram a história da rede por serem grandes 'mancadas'. Confira:

A barra dupla diagonal //Tim Berners-Lee, pai da WWW, admitiu recentemente que se arrepende de ter incluído as duas barras diagonais nos endereços da internet. São caracteres desnecessários que atrapalham, afirmou.
A entrevista erradaO cômico episódio de uma entrevista da BBC com o suposto "especialista em internet" Guy Goma, terminou em um escândalo quando se descobriu, em meio a transmissão, que Goma chegou ao estúdio para uma entrevista de emprego.
O vazamentoEm 2007, a loja online iTunes, que oferece programas de televisão como parte do seu catálogo multimídia, colocou à venda um episódio de uma série que não tinha estreado na TV. A Apple teve que devolver o dinheiro dos clientes e o programa acabou circulando ilegalmente na internet.
Google se autocensuraO sistema antispam do Google acidentalmente marcou como lixo eletrônico o blog de buscas personalizadas do próprio Google. Um internauta se apropriou temporariamente do nome do domínio do site.
A confusãoOs usuários do videogame Killer 7 tiveram uma (grata?) surpresa quando entraram no website do jogo pelo endereço killer7.com. Na realidade, tratava-se de uma página pornô e o endereço correto do jogo era killer-7.com.
A senhaO site oficial do governo do Estado norte-americano de Nevada publicou acidentalmente informações confidenciais sobre o e-mail do governador Kenny C. Guinn. Apesar das recomendações usuais de não usar senhas fáceis de advinhar, o nome do usuário era "governador" e a senha "kennyc".
O processoA companhia Viacom processou o YouTube, em 2006, por publicar seus vídeos sem permissão. O embaraçoso no assunto é que veio à tona que a própria Viacom estava usando conteúdos que não eram seus.
A gafe da AOLEm 2006, a companhia de telecomunicações AOL publicou dados de buscas de 650 mil usuários. A informação era supostamente anônima, mas hackers encontraram uma forma de deduzir quem eram as pessoas que fizeram as buscas. A companhia não parou de pedir desculpas aos usuários, enfurecidos.
O primeiro vírusEm novembro de 1988, Robert Morris, um estudante de ciências, criou um programa que, ao ser introduzido na internet, se converteu no primeiro vírus informático e causou dano a mais de 500 mil computadores. Foi judicialmente penalizado, mas acabou em liberdade condicional.
O apagãoRecentemente, cerca de mil sites na Suécia saíram do ar por uma hora depois que uma rotina de manutenção afetou todos os endereços terminados em .se (o domínio do país). Imagine o tremendo problema se a rotina tivesse afetado os endereços terminados em .com.



Novo Orkut tem visual diferente e vai precisar de convite


O Orkut, rede social do Google, começa a partir de hoje a distribuir convites para a nova versão do serviço, que teve sua interface alterada e conta com novos recursos.

principal mudança é a interface, limpa e com mais interação. O novo Orkut terá mais possibilidades de personalização da tela principal, incluindo a capacidade de escolher a cor da página inicial.
Outra mudança feita no Orkut foi o compartilhamento de fotos. Diz o Google que essa funcionalidade, baseada em pesquisas com usuários, é uma das mais populares, usada por 67% dos usuários.
Os usuários do Orkut irão migrar para a nova versão apenas por meio de convites, mas quem for para a interface remodelada não sofrerá nenhum impacto em experiência ou dados. A previsão do Google é que até o final do primeiro semestre de 2010 todos os usuários terão migrado para a nova plataforma.
A distribuição de convites será feita aos poucos e em "ondas", de acordo com a empresa. Nem todo usuário com nova conta terá convites para distribuir no começo, pelo menos.
O Google informou ainda que todo o código-fonte do Orkut foi reescrito e é a maior aplicação do mundo baseada no GWT (Google Web Toolkit). Uma das mudanças que os usuários perceberão é na busca por novos amigos, já que essa função passa a indicar nomes que o usuário mantém mais contato pela conta do Google. O projeto do novo Orkut levou cerca de nove meses de desenvolvimento.
O novo Orkut vai rodar no Google Chrome, Firefox, Safari e versões mais atualizadas do Internet Explorer. O serviço só irá funcionar no Internet Explorer 6 e navegadores mais antigos com a instalação do Google Chrome Frame.



Google Voice permite manter o número de telefone

O Google introduziu uma nova ferramenta que permitirá que os consumidores utilizem o Google Voice sem mudar para um número de telefone especial, potencialmente ampliando a atração do serviço.
O Google informou na noite de segunda-feira que novos usuários do serviço poderão ter as chamadas que não atendem direcionadas para uma caixa postal Google Voice eletrônica especial, essencialmente superando o serviço fornecido pelas operadoras de telefonia.
O Google Voice oferece uma variedade de ferramentas de gestão do correio de voz, incluindo armazenagem ilimitada e transcrição de mensagens deixadas na caixa postal.
O serviço também permite aos consumidores fazer chamadas internacionais de baixo custo direcionando a ligação por meio da infraestrutura do Google e da internet.
Até agora, usar o Google Voice exigia adotar um número de telefone especial do Google. A nova ferramenta permite que as pessoas mantenham números de telefone existentes.
Craig Walker, gerente de produtos para comunicações em tempo real do grupo, afirmou que a companhia fornecerá aos usuários um código especial, que direciona chamadas não atendidas para uma caixa postal mantida pelo Google.
Walker acrescentou que o aplicativo de desvio de chamadas não requer o fechamento de acordos especiais com as operadoras de telefonia.
"Virtualmente todas as operadoras já permitem isso", explicou Walker.
Ele observou que operadoras de telefone celular geralmente aprovam a prática mediante a cobrança de minutos mesmo após a chamada ter sido direcionada para outro número de telefone.
"Permite que elas continuem contabilizando o tempo, elas cobram por minuto enquanto eu estou em uma chamada desviada", disse Walker.
O Google Voice, lançado em março, está disponível para um número limitado de pessoas que receberam convites do Google ou de outros usuários do serviço.
Segundo Walker, a companhia espera tornar o serviço disponível ao público geral relativamente em breve, embora não tenha especificado quando. Ele também se recusou a dizer quantas pessoas utilizam o Google Voice, mas afirmou que a companhia está satisfeita com os números.
O produto recebeu críticas positivas na imprensa de tecnologia, bem como um grau de controvérsia.
O Google informou que a Apple rejeitou o aplicativo para o iPhone. Contudo, a Apple manifestou que ainda estuda a adoção do software.

Óculos tem sensor que "obriga" internauta a piscar


A fabricante japonesa de óculos, Masunaga, apresentou nesta terça-feira, uma novidade para aqueles que passam horas em frente à tela do computador. Ideal para jogadores de games ou internautas assíduos, o óculos lançado pela empresa, no Japão, "obriga" o usuário a piscar.

Um sensor do produto é acionado quando o usuário passa mais de 5s sem piscar. Quando isso ocorre, a lente embaça, para forçar o mexer dos olhos.
A invenção evita que os olhos dos internautas fiquem ressecados, já que força a lubrificação através do "abre e fecha" das pálpebras.
O óculos funciona com pilhas ou pode ser ser carregado via cabo USB.

Fonte: www.terra.com.br

quinta-feira, outubro 29, 2009

Droid é primeiro smartphone com o sistema Android 2.0


A Motorola vai lançar nos Estados Unidos na próxima semana o Droid, primeiro aparelho do mercado a vir com a versão 2.0 do Android. Como o Cliq/Dext, que abriu as portas do sistema operacional do Google na Motorola, o Droid tem tela sensível ao toque e teclado QWERTY integrado.

O Droid usa a rede 3G (padrão CDMA/EVDO) da operadora Verizon. O aparelho tem uma tela de 3,7″, Bluetooth, Wi-Fi, GPS, acelerômetro, câmera de 5 megapixels, grava vídeos com qualidade de DVD (720 x 480) e vem com um cartão de memória de 16 GB.
Entre os principais destaques do Android 2.0, anunciado nesta terça-feira pela Open Handset Alliance, estão um navegador compatível com HTML5 e Flash 10, busca por voz no celular e uma nova versão do Google Maps com navegação guiada passo a passo, além de acesso a serviços do Google e integração com redes sociais.
O aparelho será vendido com exclusividade pela Verizon a partir do dia 6 pelo preço sugerido de US$ 199 com um contrato de dois anos. A Motorola não tem previsão ainda de lançamento do Droid no Brasil, já que foi anunciada apenas essa versão compatível com a rede da Verizon.



Software instala diversos programas de uma vez só no Windows


Seja porque o usuário reinstalou o Windows XP diversas vezes, ou porque migrou para o novo Windows 7, "remontar" o ambiente de trabalho em um PC é uma tarefa tediosa. O utilitário Ninite promete, entretanto, facilitar a tarefa.

A instalação do sistema operacional em um PC não é o maior problema dos usuários: em uma hora ela fica pronta. Todavia, é bastante inconveniente "caçar" e instalar todos os programas dos quais se precisa para trabalhar no dia-a-dia. Dependendo de suas necessidades e preferências, o usuário pode levar vários dias até deixar o PC pronto para o uso.
Uma solução para este problema é o Ninite, uma mistura interessante de serviço web e utilitário que simplifica todo o processo. Basta acessar o site www.ninite.com, e escolher os programas que quer instalar no micro. O site vai compilar um "instalador conjunto", basta rodá-lo e o Ninite faz o resto: baixa e instala os programas selecionados praticamente sem intervenção humana, usado as opções padrão e evitando quaisquer caixas de diálogo que possam interromper o processo e exigir sua atenção, bem como presentes de gosto duvidoso como "barras para o navegador" e serviços associados.
Atualmente o catálogo do Ninite conta com mais de 50 programas, que vão de utilitários como o 7-Zip a pacotes de escritório completos como o Microsoft Office 2007 (em versão Trial) e OpenOffice.org, além de toda uma variedade de navegadores, media players e ferramentas de desenvolvimento ¿ incluindo a linguagem Python e o ambiente Eclipse.
A maioria esmagadora dos programas é software gratuito, e boa parte deles é software livre. Infelizmente, a maior parte está disponível, dentro do Ninite, apenas em inglês, mesmo havendo versões em português do Brasil nos respectivos sites oficiais de cada programa.
Os desenvolvedores do site prometem para breve versões internacionalizadas de todos os softwares, mas sem divulgar datas.
O Ninite é completamente gratuito para uso pessoal, e não exige criação de nenhum tipo de cadastro antes de usá-lo.
Os criadores do programa, Patrick Swieskowski e Sascha Kuzins, da empresa americana Secure by Design, planejam uma versão business com recursos extras como cache de downloads e instalação completamente silenciosa.
Esta versão "engravatada" seria paga, mas o preço ainda não foi definido.


Cientista japonês cria robô que pula

O cientista Tomotaka Takahashi, da Universidade de Kyoto, no Japão, criou um robô que pula.

Batizado de Ropid - uma combinação das palavras robô e rápido, em inglês - ele usa sensores para manter o equilíbrio e obedece a comandos de voz.
O Ropid mede 38 centímetros, pesa 1,6 quilo e consegue pular a uma altura de 8 centímetros. Suas coxas e tornozelos foram projetados para conservar energia.
Takahashi levou dois anos e meio para construir o modelo. Ele afirma que prefere fazer robôs que possam divertir as pessoas com seus movimentos e capacidade de comunicação a máquinas que sejam apenas úteis ao ser humano.

Halloween: usuários do Twitter poderão "falar com os mortos"

Dia 30 de outubro, véspera do dias das bruxas (Halloween), é o dia para se comunicar com as celebridades mortas, por meio do Twitter. Para comemorar a data, está sendo organizada a 1ª Twéance - nome que deriva da junção das palavras Twitter e Séance, uma curiosa "sessão espírita" na qual os usuários enviarão mensagens para as estrelas escolhidas.
Esta será a primeira tentativa online (e em tempo real) de falar com o mundo dos mortos.
Nesta semana, serão determinados os quatro nomes famosos que participarão do "chat", por meio de uma votação feita com tweets dos usuários. Junto ao nome da celebridade, os tweeters já devem enviar também a pergunta a ser feita (sobre qualquer assunto).
Apenas as melhores serão escolhidas para a sessão, que será realizada pela médium Jayne Wallace.
Wallace, que afirma possuir poderes psíquicos desde os 7 anos, será a responsável por postar as perguntas e respostas, de acordo com o site Mashable . Ela foi escolhida pelos idealizadores do evento, a loja de fantasias Angels Fancy Dress, de Londres, por já ter realizado uma sessão para o jornal inglês The Sun, onde, supostamente, contatara a ex-Big Brother Jade Goody (falecida devido a um câncer cervical).
Até o momento, os nomes mais votados para o Twéance são os de Michel Jackson e Kurt Cobain, mas também foram bastante pedidos Abrahan Lincoln, Jim Morrison, Marilyn Monroe e John Lennon.
O site do jornal inglês The Telegraph conta que os organizadores, incluindo Jayne Wallace, apostam no contato com Patrick Swayze e Farrah Fawcett, ambos mortos este ano.
Não é a primeira vez que se tenta esse tipo de comunicação com celebridades. O jornal inglês The Sun conta que, em 2003, as investidas dos paranormais Craig e Jane Hamilton-Parker para conversar com a princesa Diana foram acompanhadas por 30 milhões de pessoas, no mundo todo.
A sessão espírita poderá ser seguida em @tweance (twitter.com/tweance), das 10h ao meio-dia de sexta-feira, horário de Londres (das 8h às 10h pelo horário de Brasília).

Nokia e SAP criam empresa de serviços antipirataria

A Nokia e a SAP anunciaram na terça-feira a abertura de uma nova empresa que irá fornecer serviços tecnológicos a donos de marcas para lutar contra o lucrativo mercado de produtos falsos e piratas.
"Vemos uma grande oportunidade de negócios no setor de serviços de proteção de marcas", disse o gerente de Comércio e Desenvolvimento Corporativo, Antti-Jussi Suominen, em comunicado. A nova empresa, Original1, terá sede em Frankfurt, na Alemanha, e será chefiada por Claudia Alsdorf, atualmente vice-presidente da SAP Research. A nova companhia deve começar suas operações antes de terminar o ano. Nokia e SAP controlarão 40 por cento cada da empresa, enquanto uma terceira parceira, a alemã Giesecke & Devrient, ficará com os outros 20 por cento. "Hoje, mais do que nunca, as empresas precisam combater a falsificação antes que seja tarde demais, quando a empresa já estiver em risco de não poder mais se sustentar", disse Alsdorf. "A Original1 fornecerá uma loja direta para empresas que buscam serviços seguros que as protejam de falsificação, proteja o valor de suas marcas e ajude-as a desenvolver uma forma mais transparente de trabalhar, tornando-as mais sustentáveis". Os serviços da Original1 usarão tecnologia e soluções da SAP, enquanto a Nokia entrará com softwares de autenticação móvel e a Giesecke & Devrient fornecerá soluções de segurança do valor total da cadeia de lojas, afirmaram as empresas.

Marco regulatório da internet começa a ser debatido nesta 5ª

O Ministério da Justiça lança nesta quinta-feira o debate sobre o Marco Regulatório Civil da Internet, que tem como objetivo definir os direitos e responsabilidades básicas no uso da rede mundial de computadores. A discussão quer estabelecer regras que orientem ações de indivíduos e organizações da web.
Estarão presentes ao lançamento o ministro da Justiça, Tarso Genro, representantes do Ministério da Cultura, Congresso Nacional, Comitê Gestor da Internet no Brasil e de organizações da sociedade civil. A discussão contará com uma consulta pública - em formato de blog - aberta a toda a população.
Regras de responsabilidade civil de provedores e usuários sobre o conteúdo postado na internet e as medidas para preservar e regulamentar direitos fundamentais do internauta, como a liberdade de expressão e a privacidade, serão discutidas no evento que ocorre no Rio de Janeiro, na Fundação Getúlio Vargas.
Temas como diretrizes para ações de governo com relação à internet também serão debatidos.
As discussões poderão ser acompanhadas pelo Twitter e pelo site www.culturadigital.br/marcocivil (ainda não está ativo, entrará no ar na quinta-feira).
As inscrições para o evento de lançamento - que será realizado às 15h na Fundação Getúlio Vargas (Praia de Botafogo, 190, no Rio de Janeiro), no Hall da Presidência (12º andar) - devem ser feitas no endereço http://direitorio.fgv.br/marco-regulatorio.

quarta-feira, outubro 28, 2009

Os gadgets vão entender emoções


Em breve, seu computador, seu televisor e até seu carro vão saber se você anda feliz ou com raiva.


É domingo, primeiro de fevereiro de 2009. Cem milhões de torcedores só pensam no Super Bowl, a partida decisiva do campeonato de futebol americano. O Pittsburg Steelers vai enfrentar o Arizona Cardinals no mais popular evento esportivo televisionado dos Estados Unidos. Num hotel em Nova York, 46 torcedores estão reunidos para assistir à partida, devorando hambúrgueres e esvaziando latas de cerveja. Essa seria uma cena normal se não fossem as máquinas que monitoram cada suspiro desses telespectadores. Os fãs vestem camisetas com sensores que captam batimentos cardíacos, movimentos, respiração e suor.
Uma empresa de pesquisa de mercado equipou a pequena torcida com esses sensores para medir seu envolvimento emocional com anúncios exibidos nos intervalos do jogo. Anunciantes pagam 3 milhões de dólares por um comercial de 30 segundos no horário do Super Bowl. Por isso, querem se certificar de que estão atraindo a atenção do público. E não falta disposição para pagar por esse conhecimento. “É um mercado em rápido crescimento. Nossa receita deste ano será quatro vezes maior que a do ano passado”, afirma Carl Marci, CEO e cientista-chefe da companhia responsável pelo experimento, a Innerscope, com sede em Boston, Massachusetts.
O serviço da Innerscope é o mais recente entre as tecnologias de detecção de emoções que estão surgindo. Computadores de call centers já monitoram a voz dos clientes para identificar quando se irritam. Novas tecnologias poderão, em breve, estar em aparelhos eletrônicos para facilitar nossa interação com eles. Alarmes para carro vão manter o motorista desperto. Computadores de bordo vão perceber nossa irritação num congestionamento e sugerir uma rota alternativa. Também estão chegando monitores que identificam um estado depressivo analisando a linguagem corporal do usuário. É o início da era dos gadgets emocionalmente conscientes.
Fora da ficção científica, a ideia de uma tecnologia que interpreta emoções é recente. Uma das pioneiras nessa área é a cientista Rosalind Picard, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). Ela publicou, em 1997, o livro Affective Computing (Computação Afetiva), no qual argumenta que muitas tecnologias funcionariam melhor se conhecessem os sentimentos do usuário. Um tutor computadorizado, por exemplo, seria capaz de ensinar de forma mais lenta ou dar dicas adicionais se percebesse que o estudante está frustrado, como faria um professor humano. Sensores colocados junto ao corpo poderiam reconhecer emoções medindo os batimentos cardíacos, o ritmo respiratório e a resistência elétrica da pele, que se reduz com a intensificação das emoções.



Os olhos de um camarão gigante que vive na Grande Barreira de Corais da Austrália são a chave para o desenvolvimento de um tipo de DVD-player de alta qualidade.


Os camarões louva-a-deus tem os mais complexos olhos do mundo animal.
Eles são capazes de enxergar em 12 cores primárias, quatro vezes a capacidade humana, e também podem detectar diferentes tipos de polarização da luz - a direção da oscilação em ondas de luz.
Uma equipe da Universidade de Bristol demonstrou como os camarões fazem isso, usando células sensíveis à luz que giram o plano da polarização na luz conforme ela passa através dos olhos.

Dispositivos feitos pelo homem utilizam uma técnica parecida em players de DVD e CD, mas eles só funcionam bem com uma única cor, enquanto os olhos do camarão é eficaz com praticamente todo o spectro visível, de ultra-violeta a infra-vermelho.
Transferir a capacidade multicor para um DVD-player resultaria em uma máquina capaz de lidar com muito mais dados do que suporta um dispositivo convencional.
"O mecanismo que descobrimos nesses olhos são desconhecidos para os dispositivos sintéticos. Ele funciona muito melhor do que qualquer tentativa já feita para desenvolver uma máquina dessas", disse o pesquisador Nicholas Roberts.
Ele acredita que o "belo e simples" sistema do olho do caranguejo, incluindo membranas celulares colocadas dentro de tubos, podem ser imitadas em laboratório usando cristal líquido.
Ainda não se sabe porquê esses camarões precisam de olhos tão sofisticados, mas há suspeitas de que essa característica está relacionada com comida e sexo.



Motorola DEXT, o Android da geração Y


Smartphone integra todas as redes sociais numa tela e tem teclado físico grandão


Se o lema desta geração é “tudo ao mesmo tempo, agora, demorou”, a Motorola acertou em cheio na interface do DEXT. O primeiro aparelho da fabricante com Android dá aquele tapa no sistema operacional do Google, integrando os contatos de todas as redes sociais das quais você faz parte. Algo um tanto caótico para quem não quer entrar 10 vezes por dia no Facebook, mas uma verdadeira mão na roda para quem precisa ser multitarefa no celular e está disposto a gastar 1.599 reais.O trunfo do smartphone está em combinar a nova interface MOTOBLUR com um hardware forte e bonito, que inclui um teclado físico dos bons para quem não se dá tão bem com o touch screen na hora de escrever e-mails, mensagens instantâneas e os tuítes da vida. Se tudo isso é geração Y demais para o seu gosto, basta jogar os widgets na lixeira ou nem digitar usuário e senha para fazer o login nessas redes. Aí é como se o modelo rodasse um Android comum, porém com visual personalizado.O DEXT não tem nada de inovador em seu formato, mas cumpre com elegância o papel de celular sensível ao toque com teclado físico – aliás, é o primeiro disponível no Brasil com Android e QWERTY. E certamente é melhor do que o HTC G1, por causa das teclas confortáveis, mas também por ter mecanismo slider forte, assim como toda a construção. Nossa maior reclamação vai para o desempenho fraco, causado pela restrição de instalar programas somente na memória interna de 512 MB.



Sony Vaio NW250AF abraça o Windows 7


Notebook de 15,5 polegadas com o novo sistema da Microsoft capricha no design


Um dos primeiros notebooks com Windows 7 aterrissou no INFOLAB para uma bateria de testes e impressionou pelo visual sofisticado. A textura em alto relevo e o touchpad de acrílico do Sony Vaio NW250AF são realmente de babar. Mas o micro não fica nisso: substitui bem o desktop, por causa do teclado confortável e da tela de 15,5 polegadas. Só não dá para perdoar o desempenho fraco de vídeo e a ausência do leitor de Blu-ray num laptop de 3.699 reais.Esse acabamento estiloso é uma evolução do tradicional prateado Vaio, mas a carcaça ganhou uma textura na tampa e na parte de dentro. Além de bonita, a máquina tem construção rígida e não é muito pesada – embora levar 2,5 quilos na mochila não seja uma boa ideia. Para se ter noção de como o modelo agrada a galera exigente em relação ao design, o pessoal da arte da INFO, todo mundo louco por Macintosh, decretou que, se fosse comprar um PC, certamente seria esse.O detalhe mais impactante desse notebook é o touchpad de acrílico, também texturizado e com ótima sensibilidade. Na área destinada ao apoio dos pulsos, a base é pouco mais alta do que o teclado, uma beleza para digitar quando o micro está sobre a mesa (e com espaço suficiente até para colocar os cotovelos em posição de descanso). O formato cai como uma luva nesse tipo de computador, considerado um substituto de desktop.



iPod comemora 8 anos de existência; veja seleção exclusiva


Na última sexta-feira, o iPod da Apple comemorou oito anos de existência. Lançado em 23 de outubro de 2001, o aparelho revolucionou a forma de ouvir música e ultrapassou a marca de 220 milhões de unidades vendidas.
O primeiro iPod custava US$ 399, tinha 10 horas de duração da bateria, uma porta FireWire e 5 GB de armazenamento. O player também só era compatível com Macs.
Em setembro deste ano, Steve Jobs, o executivo-chefe da Apple, anunciou a chegada de uma nova linha de iPods, incluindo iPod Touch com maior capacidade de armazenamento, novas cores para o iPod shuffle e a inclusão de uma câmera de vídeo no iPod nano, carro-chefe de vendas da companhia.
O iPod nano foi apresentado com capacidades de 8 GB até 160 GB e com uma câmera de vídeo integrada. A câmera faz vídeos com qualidade de DVD (640 x 480) com direito a efeitos especiais e o iPod traz rádio FM, gravador de voz e contador de passos como novidades. O acabamento do iPod nano agora é metalizado e brilhante, e tem um preço médio, nos Estados Unidos, de US$ 149 (US$ 179 no modelo mais avançado).


Com implante de tecido humano, robô pode se locomover sozinho


Um projeto realizado no Reino Unido defende a ideia de que parte da estrutura molecular humana pode dar a robôs a capacidade de tomar decisões.

Nos testes realizados em laboratório, neurônios de rato foram inseridos em um autômato que passou a se movimentar de forma a desviar de obstáculos - habilidade que não foi programada mas aprendida pelo mini-cérebro. A próxima etapa envolve o uso tecido humano.
De acordo com um artigo publicado pela h+ Magazine, o professor Kevin Warwick e sua equipe no Departamento de Cibernética da University of Reading estão tentando desenvolver uma maneira de fundir estruturas moleculares humanas com computadores ou robôs.
Warwick disse que seu projeto é uma sequência de antigos estudos de inteligência artificial, onde, em teoria, poderia se criar uma estrutura de rede neural com tecido humano.
Um projeto como esse pode gerar um certo temor de uma "rebelião das máquinas" no público em geral, nos moldes dos filmes Matrix e Exterminador do Futuro. Questionado sobre essa possibilidade, o professor mostrou-se cauteloso: "precisamos aprender sobre todas as possibilidades para nos certificarmos de que nada de errado aconteça", afirmou.
"Se esta pesquisa é feita abertamente e é relatada de forma sensata na mídia de um modo geral, como esta está sendo, então nada de errado deve acontecer. Me preocupo diariamente em garantir que não haja nenhum tipo de estudo em curso que o mundo não conheça".
Warwick (que tem um dispositivo implantado no braço esquerdo que permite que seu sistema nervoso seja conectado a um computador) e seu colega, o professor Ben Whalley, criaram recentemente um robô que recebeu cerca de 300 mil neurônios de rato, cultivados em laboratório.
Os picos de atividade elétrica dos neurônios foram então conectados à saídas de sensores de distância do robô, que se mostrou capaz de se locomover sem encostar nas paredes, demonstrando que o organismo deu ao robô uma significante capacidade de tomada de decisões. O "senso direcional" do robô foi aprendido pelo pequeno cérebro e não previamente programado por software.
"Esta nova pesquisa é tremendamente excitante primeiramente pelo fato de o cérebro biológico controlar seu próprio corpo robótico móvel. Além disso, ela irá nos permitir investigar como o cérebro aprende e memoriza suas experiências. Esta pesquisa representa um avanço de nossa compreensão sobre como os cérebros funcionam, e poderia ter um efeito profundo em muitas áreas da ciência e da medicina.", disse Warwick.
Segundo um comunicado de imprensa divulgado no site da universidade, o cérebro biológico do robô é composto por neurônios que são colocados em uma matriz com 60 eletrodos encerrados em uma cápsula. Os eletrodos recebem os sinais elétricos gerados pelas células, que são então utilizados para direcionar o movimento do robô.
Cada vez que o robô se aproxima de um objeto, sensores enviam sinais para estimular o cérebro. Em resposta, a saída do cérebro é usada para acionar as rodas do robô, esquerda e direita, de modo que ele se mova evitando atingir objetos.
O robô não tem nenhum controle adicional de um humano ou um computador, o seu único meio de decisão é a partir do seu próprio cérebro.
Esse resultado é um passo importante para descobrir como as memórias criam estruturas neurais no cérebro, e como determinadas informações são armazenadas, além de um melhor entendimento quanto à doenças e distúrbios como Alzheimer, Parkinson, derrame e lesão cerebral.
O estudo dessas doenças, e não a criação de um robô humanizado, é a principal motivação de Warwik e equipe.
"Para qualquer ser humano, uma ação pode ser repetida até sentir-se que tal atitude está se tornando automática - bem, de fato, as conexões em seu cérebro estão reforçando de forma eficaz o processo de repetição em busca do movimento automático - com o cérebro de rato do robô realmente podemos olhar para estas ligações de reforço dia a dia sob o microscópio. É fascinante", completou Warwick.
Um vídeo com uma demonstração do ciborgue pode ser visto em bit.ly/BrainBot.


terça-feira, outubro 27, 2009

Microsoft facilita a instalação do Windows 7 em netbooks


Um dos méritos do Windows 7 em relação ao seu antecessor é o desempenho claramente superior. Ao contrário do Windows Vista, o "7" roda confortável em um netbook de configuração modesta, com um processador Atom de 1.6 GHz e 1 GB de RAM. Infelizmente, não existe uma forma fácil para os usuários de netbooks instalarem o novo sistema em suas máquinas: o Windows 7 é distribuído exclusivamente em DVDs, e a esmagadora maioria dos netbooks no mercado não tem um drive óptico.

Usar um leitor/gravador de DVDs externo, conectado a uma porta USB, é uma possibilidade, mas não é uma solução barata se você já não tem (ou não conhece quem tenha) tal acessório. Durante a coletiva de lançamento do Windows 7 em São Paulo, um executivo da Microsoft chegou a comentar que a empresa iria divulgar um "tutorial" explicando como copiar o conteúdo do DVD para um pendrive e fazer a instalação a partir de lá. "Mas não é tão fácil", comentou.
Felizmente, a Microsoft decidiu simplificar as coisas. O Windows 7 USB/DVD Download Tool (por enquanto disponível apenas em inglês pelo site tinyurl.com/yz654ly) permite transferir o conteúdo de uma imagem ISO do DVD de instalação do sistema para um pendrive de 4 GB ou maior.
Entretanto, a ferramenta foi feita pensando nas versões "download" do Windows 7, comercializadas apenas no exterior, e não permite transferir diretamente o conteúdo de um DVD original para o pendrive. Mas não vemos motivo para ela não funcionar: basta, antes, o usuário criar uma imagem ISO de seu DVD usando um utilitário gratuito como o ImgBurn (www.imgburn.com).
Lembramos que a ferramenta da Microsoft copia apenas os arquivos do DVD para o pendrive, e você ainda precisará da chave de ativação (inclusa com o DVD original) para instalar o sistema.
Quem não tem medo da linha de comando tem alternativas, como o tutorial disponível pelo atalho tinyurl.com/yf3n7bs. Outra opção é o utilitário A bootable USB (em tinyurl.com/lo9dhl), gratuito.



Apple pode ter de pagar até US$ 1 bilhão para a Nokia


A Apple enfrenta a possibilidade de ter que pagar até 1 bilhão à Nokia, maior fabricante de celulares do mundo, pelo uso de tecnologia da empresa finlandesa em todos iPhones vendidos até o momento, caso perca uma ação judicial aberta pela Nokia, afirmam analistas.

A Nokia entrou com o processo nos Estados Unidos na quinta-feira, alegando que a Apple teria infringido 10 patentes suas e acusando a fabricante do iPhone de tentar se aproveitar do investimento em tecnologia da Nokia.
A Apple, que chegou tarde ao mercado de celulares, abocanhou uma fatia considerável do mercado de alto padrão, mas detém pouca propriedade intelectual em comparação com suas concorrentes no setor, que trabalham sob acordos de compartilhamento de licenças.
O analista Niel Mawston, da Strategy Analytics, disse que a Apple pode acabar pagando à Nokia qualquer valor entre US$ 200 milhões e US$ 1 bilhão pelas patentes usadas nos 34 milhões de iPhone vendidos até agora.
Analistas dizem que a Nokia tem bons argumentos para comprovar seu direito a uma indenização, já que é uma das principais detentoras de patentes sobre tecnologias móveis, junto com a Qualcomm e a Ericsson.
"É quase impossível imaginar que alguém possa produzir qualquer aparelho celular sem usar tecnologias patenteadas pela Nokia", disse o diretor de pesquisas da CCS Insight, Ben Wood.
Um porta-voz da Ericsson afirmou nesta sexta-feira que a empresa mantém um acordo de licenciamento com a Apple.
A Nokia afirma em seu requerimento que ofereceu diversos preços diferentes à Apple, tanto por cada patente individual quanto por um pacote, mas a empresa norte-americana rejeitou as ofertas.


Celular Jalou "veste " Dolce & Gabbana


A Sony Ericsson começou a vender uma versão especial do seu celular Jalou com detalhes em ouro e assinada pelos estilistas Dolce & Gabbana.

O Jalou by Dolce & Gabbana será comercializado apenas em uma edição limitada, na cor "Sparkling Rose". O aparelho, em formato clamshell, tem design inspirado em "jóias" e, em sua versão fashion, tem acabamento em ouro 24 quilates.
Nos recursos, é um celular 3G com câmera de 3,2 megapixels, GPS, tela externa monocromática e interna colorida com resolução de 240 x 320 pontos e pesa apenas 83 gramas. Ah, sim, sua tela se transforma em um espelho também.
A campanha publicitária do Jalou by Dolce & Gabbana foi feita pelos estilistas italianos. Os anúncios para revistas e TV vão "mostrar cinco lindas e enigmáticas mulheres que fazem suas próprias regras para encontrar o último grito da moda", de acordo com a Sony Ericsson.
Acompanha o celular um fone de ouvido Bluetooth da mesma cor do aparelho. O preço não foi divulgado, e o Jalou está à venda em "mercados selecionados" (Brasil fora da lista, por enquanto).



Relógio leva e-mails do BlackBerry para o pulso


Depois dos relógios-celular com 3G integrado, será lançado em fevereiro de 2010 um acessório muito parecido que mostra o conteúdo de e-mails e mensagens de texto recebidos em um aparelho BlackBerry. O inPulse, criado por uma empresa nos Estados Unidos, usa o Bluetooth para trocar informações com o smartphone.

O inPulse (www.getinpulse.com) não envia ou recebe e-mails, apenas mostra alertas de ligações, SMS, compromissos da agenda e e-mails que chegam ao BlackBerry, que precisa rodar um aplicativo para sincronia dos dados. A bateria do relógio dura cerca de quatro dias com uma média de 30 mensagens por dia, de acordo com a fabricante. A recarga é feita por meio de uma porta USB.
O relógio se integra a qualquer aparelho BlackBerry com sistema operacional 4.3 ou superior. Vai ser vendido por US$ 149, inicialmente apenas nos Estados Unidos e Canadá.
Samsung e LG apresentaram recentemente relógios que têm um celular funcional, que faz ligações e recebe e-mails. O modelo da LG, o GD910, será lançado até o final do ano no Brasil.



Robô ajuda cientistas no aperfeiçoamento de implantes visuais


Cientistas da Califórnia desenvolveram um robô movido por controle remoto para ajudar a testar a efetividade das próteses visuais, como uma retina artificial, que são implantadas em deficientes visuais.

Segundo o site Gizmag, a novidade tem o nome de Cyclops e permite que os médicos vejam os resultados dos implantes sem a necessidade de testá-los nos pacientes.
Esta é a primeira máquina que reproduz a visão dos cegos que recebem implantes, disse ao site CNET Wolfgang Fink, professor do California Institute of Technology, onde o projeto está sendo desenvolvido.
O robô possui uma retina artificial feita com um chip de silicone repleto de eletrodos, que estimulam as células nervosas e os gânglios da retina, responsáveis por levar a informação visual para o cérebro. O dispositivo pode usar uma mini-câmera, interna ou externa, que captura as imagens, que são processadas e transferidas para o chip.
Espera-se que a descoberta diminua o número de procedimentos desnecessários e, no futuro, ajude a promover uma maior independência das pessoas cegas.
Com o uso do robô, por exemplo, quando os pesquisadores quiserem saber quão melhor é a resolução de uma prótese da retina com 50 pixels em comparação com uma de 16, eles podem testar ambas no Cyclops antes de usá-las nos pacientes.
O Cyclops, equipado com uma retina artificial de 50 pixels de resolução, pode passar com segurança por uma sala com uma cadeira, sofá e uma mesa, e os cientistas esperam que o resultado seja o mesmo para deficientes visuais.
O dispositivo possui uma câmera móvel, podendo reproduzir os movimentos da cabeça na horizontal e na vertical. O receptor da câmera roda em uma plataforma computadorizada, que processa a imagem em tempo real.
O controle do robô pode ser feita via joystick ou via conexão de internet wireless de qualquer lugar do mundo.
"Nós temos os algoritmos de processamento de imagem rodando localmente, na plataforma do robô - mas nós queremos dar-lhe completo controle sobre suas reações", planeja Fink.
O desenvolvimento do Cyclops foi descrito em artigo para a revista Computer Methods and Programs in Biomedicine.



Site de namoro que exclui "feios" chega ao Brasil


Uma agência de namoro online, que exclui a participação de integrantes "feios" chega ao Brasil nesta segunda-feira. Apesar do rótulo de fútil que recebeu de alguns críticos, o site conta até agora com cerca de 180 mil membros em todo o mundo. O lançamento completa a expansão global do site em todo o território da Europa, Ásia, Australásia, Oriente Médio e das Américas, tornando-o um serviço mundial.

Para participar do Beautifulpeople.com, o usuário deve mandar uma fotografia para que seja autorizada a sua participação na rede de contatos. A partir da imagem enviada, os atuais integrantes da rede decidem, através de um sistema de classificação online, se os novos candidatos são atraentes o suficiente para serem admitidos.
Apenas uma em cada cinco tentativas de participação dos internautas na rede é bem sucedida. Os integrantes da rede têm até 48 horas para dar sua opinião sobre os novos candidatos.
O site foi lançado na Dinamarca há alguns anos e, desde então, foi inagurado em diversos outros países como Grã-Bretanha, Estados Unidos e Japão.
Greg Hodge, 34, diretor-gerente do site, afirma: "É superficial querer estar com alguém por quem você se sente atraído? Se você está em um bar ou em um clube e quer se aproximar de alguém, você vai abordar alguém que você se sente atraído. Não há nada de raso nisso".
"As pessoas estão cansadas de perder tempo e dinheiro em grupos de contatos pouco atraentes na rede", afirmou Hodge.
Os usuários já aceitos são convidados a avaliar as fotografias daqueles que querem participar, votando em opções de aceitação ou rejeição como "Sim, definitivamente", "Hmm, sim OK", "Hmm, não, não" ou "Não definitivamente não". Depois disso, uma decisão é tomada com base na votação total.
Os candidatos podem ver o seu processo de classificação em um gráfico em tempo real na internet, com mudanças entre vermelho e verde, dependendo de como estão sendo julgados pelos integrantes do site. Apesar de as rejeições já terem provocado ameaças de morte aos criadores do site, a glória de ser aceito faz com que centenas de aspirantes a membro se inscrevam diariamente.
"Outros sites são reservas de hipopótamos e javalis africanos. O BeautifulPeople é uma maravilhosa reserva de caça de gatos e tigresas", afirmou Robert Hintze, fundador do site "só para bonitos".
"Tenho certeza de que o Brasil terá uma alta porcentagem de candidatos bem-sucedidos, afinal de contas este é o país de Gisele Bundchen e Felipe Simão, apesar de vocês terem também o José Wilker", disse Hodge no comunicado enviado à imprensa.



segunda-feira, outubro 26, 2009

11 dicas para explorar seu pen drive


Dispositivo pode rodar sistema operacional, abrigar backup, carregar a Wikipedia e ajudar em caso de pane


Item indispensável na mochila ou na bolsa de qualquer usuário de computador, o pen drive serve para muito mais do que carregar arquivos e programas de um computador para outro. Pen drives podem ser usados como dispositivo de segurança, como ajuda na recuperação de desastres, como disco de backup e muito mais. Confira uma seleção de 11 dicas de como usar melhor o drive USB.Sistema operacionalSe você tem um netbook, experimentou e gostou do Windows 7, mas não conta com um drive de DVD externo pode usar um pen drive para instalar o novo sistema operacional no seu equipamento. Prefere Linux? Não tem problema. Confira o tutorial para rodar o Ubuntu diretamente do pen drive.SegurançaPara evitar que pessoas leiam arquivos confidenciais caso encontrem seu drive USB por aí, a dica é usar um recurso de criptografia para proteger pastas da vista dos xeretas. O pen drive também pode ser usado como uma chave mestra para ligar o computador em combinação com um programa de criptografia. Quem tem empresa e não quer que dados saiam de seus domínios pode travar a gravação de informações em pen drives. Unidade de backupSe você trabalha nos mesmos arquivos em dois computadores ou gostaria de fazer backup de uma pasta importante seu pen drive pode dar uma ajuda. Basta usá-lo como dispositivo de backup em parceria com o programinha SyncToy, da Microsoft. Recuperação de panesO pen drive também pode dar a maior força em caso de panes no sistema. Os mais prevenidos podem incluir no dispositivo um kit de primeiros socorros com programas essenciais para usar nessas horas. O dispositivo USB pode ainda funcionar como disco de boot para seu Windows XP que está tão baleado que não consegue nem carregar. Programas à mãoOutra dica é montar um pacote de atualizações de todos os programas importantes no dia a dia para poder usá-los em qualquer PC sem ter de fazer downloads e instalações. Quem usa muito o Skype também pode executar o programa direto do pen drive, apesar de ele não ter uma versão pronta para rodar de qualquer lugar. Consulta muito a Wikipedia? Veja como copiar a enciclopédia para seu dispositivo e fazer pesquisas mesmo quando está offline. >> Troque dicas e esclareça dúvidas sobre pen drives no Fórum INFO.>> Baixe programas para pen drive no Downloads INFO.


Brasil é 5º no mundo em n.º de celulares


Um relatório das Nações Unidas sobre o uso de celulares no mundo colocou o Brasil na quinta colocação entre os países que mais usam a tecnologia.
A liderença neste setor está com a China, que detém 641 milhões de celulares ativos, seguida da Índia, com 346 milhões. Os países asiáticos têm populações com mais de 1 bilhão de habitantes.

Na terceira e quarta colocações aparecem Estados Unidos (270 mi de dispositivos ativos) e Rússia (180 milhões). Em ambos os casos, o número de celulares é similar ao tamanho da população, indicando que todo cidadão desses países possui ao menos um celulares.
No Brasil, a ONU aponta a existência de 150 milhões de terminais, embora a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) aponte que há 165 milhões de celulares no país.

Falar ao celular dá ´cegueira temporária´

Se você estivesse caminhando e encontrasse um palhaço (desses de nariz vermelho) andando num monociclo, provavelmente repararia na cena.
E se estivesse falando ao celular, acha que conseguiria perceber a estranha figura no seu caminho? De acordo com um estudo da Universidade de Washington, provavelmente, a resposta é não.
Investigando o que desvia a atenção das pessoas quando elas caminham, pesquisadores descobriram que o celular é uma distração tão forte que o falante não percebe o que se passa a sua volta – e ignora, literalmente, um palhaço utilizado no experimento.
Os pesquisadores abordaram pessoas que se encaixassem em uma dessas quatro situações: estivessem andando e falando no celular, escutando a um Mp3 player, andando sem nenhum equipamento eletrônico ou caminhando em duplas.
O local do estudo foi a praça central da universidade, ponto de passagem de estudantes em direção às aulas, à biblioteca e aos dormitórios.
A equipe colocou um palhaço andando em um monociclo, com nariz vermelho, roupas amarelas e roxas em tons berrantes e sapatos característicos, para atravessar a praça a pedaladas.
Foram entrevistados 151 indivíduos (67 homens, 84 mulheres) que haviam acabado de cruzar a praça com o palhaço. Desses, 78 estavam sozinhos e sem aparelhos eletrônicos, 24 estavam ao telefone, 28 ouvindo músicas e 21 estavam acompanhados de mais uma pessoa.
Os recém saídos da praça respondiam a duas perguntas: a primeira, se eles haviam visto algo diferente, fora do comum, ao cruzar o caminho. Quem respondeu que sim, teve que especificar o que havia visto. Se a pessoa dissesse que não, o pesquisador perguntava diretamente se eles haviam visto o palhaço no monociclo.
Apenas 25% dos usuários de celular viram o palhaço, em comparação com metade das pessoas dos outros grupos (51% das que andavam sozinhas, 61% das que ouviam música e 71% das pessoas em duplas).
A conclusão final de todos os testes realizados é que pessoas ao celular andam mais devagar, mudam de direção, reconhecem menos as pessoas e, muitas vezes, não notam a presença nem de coisas tão fora do comum como um palhaço em um monociclo.

Carregador universal de celular é micro-USB


União Internacional de Telecomunicações (ITU) aprovou o carregador que vai funcionar com todos os celulares.
Quem nunca passou pela situação chata de ter de recarregar seu celular, mas só encontrar carregadores que não se encaixam no seu aparelho? Muita gente também acumula vários tipos de carregadores em sua gaveta para diferentes gadgets.

Segundo a GSMA (GSM Association), 51 mil toneladas de carregadores redundantes são fabricados por ano. Por isso, a criação de um padrão universal irá permitir a redução de emissões de gases de 13,6 milhões de toneladas.
O carregador universal terá conector micro-USB, que já é adotado por algumas marcas. Ele também será mais eficiente no aproveitamento da energia elétrica.
O ITU é o braço tecnológico das Organização das Nações Unidas (ONU).
Alguns fabricantes já se comprometeram com o padrão. A Sony Ericsson, por exemplo, já anunciou que pretende lançar produtos com o padrão no ano que vem.



Netbook fica mais lento com Windows 7


Testes do INFOLAB mostram que o Windows 7 roda sem problemas em netbooks, mas é mais lento do que o XP.

Há alguns dias, fiz alguns comentários neste blog sobre o desempenho do Windows 7 nos testes do INFOLAB. Além de avaliar o sistema operacional em micros de mesa e notebooks, também testamos o Windows 7 em alguns netbooks. Como poucos netbooks foram vendidos com o Vista, fizemos principalmente comparações entre o Windows 7 e o XP, presente na maioria desses micros. Embora a experiência prática de usar o Windows 7 no netbook seja razoavelmente boa, os resultados dos testes mostraram que a velocidade é, em muitas situações, mais baixa com o novo sistema do que com o velho XP.
O netbook em que rodamos a série de testes mais completa foi um EeePC 1101HA, da Asus, com processador Atom N280, de 1,6 GHz, e 1 GB de memória. Esse micro levou 2 minutos e 36 segundos para redimensionar um lote de imagens com o aplicativo IrfanView no Windows 7. Com Windows XP, a tarefa foi completada 16 segundos antes. Mesmo aumentando a memória para 2 GB, a vantagem do XP se manteve. Já no teste de duplicação de arquivos, como já havia acontecido nos micros de mesa que testamos, o Windows 7 ganhou fácil. Tanto com 1 GB como com 2 GB de memória, a duplicação de uma pasta com 151 MB foi completada na metade do tempo no Windows 7.
No teste de autonomia com bateria, houve empate técnico. Em uso intenso, a carga da bateria durou 5 horas e 29 minutos com o XP. Com o Windows 7, durou 3 minutos a menos, uma diferença de menos de 1%. Mas vale a ressalva de que a Asus não havia, ainda, liberado drivers para gerenciamento de energia no Windows 7. Quando esses drivers vierem, é possível que a autonomia melhore um pouco.
Um fato positivo é que não observamos nenhuma incompatibilidade. Foi possível usar o Windows 7 Ultimate no netbook mesmo com a interface gráfica Aero ativa. Isso sugere que, para quem tem um micro desse tipo, migrar para Windows 7 pode ser uma maneira viável de modernizar a máquina. Mas não recomendo isso para quem já acha seu netbook lento. A troca do XP pelo Windows 7 vai fazê-lo trabalhar ainda mais devagar, como ficou claro nos testes.



Twitter não é rede social, diz Biz Stone


Biz Stone, um dos fundadores do Twitter, afirmou em coletiva para a imprensa que não vê o serviço como uma rede social. Para ele, numa rede as pessoas precisam seguir as outras e serem seguidas por elas, trocando informações. E não é exatamente isso que ocorre no Twitter.
Biz afirmou que o serviço, que cresceu rapidamente, mas enfrentou uma certa estagnação nos últimos três meses, tem aprendido com os ataques para evitar que eles se repitam no futuro, já que eles são negativos para usuários e para os negócios.
Segundo Biz, o Twitter está aberto para conversar com todos os sites de buscas e já fechou uma parceria com a Microsoft para o Bing. O grande diferencial do Twitter é a instantaneidade de sua busca, que mostra o que está sendo discutido no momento.
Para quem espera uma tradução para o português, Biz afirmou que o site está buscando voluntários para fazer o trabalho e já tenta versões em alemão, francês e italiano. O Brasil pode ter uma versão em breve, dependendo da boa vontade dos internautas por aqui.