domingo, fevereiro 28, 2010

"Funeral" do Internet Explorer 6 muda para lugar maior



Parece que o funeral preparado para o Internet Explorer 6 é mais sério do que se imaginava. Na tarde de ontem a Aten Design Group, agência que idealizou o evento, atualizou o site IE6 Funeral (http://ie6funeral.com/) com a seguinte mensagem:
"Mudança de Local - Aparentemente, mais pessoas querem ver o cadáver do IE6 do que nós imaginávamos. Para acomodar melhor essa demanda esmagadora, nós estamos mudando de local. Na quinta-feira, 4 de março de 2010, às 7:00, vamos nos reunir com os amigos, colegas e entes queridos IE6 na Forest Room 5, 2532 15th Street, Denver, CO 80211-3902 para prestar nossas condolências".

O site ainda convida os interessados a comparecerem dizendo que haverá um momento especial para relembrarem o finado browser, além de disponibilizarem comida e um serviço de bar completo.

Vale lembrar que segundo a agência, o anúncio feito pelo Google dizendo que a partir do mês de março deixará de prestar suporte ao IE6 foi o motivo para a criação do site. Para eles, isso significa um grande avanço na evolução da internet.

Para aqueles que não podem comparecer ao velório, a agência solicita gentilmente que mandem flores. Aos que pretendem ir, que utilizem "trajes fúnebres" - mais apropriados para um funeral. E para aqueles que não poderão comparecer e também não mandarão flores, o site abre a possibilidade de que se adquira uma pequena lembrança deste tão controverso navegador. Por esse link os interessados podem comprar camisetas com a "imagem oficial" do evento e prestar, mesmo de longe, sua última homenagem.




Fonte: http://tecnologia.terra.com.br

Cientistas autenticam tela de Van Gogh


Nem só de smartphones vive a tecnologia atual. Aqueles aparelhos celulares antigos, que contam apenas com funções como mensagem de voz e texto, estão revolucionando a economia de países como o Quênia, África do Sul e Japão. Trata-se do Mobile Money (dinheiro móvel, em uma tradução livre), serviço que tem facilitado, e muito, a vida de milhares de usuários de telefonia celular GSM.
O Moblie Money permite que pessoas que não possuem conta bancária ou cartão de crédito possam guardar, receber ou enviar dinheiro pelo celular, utilizando apenas o sistema SMS e transformando o aparelho em uma espécie de "carteira eletrônica".

De acordo com o site New Scientist, a Safaricom , maior empresa de telefonia celular do Quênia, desenvolveu o sistema M-Pesa que, atualmente, possui mais de 8 milhões de usuários.

O Pesa disponibiliza agências em diversos pontos das cidades. Seus usuários fazem uma espécie de depósito em dinheiro, que é convertido em mobile money e disponibilizado em sua conta de celular. A partir daí esse dinheiro pode ser transferido para qualquer pessoa via SMS. Caso o usuário não possua uma conta de mobile money, ele pode chegar até uma dessas agências, entregar o cógido de texto recebido via SMS e trocar pela quantia determinada.

Para maior segurança daqueles que utilizam esse sistema, o acesso ao dinheiro via SMS só é permitido após a inserção de um número e uma senha pré-determinados. Isso garante que as quantias permaneçam salvas mesmo que o celular seja perdido ou roubado.

Segundo a Reuters, no Japão, pioneiro nesse tipo de tecnologia, existem cerca de 55 milhões de telefones celulares atuando como "carteira eletrônica", e o mercado de mobile money cresce cerca de 70% ao ano. A estimativa é de que em 2012, 190 milhões de pessoas sejam usarias desse sistema.

Ainda segundo a Reuters, para Marcus Persson, analista da Berg Insight ¿ empresa especializada em soluções para companhias de telecomunicação ¿ "os aparelhos celulares estão em posição privilegiada para tornarem-se o principal canal digital para os prestadores de serviços bancários e financeiros nos mercados emergentes". E, embora grande parte da Europa e Estados Unidos utilizem o acesso a conexão de internet rápida para operações bancárias on-line, a Berg Insight acredita que ferramentas wireless como o bluetooth ajudem na propagação do sistema Mobile Money.




Fonte: http://tecnologia.terra.com.br

Brasil pode ser punido por software livre


A Aliança Internacional pela Propriedade Intelectual (IIPA em inglês) pode colocar o Brasil na lista negra do copyright por causa do apoio ao software livre e de casos constatados de pirataria.


A organização, composta por grupos como a Business Software Alliance, a MPAA e a RIAA, entende que o incentivo aos programas de código aberto significa que o país tem uma política inadequada contra o abuso dos direitos de propriedade intelectual.
O documento de 498 páginas, enviado pela aliança aos representantes do comércio dos EUA, ainda pede que países como a Índia, Tailândia, Vietnã e Indonésia também sejam incluídos na lista.


Caso ele seja aprovado, sanções de comércio poderão ser aplicadas para forçar as nações a adequarem a leis de acordo com os padrões exigidos pela IIPA.


No caso da Indonésia, por exemplo, a organização afirma que o incentivo do uso de software livre dentro de agências governamentais ajuda a enfraquecer a indústria de tecnologia, além de acabar com a competitividade.


De acordo com o documento, o setor público passaria a preferir empresas com esse tipo de solução, impedindo companhias "legítimas" de participar de negociações com os governos.


O Brasil também é citado diversas vezes como ameaça ao mercado de músicas e games, devido aos casos de pirataria e número de arquivos compartilhados em redes P2P.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Skype suspende versões para Windows e celulares comuns

Skype suspende versões para Windows e celulares comuns


A companhia anunciou ter removido de seu site os programas SkypeSkypeSkype para Windows e Skype Lite para celulares comuns. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira no blog do Skype, anunciando mudanças em seus aplicativos para celulares.

"Como parte da nossa contínua revisão de nossa oferta de móveis, decidimos fazer algumas mudanças. Skype Lite e Skype for Windows Phones não estamos mais disponíveis para downloads", informa o post.

Usuários que já baixaram os aplicativos poderão continuar a usá-los normalmente, informou também o Skype.

De acordo com o site Mashble, o Skype alega as dificuldades dar suporte em múltiplos aparelhos como a principal razão para a mudança.

O site especula que uma das mudanças poderá ser o Skype simplesmente deixar de dar suporte para os celulares que usam Windows.





Fonte: http://info.abril.com.br/

YouTube cria site para aumentar permanência de usuários

O YouTube apresentou recentemente o YouTube Disco, um hotsite que permite que os usuários criem playlists para ouvir diretamente das páginas do serviço de compartilhamento de vídeos.

Além disso, outras melhorias, como a possibilidade de enfileirar vídeos dos resultados de busca e a exibição dos vídeos de resposta diretamente na área de comentários, também foram implementados, de acordo com o site Read Write Web.

Mais do que apenas aprimorar o design do YouTube, o Google pretende manter os usuários conectados às páginas do serviço por mais tempo. Atualmente, centenas de milhões de usuários ficam em média 15 minutos no site por visita.

Todas as novidades implementadas são opcionais, e podem ser ativadas ou desativadas, de acordo com a vontade do usuário. Para conferir o YouTube Disco basta acessar o endereço youtube.com/disco

.
As informações são do site CNET





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br

Censo pode ser respondido pela internet

O Censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) dará à população a opção de, pela primeira vez, preencher o questionário pela internet, em vez de fornecer as respostas ao recenseador.

Segundo o diretor executivo do IBGE, Sergio Cortes, o objetivo é facilitar a participação no censo daquelas pessoas que não têm tempo disponível ou não se sentem confortáveis em conversar com os recenseadores.
De acordo com o IBGE, no entanto, quem optar por responder o questionário do censo pela internet terá que receber o recenseador, já que ele será o responsável por gerar a senha a ser usada para ter acesso ao portal do Censo 2010.

Cortes afirmou que a novidade não trará prejuízos à qualidade da informação prestada ao IBGE. Segundo ele, as primeiras experiências mostraram que as respostas dadas no questionário da internet costumam ser as mesmas fornecidas diretamente ao recenseador.

“Eu diria até que a pessoa se sente muito mais confortável com a internet, ao poder prestar sua informação com mais calma e tranquilidade até no caso das perguntas referentes aos outros moradores do domicílio. Isso porque há casos em que a pessoa não sabe algum detalhe de um morador, do irmão, do pai ou da mãe, e ela tem um tempo até maior para coletar essa informação e prestar essa informação com mais certeza”, disse Cortes.

Ao receber a senha, o cidadão terá o prazo de dez dias para responder ao questionário pela internet. Caso isso não seja feito, o recenseador voltará ao domicílio e, então, preencherá o questionário junto com o morador.


De acordo com o IBGE, o Censo terá dois tipos de questionários. O mais simples, com cerca de 15 perguntas, será direcionado à maioria dos cidadãos, que levarão de dez a 15 minutos para respondê-lo. Já o questionário do tipo amostra será respondido apenas por parte das pessoas e terá mais de 100 perguntas. Neste caso, o tempo da entrevista será de 30 a 40 minutos.




Fonte: http://info.abril.com.br/

sábado, fevereiro 27, 2010

Novo player touchscreen promete mais qualidade de áudio


A Philips anunciou esta semana em Barcelona um novo tocador de música e vídeo que promete melhorar a qualidade do áudio. O GoGear Muse MP4 Player traz uma tela sensível ao toque e o recurso FullSound, para "imersão" no som.
Segundo a fabricante, o aparelho usa um processador de sinais digitais para analisar a música e ampliar seu espectro de frequências e definição ¿ algo que ocorre cerca de 10 milhões de vezes por segundo. Por isso, o recurso FullSound consegue melhorar a qualidade do som em arquivos MP3, que usam compressão de dados para diminuir seu tamanho (e, por consequência, alguns detalhes).

O FullSound também melhora os graves nas canções, e consegue reproduzir arquivos em formato FLAC.

A tela do GoGear Muse tem 3,2 polegadas e o player conta ainda com rádio FM/RDS, gerenciamento de músicas no PC com o software Songbird e reproduz vídeos em HD (720p) se conectado a um televisor pela porta HDMI.

O aparelho tem versões com 8, 16 ou 32 GB de armazenamento, além de entrada para cartões de memória padrão microSD. O preço do Muse não foi divulgado, nem sua data oficial de lançamento.





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/

Smartphone mini ganha versão em ouro 18 quilates


A Nokia vai começar a vender no segundo trimestre uma versão especial do seu N97 mini: chamada de Gold Edition, ela vem com um revestimento em ouro 18 quilates.

O smartphone N97 mini é uma versão com dimensões reduzidas do N97, mas mantém o design com a tela deslizante sobre o teclado QWERTY. A tela do mini é de 3,2 polegadas (contra 3,5″ do N97), as dimensões são menores (14,2 mm contra 15,9 mm, 138 gramas x 150 gramas) e a capacidade de armazenamento foi reduzida de 32 GB para 8 GB internos.

O mini conta com conectividade 3G, Wi-Fi, Bluetooth, GPS e câmera de 5 megapixels. Além disso, tem atalho para redes sociais como Facebook e Twitter.

O Gold Edition será vendido na Europa, Oriente Médio e África pelo preço sugerido de 850 euros (equivalente a cerca de R$ 2,1 mil) ¿ ao menos na Polônia, onde o aparelho já foi anunciado oficialmente. Em sua versão convencional, o N97 mini deve ser lançado nos próximos meses no Brasil.





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br

Estrela deforma e destrói planeta aos poucos


Ilustração mostra o WASP 12b orbitando bem próximo de uma estrela



A 800 anos-luz, na constelação de Auriga, um planeta está sendo lentamente destruído pela própria estrela que orbita.


A descoberta feita por uma equipe internacional ajuda a explicar porque o WASP-12b é tão grande e apresenta uma forma tão estranha, similar à de uma bola de futebol americano.
O exoplaneta, assim chamado porque está localizado fora do Sistema Solar, orbita uma estrela de massa similar a do Sol, no entanto, ele está 75 vezes mais perto dela do que a Terra de seu astro – ou seja, apenas 1.609.344 km.


Como a maioria dos cerca de 400 exoplanetas conhecidos, o WASP-12b, descoberto em 2008, é grande e gasoso, parecido com Júpiter. No entanto ele tem 50% mais massa e cerca de seis vezes o seu volume (para se ter uma idéia, Júpiter pesa 1.898 X 10 24 kg e tem volume de 143,128 X 10 10 km3) . Além disso, durante o dia, sua temperatura chega a 2500 graus Celsius.


A equipe de cientistas acreditava que algum mecanismo deveria ser responsável por aumentar seu tamanho tanto. A análise de dados coletados pro instrumentos da NASA revelou o culpado: as forças gravitacionais.


Com o WASP-12b tão perto de sua estrela, essas forças são enormes e fazem com que a forma do exoplaneta fique distorcida. Além de deformar, elas criam fricção em seu interior, produzindo calor e a expansão do planeta.


O planeta cresceu tanto que não pode mais conter sua massa e, a cada segundo, perde seis bilhões de toneladas. Nesse ritmo, os cientistas prevêem que ele será destruído em 10 milhões de anos – o que parece muito, mas fará com que o WASP-12b viva pelo menos 500 vezes menos do que a Terra.


Essa é uma oportunidade rara de observar o que acontece com um planeta quando ele entra nos seus estágios finais da vida. A equipe, liderada por Shu-lin Li do Observatório Nacional Astronômico da China, publicou suas conclusões na edição de 25 de Fevereiro da Nature.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Barco solar vai dar volta ao mundo


Barco movido a energia solar fará volta ao mundo em 2011


Lançado ontem em Kiel, na Alemanha, o Planet Solar quer ser o primeiro barco movido a energia solar a dar a volta no planeta.


O catamaran de 30 metros de comprimento por 15 metros de largura possui 470 m2 de painéis solares e autonomia para navegar 1000 km sem Sol.
O barco de 60 toneladas consegue 120 kW de energia, sendo que a média de consumo do motor fica em torno de 20kW. Viajando a 15 km/h, ele precisa de apenas três funcionários e comporta até 200 passageiros.

Para o projeto de volta ao mundo, no entanto, ele poderá acomodar 50 pessoas durante os meses de viagem.

O projeto é ideia do suíço Raphaël Domjan e foi construído pela empresa alemã Knierim Yacht Club.

Durante 2010, o barco fará um tour pela Europa, que servirá também como teste. Em abril de 2011 ele inicia a volta ao mundo, com paradas estrategicamente escolhidas ao longo da linha do Equador (onde a incidência dos raios solares é maior).


Serão 40 mil km percorridos em 140 dias, cruzando o Atlântico, o Canal do Panamá, o oceano Pacífico, Índico e o Canal de Suez para chegar ao Mediterrâneo.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Asus Mars, uma arma nuclear no seu PC


Para figurar entre as placas de vídeo mais velozes do mundo, a Asus apelou e fez da Mars o modelo mais extravagante. Pegou o violento controlador gráfico GeForce GTX285 e dobrou tudo: número de processadores e interface de memória, por exemplo. Para completar, multiplicou por quatro a quantidade de memória, que passou a 4 GB. Como era de se esperar, essa verdadeira bomba atômica bateu todos os recordes nos testes do INFOLAB. Quer uma no seu micro? Só se você estiver disposto a gastar 3.000 reais e se estapear com outros viciados em performance para ter um dos 1.000 modelos produzidos.

Esse produto não faz parte da linha da NVIDIA, que normalmente produz modelos de referência para os fabricantes. No caso da Mars, o projeto foi criado inteiramente pela Asus, usando componentes já desenvolvidos pela empresa de chips. Na verdade, é tudo muito simples: é como se fossem duas placas em SLI, uma em cima da outra, ligadas à placa-mãe por uma só PCI Express. As tecnologias são as mesmas utilizadas nas atuais GeForce. Seu desempenho absurdo vem da configuração exagerada em tudo. São 480 processadores de stream e interface de 1.024 bits.

Tudo isso exige uma fonte de 750 watts e um baita sistema de refrigeração. Em nossos testes, a temperatura da GPU chegou a 99 graus e o ruído bateu em 63 decibéis. Para alimentar essa placa, são necessários quatro conectores de seis pinos, o dobro do normal para modelos avançados. As saídas de áudio e vídeos são as comuns: uma DVI, uma HDMI e uma S/PDIF. A única coisa que pode receber reclamações é a falta de suporte a DirectX 11, uma característica de todos os chips dessa série da NVIDIA.




Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/

Cozinheiro robô: chefs mecanizados invadem a cozinha


Em um corredor vazio, iluminado por luz fluorescente, no segundo piso do Smith Hall, um dos edifícios da Universidade Carnegie Mellon, em Pittsburgh, o professor Paul Rybski e uma dupla de alunos de pós-graduação demonstraram a mais avançada de suas criações. Resultado de dois anos de pesquisa e do conhecimento coletivo de 17 membros do corpo docente, alunos de graduação e de doutorado do Grupo de Interação Robô-Humano, o trabalho tem a forma de um robô equipado com um sistema de navegação por laser que custa US$ 20 mil, sensores de som e uma câmera estereoscópica Point Grey Bumblebee 2, que faz a função de olhos, os quais parecem encarar os espectadores de um rosto de plástico cor de argila, sem sexo definido.
Com Rybski contemplando como um pai orgulhoso, um estudante barbado de pós-graduação digitou alguma coisa em um laptop instalado sobre um carrinho de serviço, e o robô começou a rodar a fim de cumprir sua missão primária: a entrega de uma barra de cereais Nature Valley embrulhada em plástico transparente.

"Olá, sou o Snackbot", declarou o aparelho, em voz não muito diferente da usada pelo computador HAL 9000, no filme 2001: Uma Odisseia no Espaço, enquanto sua "boca" retangular formada por LEDs pulsava ao formar palavras. "Vim entregar comida a Ian. Ian está por aqui?" Respondi afirmativamente. "Oh, olá, Ian", disse o robô. "Eis o seu pedido. Creio que seja uma barra de granola, certo?" Confirmei o pedido. "Está bem, pode apanhar o seu pedido. Tenho certeza de que é gostoso, mas eu mesmo preferiria um prato de eletricidade".

Projetado para recolher informações sobre como os robôs interagem com pessoas (e para descobrir como melhorar o relacionamento entre os dois grupos), o Snackbot foi cuidadosamente considerado em termos de máxima aproximação, em todos os detalhes, do seu tamanho à sua cor. E o fato de que ele distribui comida, para surpresa de ninguém, ocupa posição central nessa facilidade de aproximação.

"Percebemos que não existia maneira melhor de as pessoas interagirem com um robô do que uma máquina que lhes traz comida", disse Rybski.

O Snackbot é apenas um dos soldados em um verdadeiro exército de novos robôs projetados para servir e cozinhar alimentos, e no processo funcionar como embaixadores de boa vontade, e divulgadores, de um futuro mais automatizado.

Em 2006, depois de quatro anos de pesquisa e de investimentos de mais de US$ 250 mil, a Fanxing Science and Technology, uma empresa de Shenzhen, China, revelou aquilo que designou como "o primeiro robô culinário do mundo" -o AIC-AI Cooking Robot-, capaz de, ao apertar de um botão, fritar, assar, ferver e cozinhar milhares de pratos chineses, de pelo menos três regiões culinárias distintas no país.

O AIC-AI precisa de um forno especial para cozinhar, mas muitos dos magos culinários mecanizados desenvolvidos depois dele podem trabalhar em qualquer espécie de fogão, desde que o robô aprenda com antecedência como um dado fogão funciona, ou que as características do fogão estejam programadas no software do aparelho.

Em 2008, cientistas do Laboratório de Algoritmos e Sistemas de Aprendizagem, em Lausanne, Suíça, desenvolveram um desses cozinheiros robotizados capazes de aprender, o Chief Cook Robot, capaz de fazer omeletes (presunto e queijo foi sua primeira tentativa de recheio). No mesmo ano, o Museu das Indústrias Criativas de Osaka, no Japão, viu a demonstração de um robô programável capaz de fazer takoyaki (bolinhas de polvo) começando do zero, e usando uma bandana de chefe de cozinha posicionada elegantemente sobre seu módulo superior.





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/

sexta-feira, fevereiro 26, 2010

Motorola traz novo Android, o Backflip, ao Brasil


A Motorola anunciou nesta quinta-feira o lançamento de mais um smartphone com sistema operacional Android no mercado brasileiro, o Backflip, que será vendido inicialmente pela operadora Vivo.
O Backflip usa sistema Android 1.5 e tem no design seu principal diferencial: é um telefone com a tela reversa, que vira o monitor e o teclado QWERTY ao avesso. A tela, sensível ao toque, tem 3,1 polegadas (resolução de 320 x 400 pixels), câmera de 5 megapixels - que fica integrada ao teclado - e conectividade Wi-Fi e 3G. A superfície traseira da tela atua como um touchpad, ajudando na navegação pelos serviços.

O smartphone vem com o serviço MotoBlur, que integra o acesso aos serviços de redes sociais em uma única interface, além de permitir a localização via GPS do aparelho por um portal na web (e a exclusão de dados em caso de perda ou roubo do aparelho). "O Blur mostra que não olhamos apenas para o design, mas também para o software", disse Sérgio Buniac, vice-presidente de produtos móveis da Motorola. Além disso, o aparelho conta com acesso aos serviços do Google, como e-mail, mensagens instantâneas e busca.

A Vivo vai vender o Backflip com um cartão de memória de 8 GB e um conjunto de alto-falantes estéreo Bluetooth. Em planos pré-pagos, o aparelho será vendido pelo preço sugerido de R$ 1.699. Com um plano de 200 minutos de voz e 500 MB de plano de dados, o Backflip será vendido por R$ 499.

Segundo a Motorola, este é seu oitavo aparelho lançado com Android em todo o mundo. Até o final do ano, serão 20 aparelhos.





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/



Os vasos Click & Grow são dotados de sensores que determinam a quantidade de água e fertilizante necessários para manter as plantas vivas e floridas.

Segundo o site Treehugger, o sistema da Click & Grow usa a técnica de aeroponia, onde as plantas são mantidas suspensas no ar e recebem água e nutrientes por aspersão. Para que o vaso inteligente cuide da planta, basta colocar as sementes especiais (adquiridas separadamente) no local indicado e conectá-lo a um computador por meio de um cabo USB. Um programa de crescimento para o tipo da planta será acionado, e irá regá-la e adubá-la seguindo as instruções do software.

Os modelos apresentados vão desde a versão básica, onde é preciso completar um tanque de água, até versões mais avançadas, que coletam água do ar, conforme informações do site Earth Techling.

Os vasos Click & Grow devem estar disponíveis no mercado em alguns meses, a partir de cerca de US$ 20. Mais informações podem ser obtidas no site oficial no endereço clickandgrow.com.





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/

Espiões e hackers exploram ausência de regras no mundo web


A melhor arma contra os ladrões, vândalos e espiões online que ameaçam os negócios e a segurança mundial seria criar uma regulamentação internacional para o ciberespaço. Felizmente para eles, essa cooperação ainda não existe.
Melhor ainda, da perspectiva dos hackers, esse objetivo não está entre as prioridades da comunidade internacional, apesar dos protestos sobre ataques de hackers e censura e das disputas quanto ao ciberespaço que opõem China e Irã ao grupo norte-americano Google.

Os países pensam demais em termos locais sobre sua segurança online, e isso os leva a não colaborar para criar regulamentação mundial para as atividades online, disseram palestrantes em uma conferência de segurança no EastWest Institute, na semana passada.

As declarações de política dos governos de todo o mundo são dominadas pela necessidade de reais defesas nacionais contra os ataques via internet. Desta forma, muitos dos criminosos online escapam ilesos.

"Os países vivem em estado de negação", disse Pavan Duggal, especialista indiano em leis da computação, afirmando que legislação de alcance nacional teria uso limitado para proteger os usuários contra o uso indevido de uma ferramenta de comunicação que não possui fronteiras.

"Talvez seja necessário um evento que cause grande choque para que as pessoas despertem de sua complacência, algo equivalente a um 11 de setembro no ciberespaço", disse Duggal, referindo-se aos ataques terroristas coordenados contra cidades dos Estados Unidos, em 2001.

Já que um quarto dos habitantes do planeta está conectado à internet, os crimes online representam perigo crescente para a economia mundial.

O FBI calculou que o total de prejuízos com crimes online sofrido por pessoas físicas nos EUA tenha chegado a US$ 264 milhões no ano passado, ante US$ 18 milhões em 2001. E esse montante provavelmente representa apenas uma fração das perdas sofridas por empresas e departamentos do governo.





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br

Confira o melhor do Mobile World Congress em Barcelona


O Mobile World Congress reuniu na última semana, em Barcelona, os principais fabricantes de telefones celulares, equipamentos de rede e telecomunicações em geral. O evento é uma vitrine para os principais lançamentos em celulares e smartphones para os próximos meses, e nós selecionamos os principais destaques.
Motorola
A norte-americana continua a investir na plataforma Android, do Google. A novidade mostrada foi o Quench, com uma tela sensível ao toque de 3,1 polegadas, conectividade 3G, Wi-Fi e GPS, câmera de 5 megapixels com flash LED, acesso a serviços do Google (roda Android 1.5) e vem com a plataforma MotoBlur, que integra contatos e mensagens de redes sociais, como Facebook e Twitter. Até então, todos os modelos da Motorola com Android (Cliq, Milestone, BackFlip) vinham com teclado QWERTY integrado.

O aparelho começa a ser vendido ainda neste trimestre em "várias regiões do mundo", de acordo com a Motorola, e terá o nome CLIQ XT nos Estados Unidos (com exclusividade da operadora T-Mobile).

Sony Ericsson
A Sony Ericsson também mostrou dois Androids, mas não está restrita a essa plataforma. O destaque ficou versões reduzidas do Xperia X10, primeiro Android da fabricante sueca anunciado no ano passado. Os dois aparelhos têm as mesmas configurações (3G, GPS, Wi-Fi, câmera de 5 megapixels, tela de 2,5 polegadas e rodam Android 1.6).

Sua diferença está na existência de um teclado QWERTY, presente no X10 mini pro ¿ o X10 mini é apenas touchscreen. Além disso, o X10 mini virá em seis cores (branco, preto, rosa, verde, vermelho e prata), contra apenas duas X10 mini pro (branco ou preto). Serão lançados no segundo semestre, sem previsão de preço.

Além do Android, a Sony Ericsson anunciou o Vivaz Pro, uma versão com teclado QWERTY do smartphone Vivaz ¿ capaz de registrar vídeo em alta definição ¿ que roda o sistema operacional Symbian. Será lançado no segundo trimestre.

Puma/Sagem Wireless
Em parceria com a francesa Sagem Wireless, a Puma anunciou seu primeiro smartphone, o Puma Phone, com carregador solar na parte traseira do aparelho e acesso a conteúdo exclusivo da marca.

O Puma Phone vem com uma tela sensível ao toque de 2,8 polegadas, câmera de 3,2 megapixels com flash LED e vídeos em resolução VGA (640 x 480), rádio FM, tocador de MP3, GPS, itens esportivos (pedômetro, rastreador GPS e cronômetro), conectividade 3G, Bluetooth e USB 2.0.

Segundo a Puma, a bateria do aparelho permite 5 horas de conversação e 350 horas em stand-by. O smartphone sai em abril na Europa, e seu preço sugerido não foi divulgado.

Microsoft
A Microsoft mostrou a nova geração do sistema operacional para celulares Windows Phone, chamada Windows Phone 7 Series. Os primeiros aparelhos compatíveis com o novo sistema móvel serão lançados no final do ano por fabricantes como Dell, Garmin-Asus, HTC, HP, LG, Samsung, Sony Ericsson, Toshiba e Qualcomm.

A companhia diz que o Windows Phone 7 traz uma nova interface e se integra melhor à web e aplicativos, com games da XBox Live e músicas e vídeos da plataforma Zune, que irão rodar apenas no sistema da Microsoft. Steve Ballmer, CEO da empresa, disse, em um comunicado "que em um mercado cheio de telefones que parecem iguais e fazem as mesmas coisas, desafiei o time a criar um novo tipo de experiência móvel".

Os celulares com Windows Phone 7 terão um botão dedicado para buscas com o Bing. A tela inicial terá blocos "vivos" mostrando conteúdo em tempo real vindo de aplicativos e contatos, e serão seis áreas principais na interface (pessoas, fotos, games, música e vídeo, Office e Marketplace). Resta agora saber se os consumidores vão continuar a comprar aparelhos com o sistema Windows Phone atual (6.5) ou esperar pela nova versão.

Samsung
A Samsung finalmente lançou seu primeiro smartphone com a plataforma Bada, desenvolvida pela fabricante coreana para concorrer com outros sistemas operacionais para celular, como iPhone, Android e Symbian.





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/

Ladrões usam tecnologia para bloquear GPS de veículos

Alguns criminosos têm utilizado bloqueadores de sinais de GPS e de radiofrequência importados da China para furtar ou roubar veículos de luxo, que poderiam ser rastreados por seus proprietários.
De acordo com o site do jornal inglês The Guardian, os bloqueadores são colocados na mesma frequência do sinal de rastreamento, de forma a confundir os dispositivos rastreadores, que não conseguem distinguir a exata localização do automóvel.

Os dispositivos bloqueadores de sinal também têm sido utilizados por funcionários, quando os veículos são rastreados pelas empresas, para poderem realizar trajetos não autorizados. O us o inadvertido, no entanto, pode causar sérios problemas na área de alcance do bloqueador.

Em entrevista ao site do Financial Times, Alan Frant, um especialista em rádio navegação, explicou que, em um experimento na costa da Inglaterra instrumentos rastreadores de navios à vela, os barcos são mostrados navegando em terra firme a uma velocidade de milhares de nós.

O receio de atividades terroristas com o uso desse tipo de bloqueador fez com que desde 2002 fosse desenvolvido, com apoio do governo do Reino Unido, um detector de bloqueadores de sinal de GPS.

"Se perdermos o sinal de GPS em aviões ou outros dispositivos que necessitam de precisão, como redes de emergência ou estações de energia, estes perdem a habilidade de aplacar estes tipos de ataques terroristas, que podem ser sérias consequências", alerta Charles Curry, diretor de gerenciamento da Chronos Technology, que desenvolveu um protótipo do dispositivo para uso em aeroportos, portos e outros locais que dependem da precisão de nanossegundos dos GPSs.


Nova versão do Second Life lembra navegador e redes sociais


A nova versão do Second Life buscou inspiração nas redes sociais para correr atrás do tempo em que figurou como hype da internet. O Viewer 2 lembra um browser, acentuando a tendência de que, mais que um jogo, o Second Life se propõe a ser uma nova maneira de navegar na internet.

A instalação do game é burocrática e depende de cadastro do usuário. Após isso, é preciso montar seu avatar, que pode passar por qualquer tipo de alteração fisionômica, de íris do olho a peso e tamanho. Essa opção fica acessível ao lado direito do programa, coluna retrátil que contêm as guias home, perfil, contatos, lugares, inventório e aparência.

A barra superior possui maiores especificidades do Second Life. Por lá é possível se comunicar com amigos ou pessoas próximas ao lugar em que você estiver. Na guia Mundo pode-se encontrar mapas ou mesmo se teletransportar de um local para outro no jogo. Em Build ficam as opções para construção no Second Life, que só são permitidas em áreas de posse do usuário.

A jogabilidade do Second Life Viewer 2 é similar ao anterior, então, as grandes mudanças ficam mesmo por conta do conteúdo e de sua disposição. A interface distribui bem as inúmeras funções do game que, agora, suporta até aplicativos em Flash.





Fonte: http://info.abril.com.br/

quinta-feira, fevereiro 25, 2010

Netbook Lenovo S10-2 tem partida rápida


Sistema faz boot em 13 segundos e deixa o micro pronto para navegar na web

Se a maioria dos netbooks tem quase as mesmas características de configuração e desempenho, pelo menos o Lenovo S10-2 traz um diferencial interessante: o recurso de inicialização rápida. A máquina carrega um sistema competente e ultraleve em 13 segundos. É o suficiente para navegar na web, reproduzir arquivos de som ou fazer chamadas usando o Skype. O preço é mais um atrativo: 1.199 reais.

Se o rosinha das fotos acima não faz o seu estilo, também dá para comprar o modelo nas cores preta, branca e cinza. O minilaptop possui tela de 10,1 polegadas, com resolução máxima de 1.024 por 600 pixels. Seu ponto fraco é o LCD brilhante. Isso é ruim porque os reflexos incomodam bastante, sendo que na maior parte do tempo o netbook fica apoiado no seu colo, e não sobre a mesa.

No quesito usabilidade, o produto traz um teclado parcialmente no padrão ABNT2. Isso porque os caracteres como ponto de interrogação e barra são ativados apenas por meio de atalhos. No mais, as teclas estão todas em seus devidos lugares para nós, brasileiros. Elas também são espaçosas e proporcionam uma digitação confortável, na medida do possível para um netbook.
Desempenho na média


Só para não quebrar a rotina, a configuração do Lenovo S10-2 é aquela que já cansamos de escrever por aqui: processador Intel Atom N270, de 1,6 GHz, 1 GB de memória RAM e 160 GB no disco rígido. Tudo isso rodando com Windows XP Home Edition de 32 bits. A controladora gráfica desse modelo é uma Intel GMA 950, com 64 MB de memória compartilhada.

Nos testes do INFOLAB, o netbook não obteve resultados melhores do que o esperado. No Sandra Lite XII, anotou 3.605 MOPS em cálculos aritméticos. No 3DMark06, sequer conseguiu executar o benchmark. Já para converter um arquivo WMV de 81 MB para MP4, em 320 por 240 pixels, o minilaptop mandou bem e levou 262 segundos.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Philips mostra home stereo com sonzão


Buscando os malucos por música que gostam de um design diferente, a Philips anunciou uma novidade no mundo dos home stereos. Os modelos com SoundSphere, um novo jeito de espalhar o som da empresa, prometem um som de primeira.


O primeiro ponto que chama a atenção no modelo MCi900 são os Tweeters colocados externamente, na parte de cima das caixas. Segundo a Philips, esse é um dos truques para o SoundSphere ser revolucionário. O som se espalha por todo o ambiente com a mesma potência. As duas caixas têm 100 watts de potência, player de CD e DVD, entrada USB, conexão Wi-Fi e respeitáveis 160 GB de espaço interno, para você entupir mesmo de música.

O acabamento é todo em alumínio, sem parafusos e em formato único, lembrando a construção dos MacBook Pro, da Apple. A novidade deve chegar à Europa, mas ainda sem data definida. Já o preço, a Philips não quis contar.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Orkut agora tem temas


Depois de permitir que os usuários mudassem as cores de suas páginas, orkut agora lança opções de temas.


Os desenhos, ou papéis-de-parede, não são personalizáveis e estão disponíveis somente para usuários do “novo orkut”.

Por enquanto, são quatro categorias com apenas 18 opções de escolha no total: desenhos abstratos, comemorações, diversão e estado de espírito e emoções. Entre eles, estão temas como "aniversário", "floral", "debaixo d´água", "festa" e "música country".


Ao lado da nova paleta de cores, algumas disponíveis desde o lançamento da nova interface gráfica em outubro, o usuário deve clicar em Temas. Antes de escolher um, dá para visualizar como fica e então aceitar ou não a mudança.


Mesmo com opções limitadas, o orkut ainda te dá a chance de “copiar” a idéia de um amigo. Basta entrar na página dele e, do lado direito do nome, clicar em “Obter este tema”.




Fonte: http://info.abril.com.br/

BloomEnergy cria eletricidade a partir de O2


Bloom Box, as células usadas em servidor de energia


Coca Cola, Google, eBay e WalMart estão entre os primeiros clientes de um produto que, surgido nos corredores da NASA, pretende revolucionar o mercado de eletricidade.

Trata-se de uma célula de energia capaz de converter oxigênio e praticamente qualquer tipo de combustível, renovável ou não, em eletricidade.
A BloomBox foi lançada hoje nos Estados Unidos pela empresa Bloom Energy, que criou suspense por semanas em torno de seu novo servidor.

Chamado de Bloom Energy Server, ele promete energia mais limpa, barata e independência da rede elétrica. Cada servidor fornece 100 kilowatts (kW) de energia, ocupando mais ou menos o tamanho de uma vaga de estacionamento. Isso seria o suficiente para abastecer cerca de 100 casas – embora, por enquanto, ele só esteja disponível para empresas.

Sua arquitetura modular permite adição de mais servidores, lado a lado, sem a necessidade de grandes mudanças. A Bloom Energy garante que, com a economia alcançada, o retorno no investimento é de 3 a 5 anos.

A expectativa é que entre 5 e 10 anos os servidores também estejam disponíveis para o mercado residencial por menos de US$3000.

O segredo do funcionamento, que também atraiu o Bank of America, Fedex Express, Cox Enterprises e Staples, está na constituição das células combustíveis. Construídas com materiais baratos, elas realizam um processo eletroquímico, e não combustão. Sua placa cerâmica aliada à cobertura de tintas especiais converte oxigênio e combustível em energia elétrica, liberando no processo um pouco de CO2, água e calor – estes últimos reutilizados no ciclo.

A empresa afirma que, mesmo se for utilizado combustível fóssil na BloomBox, o sistema ainda é 67% mais limpo que uma usina de carvão.
A ideia do projeto surgiu quando o CEO e co-fundador da Bloom Energy, Dr. KR Sridhar, trabalhava na Agência Espacial Americana. Ele integrava a equipe do programa espacial de Marte encarregada de desenvolver tecnologia para sustentar a vida no Planeta Vermelho. O objetivo era usar energia solar e água para produzir ar respirável e combustível. A equipe logo percebeu o potencial dos estudos a aplicações aqui na Terra – o que resultou, em 2001, na criação da empresa.

A diretoria da BloomEnergy também conta com outros nomes de peso, como Colin Powell, ex-Secretário de Estado americano, T.J. Rodgers, da SunPower, e Eddy Zervigon, diretor do Morgan Stanley.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Apple busca catalisador para suas ações




Steve Jobs, CEO da Apple: analistas estimam vendas de entre 2 e 5 milhões de unidades para o iPad em seu primeiro ano.


O CEO da Apple Steve Jobs participará do encontro anual com acionistas amanhã, e não faltam questões a serem feitas ao executivo sobre a companhia, que sempre tende à avareza no que se refere a informações.

As ações da Apple têm girado em torno dos 200 dólares desde outubro passado, mesmo com bons resultados registrados no último trimestre e da incrível bajulação em torno do iPad, seu mais novo aparelho, que deve ser lançado em março.
Com uma capitalização de mercado que se aproxima dos 200 bilhões de dólares nas últimas semanas, analistas afirmaram que investidores podem estar em busca de um novo catalisador para que as ações da empresa disparem, após mais que dobrarem de valor no último ano. Acionistas querem saber quais são os planos de Jobs para o iPad, se o iPhone conseguirá manter seu forte crescimento em meio à maior concorrência, e o que a empresa fará com os 40 bilhões de dólares positivos que tem em caixa.

"É uma empresa grande e há dúvidas sobre os limites de crescimento em qualquer mercado, e quando você passa dos 220 bilhões de dólares, o que eles estão próximos de conseguir, as pessoas começam a fazer perguntas", disse o analista da Pacific Crest Securities, Andy Hargreaves.
O iPad tem gerado tantas dúvidas quanto publicidade, uma vez que ninguém sabe direito o apetite do consumidor por aparelhos móveis desse tipo, um meio-termo entre smartphones e notebooks.
"Para a maioria dos investidores, a essa altura, o iPad é uma caso de ´quero ver´", disse o analista da Oppenheimer Yair Reiner. Embora Reiner seja otimista em relação ao aparelho, ele afirmou que alguns o veem como um produto de nicho, diferentemente do iPhone, iPod ou MacBook.

Analistas estimam vendas de entre 2 e 5 milhões de unidades para o iPad em seu primeiro ano. O aparelho deve chegar às prateleiras no final de março, com um preço inicial de 499 dólares.

Ainda é incerta a quantidade de informação que a Apple divulgará na reunião com seus acionistas, que ocorrerá amanhã na sede da empresa em Cupertino, na Califórnia. Tais eventos tendem a ser rotineiros, atraindo apenas pequenos investidores em vez de grandes acionistas.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Internet tornará você mais inteligente, dizem especialistas

Uma pesquisa feita online com 895 internautas e especialistas mostrou que mais de três quartos dos entrevistados acreditam que a internet deixará as pessoas mais inteligentes ao longo dos próximos dez anos.
A maioria dos entrevistados também afirmou que a internet irá melhorar os níveis de leitura e escrita até 2020, segundo o estudo do Imagining the Internet Center, da Universidade de Elon, e o projeto Pew Internet and American Life.

"Três em cada quatro especialistas afirmaram que o uso da Internet aumenta a inteligência humana, e dois terços disseram que o uso da Internet já melhorou os níveis de leitura, escrita e compreensão de conhecimento", disse a co-autora do estudo, Janna Anderson, diretora do Imagining the Internet Center.

Mas 21% dos entrevistados disseram que a internet tem o efeito contrário e pode até diminuir a inteligência de quem a usa muito.


"Ainda há muitas pessoas que são críticas do impacto do Google, Wikipedia e outras ferramentas da web", disse ela.

A pesquisa coletou opiniões de cientistas, líderes de negócios, consultores, escritores e engenheiros de tecnologia, além de internautas escolhidos pelo pesquisadores. Das 895 pessoas entrevistadas, 371 delas seriam "especialistas".

O que incitou os pesquisadores, em parte, foi uma reportagem de capa da Atlantic Monthly de agosto de 2008, escrita pelo repórter de tecnologia Nicholas Carr: "O Google está nos deixando burros?"

No artigo, Carr sugere que o uso excessivo da internet estaria afetando a capacidade de concentração e reflexão das pessoas. Carr, que participou do estudo, afirmou que ainda concorda com essa visão.

"O que a internet faz é transferir o foco de nossa inteligência de uma inteligência meditativa ou contemplativa para o que pode ser chamado de uma inteligência utilitária", disse Carr no release que acompanha a pesquisa. "O preço de ficarmos pulando de pedaço em pedaço de informação é a perda de profundidade de nossa reflexão".

Já o fundador do Craiglist, Craig Newmark, afirmou, que "as pessoas já usam o Google como adjunto de sua própria memória".

"Por exemplo, eu acho que estou certo sobre alguma coisa, e preciso de fatos para sustentar isso e o Google me ajuda com isso", disse ele.

A pesquisa também mostra que 42 por cento dos especialistas acreditam que a atividade online anônima será "drasticamente reduzida" até 2020, graças a melhores sistemas de segurança e de identificação, ao passo que 55% crêem que ainda será razoavelmente fácil navegar pela internet em anonimato daqui a dez anos.





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/

quarta-feira, fevereiro 24, 2010

Ferramentas online gratuitas ajudam a treinar o inglês


Treinar o ouvido é uma das tarefas mais difíceis para quem está tentando aprender inglês. Isso porque estamos constantemente frente a textos escritos em inglês, mas a compreensão da sonoridade do idioma só é colocada à prova poucas vezes. Assistir a filmes e seriados seria um bom treino de ouvido, não fosse o costume de ler as legendas. Os DVDs ajudam a driblar este obstáculo, mas não são as únicas ferramentas. Na web se encontram sites que podem ajudar a aperfeiçoar o idioma.
O americano USS Speller (www.usspeller.com) provavelmente foi criado para crianças e estudantes cujo inglês seja o idioma natal. Contudo, é uma ferramenta útil para quem quer treinar o inglês, independente do nível de conhecimento.

O site apresenta listas de palavras, que são pronunciadas uma vez. Na tela, uma frase com tracinhos é mostrada. Cada tracinho representa uma letra da palavra pronunciada. Escreva e pressione Try It para ver seu acerto. As listas vão do nível mais básico (Kindergaten) até o avançado (Advanced).

Serviços de conversão de texto para fala, como o site "ImTranslator" (text-tospeech.imtranslator.net), podem ajudar a compreender a pronúncia. Insira um texto em inglês (disponível aos montes pela internet) e peça para que o serviço gere o áudio. Você define, inclusive, a velocidade da fala e acompanha o texto que vai sendo marcado em vermelho conforme o robô pronuncia.

Existe também uma alternativa paga a este serviço: o "SpokenText" (www.spokentext.net), que possui uma versão de demonstração gratuita, mas cobra uma anuidade entre US$ 30 e US$ 90 de seus membros.

O site "Travlang" (www.travlang.com) se dedica a ajudar viajantes a aprender o básico de um idioma. Indique o idioma que você fala, o idioma falado no lugar que você pretende visitar e receba uma listagem de palavras básicas, números, frases para compras, viagem, direções, lugares, horas e datas. Cada tradução é um link para um arquivo de áudio .au, que pode ser baixado e ouvido.

Os audiolivros em inglês também podem ser aliados importantes no aprendizado. O site "Podiobooks" (www.podiobooks.com) apresenta livros narrados que funcionam de modo semelhante a podcasts. Os livros são disponibilizados ou por capítulos ou completos, na licença Creative Commons.

Há ainda o site "Listen To A Movie" (power.listentoamovie.com). Ele foi criado com o intuito de entreter pessoas que trabalham em escritório e querem se divertir com algum filme, mas também serve para quem quer treinar o ouvido. O que o site faz é remover a faixa de áudio de diversos filmes e apresentá-las separadamente, em forma de streaming.

Por fim, alguns serviços web 2.0 são uma mão na roda para se habituar às diferenças de sotaque entre regiões. É o caso do site Forvo (pt.forvo.com), que pede a seus usuários que pronunciem os mais diferentes idiomas. Até o momento, são mais de 63,7 mil palavras em inglês, uma base em crescimento exponencial graças ao número de membros que inserem novas palavras para pronunciar e se voluntaria na hora de falar.





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/

Terra lança solução para manter crianças protegidas na web


O Terra está lançando o Terra Família Protegida, um serviço desenvolvido em parceria com a empresa de segurança McAfee, com o objetivo de monitorar as atividades de crianças e adolescentes na internet e, assim, ajudar os pais a educar seus filhos sobre a maneira correta de aproveitar os benefícios da rede nos momentos online.

Simples de usar, a solução permite que os pais digam "sim" para as atividades de seus filhos na internet ajudando-os a definir e gerenciar o tempo de utilização da web pelos pequenos. A ferramenta permite gerar e armazenar relatórios de mensagens instantâneas, gravando e monitorando caso haja diálogos impróprios ou estranhos estajam abordado a criança.

Os pais também podem acompanhar as atividades dos filhos em redes sociais, sendo informados de recados postados e recebidos. O Terra Família Protegida bloqueia até 35 categorias de sites ofensivos, além de filtrar diversos tipos de conteúdos. A exposição dos internautas menores a conteúdo inadequado pode ser evitada, ainda, com a tecnologia exclusive de filtro do YouTube.

Se os filhos tentam acessar algum site inapropriado ou realizar alguma atividade considerada perigosa, os pais recebem notificações em tempo real. Cada filho pode ter seu perfil próprio criado pelos pais, e estes perfis podem ser atualizados a distância, bastando acessar o site do serviço para modificar os perfis.

Sobre o Terra Brasil
O Terra Brasil (www.terra.com.br) é uma empresa de internet e mídia digital com audiência de 40 milhões de visitantes únicos por mês. Reúne em um só lugar conteúdo multimídia, gratuito e exclusivo, com notícias do Brasil e do mundo em tempo real. No Terra TV o internauta encontra um acervo de 280 mil vídeos, que incluem grandes coberturas e transmissões esportivas inéditas, além de séries consagradas como Lost e Grey's Anatomy, filmes e desenhos animados de sucesso. Desde de fevereiro de 2009, o portal é o primeiro a oferecer conteúdo no formato catch up, no qual o internauta tem acesso aos episódios de seriados da Disney logo após sua estréia na TV por assinatura.

Terra Brasil é parte do Terra América Latina, que comemora 10 anos em 2009. Presente em 18 países, incluindo Estados Unidos, o Terra América Latina é a empresa de internet líder na região, com faturamento de US$ 500 milhões e portais na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Estados Unidos, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br

Britânicos mostram mão robótica para desarmar bombas


Uma mão robótica, desenvolvida para ajudar as esquipes militares que desarmam bombas, foi apresentada hoje em Oxford, na Inglaterra. As informações são da Agência France Presse.

Rich Walker, da Shadow Robot Company, apresentou o dispositivo no Centro de Pesquisas para a Defesa.

Pequenas e médias empresas têm recebido contratos de pesquisa para trabalhos em ciência, estudo e inovação para o Ministério da Defesa britânico.

O objetivo dos trabalhos é desenvolver tecnologia para dar suporte às operações militares no Afeganistão.





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br

Jargão de computadores confunde usuários e afeta segurança

O jargão dos computadores, uma cultura burocrática e publicidade pouco imaginativa estão desencorajando os usuários de internet de aprenderem como se proteger online.
Diante de termos confusos, muitos dos quase dois bilhões de usuários mundiais de Internet concluem que a segurança é assunto para "especialistas" e não assumem a responsabilidade por manter a segurança de seu trechinho pessoal de ciberespaço ¿ um erro que pode custar muito caro.

Foi essa a mensagem de especialistas em computação que se reuniram esta semana a fim de descobrir como proteger os usuários de computadores contra o crescente problema dos roubos, fraudes, vandalismos, abusos e espionagem online.

"O uso criminoso e malévolo do ciberespaço é espantoso em seu escopo e inovação, hoje", disse o presidente da Dell Services, Peter Altabef.

Um problema é que os "geeks" da computação empregam jargão para ocultar seu trabalho sob uma capa de erudição, o que resulta em falta de clareza em quase tudo, de manuais de instrução a sistemas criados para treinamento profissional, disseram os especialistas.

"Se você não desmistificar a segurança, as pessoas se sentem ansiosas quanto a ela e não querem cuidar do assunto", disse ex-secretário da Segurança Interna dos Estados Unidos Michael Chertoff à Reuters durante um encontro sobre segurança no EastWest Institute, em Bruxelas.

"Existem certas pessoas na profissão que em alguma medida apreciam a mitificação daquilo que fazem, sua impenetrabilidade. É quase como se tivessem uma sensação de superioridade", acrescentou.

Médicos e advogados também costumavam desfrutar de "um senso de conhecimento especial, mitificado", disse Chertoff. "Mas quando as pessoas adquirem o poder de compreender o que está havendo, os médicos podem trabalhar melhor. O mesmo vale para a segurança da computação. A tarefa seria tornar a arquitetura mais fácil de usar, e ensinar melhor as pessoas".

O setor progrediu na educação dos usuários, mas resta uma tarefa séria e urgente a realizar, diante das crescentes ameaças criminais e da chegada iminente de bilhões de novos usuários à Internet.





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br

Relatório: 75% das empresas sofreram ciberataques em 2009

Uma pesquisa realizada por uma empresa especialista em segurança na internet indica que 75% das empresas no mundo todo sofreram algum tipo de ciberataque em 2009, o que gerou gastos em média de US$ 2 milhões por empresa.
O relatório anual da Symantec, chamado "2010 State of the Enterprise Security" (Estado da Segurança das Empresas, 2010, em tradução livre), pesquisou 2,1 mil empresas em 27 países durante o mês de janeiro, entre elas, 73 empresas no Brasil.

A pesquisa indicou que 42% das organizações consideram que estes ataques virtuais são a principal ameaça que enfrentam, acima até das atividades criminosas tradicionais (17%) ou desastres naturais (14%).

Estas empresas afirmam que está difícil garantir a segurança contra ataques cibernéticos devido à falta de funcionários, já que muitos cargos foram cortados durante a crise econômica mundial. "Proteção da informação, atualmente, é mais desafiante do que nunca", afirmou Francis deSouza, vice-presidente do setor de segurança de empresas da Symantec.

"Ao estabelecer um plano para proteger sua infraestrutura e informações, aplicar políticas de tecnologia e gerenciar sistemas de forma mais eficiente, as companhias poderão aumentar a competitividade", acrescentou deSouza.

Aumento
Outro problema apontado pelas empresas pesquisadas é o aumento no uso da conectividade, com funcionários baixando dados corporativos para dispositivos privados.

Entre as empresas pesquisadas pela Symantec, 29% também relataram um aumento nos ciberataques nos últimos 12 meses. Todas as empresas que sofreram ataques registraram perdas devido ao problema em 2009.

As perdas mais frequentes foram por roubo de propriedade intelectual, roubo de informações de cartões de créditos de clientes ou outras informações financeiras, e roubo de informações pessoais de clientes que podem ser identificadas pessoalmente.

Entre as recomendações feitas pela Symantec para o aumento da segurança virtual das empresas é a proteção da infraestrutura (ambiente de rede, mensagens), proteção da informação da empresa e o desenvolvimento e aplicação de novas políticas de tecnologia nas empresas.




Fonte: http://tecnologia.terra.com.br

Hacker desenvolve método para burlar chip mais seguro

O especialista em segurança Christopher Tarnovsky, que já trabalhou para o exército americano, demonstrou durante a última Black Hat Security Conference (conferencia de especialistas em segurança e invasão) ser possível hackear o até então inviolável chip TPM (Trusted Platform Module). Esse dispositivo é considerado o mais seguro chip de criptografia de dados da atualidade.
Presente em mais de 100 milhões de aparelhos, incluindo servidores, smart phones e notebooks, o chip cria uma camada de criptografia baseada em hardware, que portanto não pode ser burlada por qualquer invasor remoto, que tem à sua disposição apenas o software da máquina. O TPM garante, além da criptografia dos arquivos do usuário, a segurança dos próprios sistemas operacionais e inúmeros softwares e até o reforço das senhas. Por essa razão, é utilizado por grandes corporações para garantir a segurança de seus dados mais sigilosos.

Segundo o site ABC News, a tática desenvolvida por Tarnovsky força os computadores a liberarem o acesso a documentos e sistemas de arquivos criptografados por hardware com o TPM, até então considerados seguros e invioláveis. Isso pode caracterizar uma ameaça futura à segurança de informações militares e grandes atividades comerciais. "Confiamos nossos segredos a esses chips, porém, eles não estão tão seguros assim", afirma o próprio especialista.

O ataque executado por Tarnovsky todavia não é um processo dos mais simples. É necessário, por exemplo, ter acesso físico ao computador. Para conseguir hackear o chip é necessário retirá-lo de seu invólucro, colocá-lo em ácido para dissolver a camada que envolve seu núcleo, e ainda burlar as travas de segurança relacionadas ao firmware, que podem desativá-lo caso a invasão seja detectada. Um vídeo no site da revista Wired, disponível pelo atalho tinyurl.com/scacid, mostra a técnica desenvolvida por Tarnovsky em Smart Cards. A mesma técnica usada para burlar os Smart Cards foi aperfeiçoada para os chips TPM.

De acordo com o site The H Security, Tarnovsky ainda afirma que para realizar tal feito, é necessário um laboratório especialmente equipado e avaliado em cerca de U$ 200 mil ¿ fora do alcance do hacker de fim de semana, mas dentro do orçamento de organizações criminosas e governos hostis.

A Infineon, empresa que fabrica o modelo do chip hackeado pelo especialista, afirmou já ter conhecimento de que esse tipo de procedimento seria possível, porém, descarta a possibilidade de isso afetar um grande número de usuários, uma vez que para se realizar tal feito, é necessário ter conhecimentos muitos específicos, além de um nível muito alto de habilidades que podem ir de engenharia social a processos químicos. A dificuldade maior, entretanto, é a necessidade de acesso físico à máquina: em caso de ataque a alvos governamentais ou de grandes empresas, a ação seria digna de filmes de espionagem.


terça-feira, fevereiro 23, 2010

Dica: veja novas utilidades para o seu protetor de tela


Quando o protetor de tela, ou "screensaver", foi criado, no início da década de 80, sua função primária era enviar imagens aleatórias ou escurecer o monitor em momentos de inatividade, evitando que os antigos monitores de tubo (CRT) ficassem marcados pelas imagens estáticas.Com a popularização dos monitores de LCD, estes utilitários perderam sua utilidade prática e passaram a ser utilizados apenas como enfeite.
Entretanto, ainda que a necessidade de um protetor de tela não exista mais, alguns programadores embutiram em protetores mais modernos diversas funcionalidades. Confira algumas soluções para evitar que, enquanto inativo, seu computador fique com uma imagem estática ou sem utilidade al guma.

Wikipedia Screensaver
Os fãs da enciclopédia virtual Wikipedia vão gostar deste protetor de tela. É verdade que ele não é tão bonito, mas é uma boa ter informações sendo jogadas no monitor enquanto ele está fora de uso.

O que este screensaver faz, na realidade, é sortear aleatoriamente um verbete da edição inglesa da Wikipedia e mostrar em tela cheia enquanto o computador estiver inativo. Em suas configurações não é possível mudar a fonte (o que possibilitaria pegar, por exemplo, os dados da edição em português do serviço), mas você poderá diminuir ou aumentar o tempo de atualização.

O protetor de tela não se desabilita com o mouse, todavia pode ser fechado com a tecla ESC. No Windows 7 travou o Explorer algumas vezes.

Onde baixar: www.rectanglered.com/screensaver.php

Protetores de tela Digg
O portal Digg, popular por permitir que seus usuários cadastrem notícias interessantes e votem nas que julgarem dignas da primeira página, também oferece protetores de tela aos seus usuários.

São quatro belos protetores (Stack, Swarm, BigSpy e Arc), dentre os quais destacamos o BigSpy, que mostra as manchetes cadastradas no serviço com fontes de tamanho variado, dependendo da popularidade do assunto entre os usuários do portal.

O protetor de tela não é desabilitado no mouse, e sim na tecla ESC. O mouse permite pausar o fluxo de informações ou clicar em qualquer manchete para que ela seja aberta em segundo plano no navegador.

Onde baixar: http://labs.digg.com

Virtual Teacher
O Virtual Teacher é um protetor de telas para quem quer aprender outro idioma. Enquanto está ativo, mostra sobre uma paisagem de fundo um verbete e sua tradução para outro idioma.

Possui dois problemas básicos: entre seus dicionários instaláveis não está um de português. Outro problema é que a versão gratuita está disponível por apenas 30 dias de teste. Depois deste período é preciso registrar o screensaver por US$ 20.

Sua interface também não é das mais belas, mas a aplicação é uma das mais úteis que encontramos por aí, dando sopa na internet.

Onde baixar: http://vteacher.net

Site que conecta pessoas aleatoriamente vira mania na web


Um site em que os internautas podem se conectar aleatoriamente com outras pessoas através de suas webcams ganha milhares de adeptos ao redor do mundo. Em horários de pico, ele chega a reunir mais de 35 mil usuários.
Nesse novo serviço chamado Chatroulette, criado em novembro do ano passado, o usuário clica no botão "Play" e imediatamente se depara com um completo estranho na tela de seu computador. Se o internauta não gostar do interlocutor, basta clicar em "Next" para trocar aleatoriamente de parceiro virtual.

O objetivo do site já está implícito em seu nome. Chatroulette seria algo como uma roleta de conversas virtuais. Diante de estranhos, os internautas estão criando os mais variados usos para o site.

Relatos dão conta de que um rapaz da Suécia estaria desenhando rapidamente as pessoas com quem se depara no portal. Um outro usuário estaria compondo músicas a partir de temas sugeridos pelos estranhos que encontra no Chatroulette. Um americano teria o hábito de tentar prever o futuro das pessoas lendo suas mãos.

Como era de se esperar, há também os que preferem usos pornográficos ou agressivos para o serviço.

Como não há controle sobre quem usa o site (não é necessário qualquer tipo de cadastro), nem sobre o que as pessoas fazem durante os chats, o Chatroulette é visto por muitos como um campo perfeito para pedófilos e criminosos virtuais.

Adeptos
O criador do serviço, o russo Andrey Ternovskiy, de apenas 17 anos, defende a utilidade de sua invenção.

"Eu acho bacana que um conceito tão simples possa ser útil para tanta gente, apesar de algumas pessoas estarem usando o site de maneiras não muito legais. (...) Para mim, é simplesmente fantástico", disse em entrevista ao jornal New York Times.

Quando foi lançado, em novembro do ano passado, o serviço tinha apenas dez usuários, todos amigos de Ternovskiy.

"Eu sempre gostei de conversar com amigos no Skype usando um microfone e uma câmera. Mas a gente se cansou de conversar uns com os outros. Então, eu decidi criar um pequeno serviço em que nós pudéssemos nos conectar aleatoriamente com outras pessoas", explicou.

Desde então, a ideia ganhou uma multidão de adeptos. Em dezembro, a média de usuários conectados simultaneamente era de 300. No começo de fevereiro já eram 10 mil. Hoje, depois que a imprensa americana e européia noticiou o tema, os números saltaram para mais de 35 mil em horários de pico.

Segundo Ternovskyi, que começou a lidar com programação de sistemas por influência do pai aos 11 anos, conforme o número de internautas do Chatroulette aumentava, ele era forçado a reescrever o código do programa para que sustentasse o novo movimento. Agora, o serviço é mantido em sete servidores na Alemanha.

Experiência "fantástica"
Conversando com um repórter da BBC Brasil pelo Chatroulette, um chinês de 22 anos se identificou como Dan e contou que descobriu o site há duas semanas. Desde então, o frequenta diariamente para fazer amizades.

Ele admite, porém, que o máximo que conseguiu até agora foram amigos "momentâneos", já que não pegou o contato de ninguém para poder retomar a conversa depois que o botão "Next" foi apertado.

Tom, um engenheiro americano, havia acabado de conhecer o Chatroulette quando conversou com a BBC Brasil. "Por enquanto não estou gostando muito não. Você é a primeira pessoa com quem converso de verdade. Talvez por ser um homem mais velho, tenho 34 anos, a maioria dos usuários aperta o "Next" em menos de dois segundos quando se depara comigo", relatou.

O repórter Sam Anderson da New York Magazine estimou que "a idade média do Chatroulette parece girar em torno dos 20 anos e os homens superam as mulheres provavelmente numa proporção de 20 contra um".

A americana Jane, uma estudante de 16 anos, foi a única mulher com quem a BBC Brasil conseguiu conversar pelo Chatoroulette. Ela disse que entrou pela primeira vez no serviço por indicação de uma amiga e acabou fascinada pela experiência.

"É fantástico conversar com gente desconhecida de todo canto do mundo", disse. Segundo a adolescente, seus pais não sabem que ela utiliza esse tipo de serviço. "Se soubessem que um em cada dez caras que aparecem na minha frente está pelado se masturbando, não gostariam nada", admite.

Pornografia e violência
A página do Chatroulette informa que o serviço "não tolera a transmissão de material obsceno, ofensivo e pornográfico". Além disso, oferece aos usuários a opção de reportar conteúdo inapropriado.

Na prática, porém, não parece haver controle algum. Não é preciso fazer qualquer cadastro para acessar o serviço.

Apesar de dizer que é proibido para menores de 16 anos, qualquer um pode clicar em "Play" e usar o site. Nesse cenário, o Chatroulette também começa a ser a apontado como o ambiente perfeito para pedófilos e propagadores de mensagens violentas.

O Ceop (Centro de Exploração de Crianças & Proteção Online, na sigla em inglês), uma organização britânica de combate a crimes na internet, informou que vem recebendo nas últimas semanas algumas notificações a respeito do Chatroulette, mas ainda não estudou o site para saber se alguma providência será tomada.

Hannah Bickers, porta-voz do Ceop, diz que o centro tem duas recomendações essenciais para o uso da internet: nunca divulgue dados pessoais nem converse com estranhos. Mas essa segunda regra não pode ser aplicada ao Chatroulette, já que falar com estranhos é a essência do serviço.

Bickers acrescenta que os pais devem acompanhar o que seus filhos fazem na internet. "Peça a eles que te ensinem a usar os aplicativos que você nunca usou, como as redes sociais ou os sites de conversas virtuais", recomenda. Colocar o computador em um lugar visível também é uma dica aos pais.





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/

Twitter chega à marca de 50 milhões de mensagens por dia


O Twitter já registra a troca de 50 milhões de mensagens por dia, de acordo com dados oficiais divulgados pelo microblog. Em 2007, esse número era de apenas 5 mil tweets/dia.

O número de 50 milhões de mensagens exclui spam enviado pela rede, de acordo com o Twitter. Na prática, esse número significa uma média de 600 tweets enviados por segundo. Se em 2007 eram 5 mil tweets/dia, em 2008 esse valor pulou para 300 mil e para 2,5 milhões no começo de 2009.

Segundo o microblog, só em 2009 o número de mensagens trocadas cresceu 1.400%, chegando a 35 milhões por dia, e agora atingindo a marca de 50 milhões.

O Twitter diz que esse é só um dos meios de medir o crescimento do serviço em todo o mundo ¿ sem contar buscas "e outras maneiras nessa rede de informações. O número de Tweets por dia é só um número para pensar", escreveu Kevin Well, da equipe de análise de dados, no blog oficial da companhia.





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br

Mais imagens do Windows Live Messenger 2010 caem na rede


Desde dezembro de 2009, o Windows Live Messenger ¿ comunicador instantâneo mais usado do mundo ¿ vem causando burburinho entre os usuários a respeito de uma nova versão do mensageiro. Agora, em fevereiro de 2010, novas imagens surgiram na internet e o boato do Windows Live Messenger continua mais vivo do que nunca

Pela terceira vez em dois meses, supostas imagens do novo comunicador da Microsoft são divulgadas. E as novidades são quentes.
Desde dezembro de 2009, o Windows Live Messenger — comunicador instantâneo mais usado do mundo — vem causando burburinho entre os usuários a respeito de uma nova versão do mensageiro.

Primeiro foi o site Neowin que divulgou imagens da suposta, que teriam sido enviadas por um informante anônimo. O site jura que as screenshots são verdadeiras e, a julgar por elas, o novo Messenger chegaria repleto de novidades, entre elas janela de contatos ampliada, atualizações de redes sociais como Facebook e Twitter diretamente da janela do comunicador e sistema de abas.

Em janeiro de 2010, outras imagens foram divulgadas, dessa vez pelo blog chinês LiveSino. As melhorias continuavam a surgir: sistema de abas, integração com o Twitter, envio de álbuns de fotos, reposicionamento do botão de Winks e estilo visual “à la” Windows 7.

Agora, em fevereiro de 2010, novas imagens surgiram e o boato do Windows Live Messenger continua mais vivo do que nunca. Agora quem divulga as imagens é o site cnBeta.com com a ajuda do LiveSide também.

As imagens variam desde a tela “Sobre o Windows Live Messenger” em chinês, em que se pode observar Windows Live Messenger Beta 15.3... (a continuação do número está borrada).




Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/

Microsoft oferecerá outros navegadores além do IE na Europa


Após uma investigação da Comissão Européia sobre a preponderância do uso do Internet Explorer, em comparação com outros navegadores, a Microsoft sugeriu que os usuários de Windows fossem questionados sobre qual navegador gostariam de utilizar. E a partir da próxima semana uma tela que destaca "a importante escolha" de um navegador aparecerá para os usuários do Windows em sua versão europeia.

Denominada de "Browser Ballot" (escolha de navegador, em tradução livre), a tela, que será disponibilizada após uma atualização do Windows, apresentará os cinco navegadores mais populares - Chrome, Firefox, Safari, Internet Explorer 8 e Opera - em ordem aleatória, informa o site The Next Web. É interessante salientar que a escolha se dará não só nos Windows ainda por instalar mas também nos já instalados, dando opção de escolha a virtualmente todos os usuários europeus.

Em princípio, de acordo com o site The Register, o Browser Ballot será disponibilizado para os usuários que fazem uso do Internet Explorer como navegador padrão no Reino Unido, França e Bélgica. Outros países europeus terão acesso à tela de escolha de navegador a partir de março.

Dessa forma, milhões de usuários serão questionados sobre qual navegador gostariam de utilizar, o que é uma grande vantagem para outras empresas, como a Mozilla ou o Google, que não possuem o navegador embutido na instalação do sistema operacional, destaca o site da BBC Britânica.


Câmera digital com lentes intercambiáveis é mostrada nos EUA


A PMA 2010, evento que reúne fabricantes de equipamentos e fotógrafos do mundo todo, começou ontem em Anaheim (Califórnia) com modelos de câmeras um tanto diferentes demonstrados pela Sony: a companhia japonesa levou protótipos de câmeras compactas que trocam de lente e que não têm previsão de lançamento. Além disso, a Sony mostrou sua câmera à prova d¿água, anunciada na última semana.

A Sony deu poucos detalhes sobre suas câmeras conceito. Em sua definição oficial, é o "modelo conceitual de uma câmera digital com lentes intercambiáveis com a qualidade de uma câmera DSLR em um corpo extraordinariamente pequeno, junto com suas lentes".
Esses protótipos usam um sensor de imagem Exmor APS HD CMOS, também capaz de registrar vídeos em alta definição. Segundo a fabricante, essa câmera conceitual pode vir um dia a fazer parte da família Alpha da Sony.
Além da câmera, a Sony demonstra uma lente supertelescópica (500 mm F4) e uma grande-angular (24 MM F2) feita pela Carl Zeiss. A PMA acaba amanhã.







Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/

segunda-feira, fevereiro 22, 2010

Apple bane aplicativos sensuais de sua loja


A Apple começou a apertar o cerco contra aplicativos com temas sensuais ou sugestivos em sua loja virtual, a App Store.


De acordo com Tech Crunch, a empresa retirou diversos programas do catálogo sem explicações claras aos desenvolvedores.
Um dos exemplos é o Wobble iBoobs. O aplicativo permite que o usuário selecione uma foto qualquer, não necessariamente de uma mulher, e marque pontos específicos na imagem. Esses pontos podem ser deformados quando o usuário toca a tela do telefone, como se estivessem balançando.


Segundo o site, a Apple enviou um e-mail ao desenvolvedor explicando vagamente a decisão. “Sua aplicação, Wobble IBoobs, possui conteúdo que achamos inicialmente ser próprio para distribuição. No entanto, recebemos recentemente inúmeras reclamações sobre esse tipo conteúdo e mudamos as regras de aceitação de forma apropriada”, informou a mensagem.


A assessoria da empresa apenas afirmou que ao receber as reclamações, os aplicativos citados passam por uma nova avaliação. Se considerados inapropriados, são tirados do ar até que o desenvolvedor faça as alterações necessárias.


A Cnet apontou que programas criados pela desenvolvedora Grind House também foram excluídos da loja, como o da atriz Sunny Leone. Eles trazem informações sobre estrelas do cinema pornô americano, mas sem nudez. Entre o conteúdo, estão fotos de biquíni, post em blogs pessoais e vídeos.


Atualmente, a Apple não tem um filtro específico para esse tipo de conteúdo, o que impede a fiscalização de material acessado por crianças em seus iPods e iPhones.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Receitanet está disponível para contribuinte


A Receita Federal liberou o acesso ao programa de transferência da declaração de Imposto de Renda, o Receitanet, no último sábado.


Apesar da ferramenta chegar antes do início de prazo de entrega das declarações, os usuários só poderão fazer a transmissão dos dados após o dia 1º de março.
Antes disso, o sistema não deve aceitar as informações. Além disso, o IRPF 2010, programa responsável gerar a declaração, ainda não foi disponibilizado pela Receita. A previsão é de que ele seja publicado no site na próxima semana.


Todas as pessoas físicas que receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 17.215,08 em 2009 são obrigadas a declarar, assim como os que receberam rendimentos isentos não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte com soma maior a R$ 40 mil.


Quem obteve ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeitos à incidência do imposto ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas também devem declarar, assim como contribuintes que se tornaram residente no Brasil em 2009.


Além de fazer a transferência pela internet, o contribuinte também pode salvar os dados em disquetes e entregá-los nas agências do Banco do Brasil ou da Caixa Econômica. O site da Receita Federal geralmente disponibiliza três versões do programa para os principais sistemas operacionais, como Windows, Mac e Linux.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Endeavour deixa a estação espacial


A nave Endeavour deixou a Estação Espacial Internacional na última sexta após a instalação de um novo módulo habitacional e um deck de observação.


As duas partes completam o segmento americano do complexo de laboratórios que está em construção a mais de 11 anos.
Segundo a NASA, antes de se afastar, a nave fez diversas fotos da estação para documentar o estado atual do equipamento.


“Vocês aí embaixo parecem maravilhosos, com o oceano e as nuvens de fundo”, brincou Jeffrey Willians, comandante da estação, ao falar com a tripulação da Endeavour.


O pouso deve acontecer durante a madrugada de domingo para segunda. A NASA informou que chuvas devem atingir a região da base Edwards, na Califórnia, durante todo o procedimento.




Fonte: http://info.abril.com.br/

domingo, fevereiro 21, 2010

Web móvel: em busca de aplicativos que falem a mesma língua

No mundo dos aplicativos de telefonia móvel, Apple, Google, Nokia e seus concorrentes parecem ter em comum apenas as diferenças que os separam. A maioria do software para comunicação móvel só opera em um tipo de aparelho ou nos celulares de uma operadora. Um aplicativo do iPhone não funciona em celular da Nokia, e tampouco funcionaria com o sistema operacional para celulares Android, do Google, ou com o novo Windows Phone, da Microsoft.
A situação do mercado, dizem os especialistas, é uma cacofonia de software incompatível que ameaça retardar o crescimento da internet móvel. As empresas desse ramo que estão comparecendo ao Mobile World Congress, congresso de telefonia móvel que se realiza esta semana em Barcelona, vêm realizando sessões para instruir os programadores de software quanto às idiossincrasias de criar programas para seus aparelhos.
"Todos os sistemas são fechados", disse Michael O'Hara, vice-presidente de marketing da GSM Association, organização setorial sediada em Londres que promove o evento em Barcelona. "Estamos criando ilhas de aplicativos incapazes de se comunicarem umas com as outras, no mercado".
A forma atual de concorrência é semelhante à encontrada nos dias iniciais da computação pessoal, quando um programa criado para, por exemplo, um Commodore 64 não funcionava em uma máquina da Texas Instruments.
A Microsoft terminou por dominar o mercado de sistemas operacionais para computadores pessoais, e isso levou legiões de programadores a desenvolver software para máquinas acionadas pelo Windows. Mas os sistemas operacionais perderam importância nos computadores, em anos recentes, já que boa parte das tarefas de computação foi transferida à internet, construída em torno de padrões abertos.
No mundo da comunicação móvel, o mercado de sistemas operacionais é fragmentado e a web móvel ainda não está desenvolvida o bastante para oferecer muitas das coisas que as pessoas desejam de seus aparelhos móveis. Enquanto isso, o iPhone e a loja App Store, da Apple, transformaram o ramo antes obscuro da comunicação móvel em um mercado lucrativo, o que estimulou outras empresas a imitar aquele modelo.
No ano passado, foram vendidos US$ 4,2 bilhões em aplicativos para celulares, quase todos para o iPhone, de acordo com números do grupo de pesquisa Gartner. Depois de dividir os proventos com os programadores, a estimativa é de que a Apple tenha embolsado cerca de US$ 1 bilhão em 2009. Com as expectativas de alta de 62% nas vendas de aplicativos móveis este ano, para US$ 6,8 bilhões, ainda de acordo com o Gartner, os rivais da Apple estão batalhando por uma fatia do mercado.
A Nokia, maior fabricante mundial de celulares, anunciou que os consumidores estavam baixando mais de um milhão de aplicativos diários de seu serviço Ovi. Google, Samsung, LG e Research In Motion, fabricante do BlackBerry, reportaram forte tráfego em suas lojas de aplicativos.

Skype fecha primeiro grande acordo com operadora celular

O grupo de telefonia via internet Skype fez sua primeira grande incursão no setor de telefonia móvel, por meio de um acordo com a maior operadora norte-americana do segmento, a Verizon Wireless.
Os telefonemas gratuitos via computador do Skype se tornaram um fenômeno na internet desde que a companhia foi criada, em 2002, e ela conta com cerca de 520 milhões de usuários registrados em todo o mundo.
Até o momento, porém, a Skype havia conquistado pouco espaço no setor de telefonia móvel, com a única operadora a adotar a tecnologia da empresa sendo a britânica 3, porque a maioria das operadoras do setor a viam como risco para seu negócio central, a telefonia de voz.
"A união entre Verizon e Skype é como se Tom e Jerry fizessem as pazes", disse um importante executivo do setor de telecomunicações, que pediu que seu nome não fosse revelado.
Embora operadoras de telefonia como a AT&T tolerem o uso de aplicativos Skype por seus clientes em celulares, a Verizon Wireless é a primeira operadora de telefonia móvel dos EUA a promover ativamente o serviço, que funcionará em aparelhos como o BlackBerry, da Research in Motion.
"É um momento histórico", disse Josh Silverman, presidente-executivo da Skype, em entrevista à Reuters. "Sentimos uma verdadeira mudança no pensamento das operadoras. A atitude de algumas delas está mudando rapidamente", afirmou Silverman.
A Verizon anunciou que o novo acordo tem por objetivo conquistar novos clientes.
"Existem 200 milhões de norte-americanos que não utilizam os nossos serviços, e isso nos deixa malucos. Acreditamos que ao oferecermos esse aplicativo, atrairemos todo um novo grupo de usuários", disse John Stratton, vice-presidente de marketing da Verizon Wireless, à Reuters.
"Até quando divulgamos essa entrevista coletiva conjunta, os comentários que surgiram nos blogs eram do tipo 'só no dia de São Nunca'", acrescentou.
Os clientes da Verizon com planos de dados poderão usar o serviço de telefonia via Internet da Skype em nove modelos de celulares inteligentes, a partir do mês que vem, anunciaram Verizon Wireless e Skype durante a Mobile World Congress, em Barcelona.

sábado, fevereiro 20, 2010

Samsung mostra seu primeiro celular com plataforma Bada

A Samsung anunciou durante o Mobile World Congress o Wave, seu primeiro smartphone com a plataforma Bada, desenvolvida pela fabricante coreana para concorrer com outros sistemas operacionais para celular, como iPhone, Android e Symbian.
As especificações técnicas do Wave incluem conectividade 3G, Wi-Fi e Bluetooth, tela sensível ao toque de 3,3 polegadas, processador de 1 GHz, A-GPS, câmera de 5 megapixels com vídeo em alta definição (720p).
Seu software inclui a interface TouchWiz 3.0, tecnologia mDNIe para conexão a televisores da Samsung e uma central de comunicação chamada Social Hub, que concentra e-mail, mensagens instantâneas e acesso a redes sociais. Além disso, o Wave reproduz vídeos no padrão DivX/Xvid.
O aparelho será lançado mundialmente em abril. A Samsung não informou o preço sugerido do Wave.