domingo, janeiro 31, 2010

TV de LED da Samsung é coisa fina


A UN55B8000 tem taxa de atualização de 240 Hz e preço de outro mundo

Não importa se o papo é tamanho, espessura (meros 3 centímetros) ou qualidade das imagens. Em todos esses aspectos a tela de 55 polegadas de LCD com retroiluminação por LED de 240 Hz da Luxia LED TV UN55B8000, da Samsung, consegue ser imponente. O leque de recursos do modelo também é fora de série. A UN55B8000 se conecta à rede por cabo ou Wi-Fi e reproduz vídeos do YouTube e conteúdo dos PCs da casa. Tudo isso para quem estiver disposto a desembolsar o valor de um carro usado - 12.999 reais.

Nos testes do INFOLAB com Blu-ray, a TV exibiu imagens com maestria, e as cenas apresentaram ótimo nível de contraste. O aparelho é quase nota dez nos números miúdos, com 5.000.000:1 de contraste dinâmico, 240 Hz de taxa de atualização e brilho de 500 cd/m². O único valor que não é de cair o queixo são os 6 milissegundos de tempo de resposta, número mediano no mundo das TVs de alto padrão.

Além de todos os números, outra grande sacada da TV é ler um mar de formatos de vídeo. Em resolução normal, ela leu arquivos DivX, XviD, MPEG 1, 2 e 3 e VOB. Mas o show mesmo vem quando os arquivos em 1080p nos formatos MPEG-4, WMV e MOV vão para a telona. Dá até para rodar MKV. Mas, no INFOLAB, só foi possível abrir arquivos nesse formato vindo do pen drive. Pela rede Wi-Fi, a TV não reconheceu esse padrão. Ainda é possível acessar o YouTube e ler feeds de RSS.
Beleza de sobra


Por fora, a TV apresenta design impecável. São míseros 3 centímetros de espessura e o aspecto visual é de primeira, com uma sutil borda transparente, base de aço escovado e haste feita de acrílico maciço. A elegância aumenta ainda mais com o LED azul central na parte inferior que se acende quando ela é ligada. No INFOLAB, outra boa notícia foram os resultados no teste de consumo de energia. Apesar dos 220 watts de consumo nominal, a TV marcou 155 watts nos testes, medição feita no modo de imagem padrão do aparelho.

Como era de se esperar, a Luxia LED TV não deve nenhuma conexão. Além de contar com 4 entradas HDMI na parte traseira, o modelo tem conector Ethernet para rede cabeada e duas entradas USB na lateral. Uma delas é reservada para que se espete o adaptador para a rede Wi-Fi e a outra fica disponível para os pen drives recheados de vídeos. Os dois alto-falantes traseiros, com potência de 30 watts, têm bom som. Mesmo assim, é praticamente indispensável um bom home theater como parceiro dessa TV.

Na lista de recursos que você pode achar interessantes, mas que não usará mais de três vezes na vida, a TV traz, em sua memória interna, uma seção cheia de dicas para o dia-a-dia. Há um guia de condicionamento físico, textos em inglês para crianças, jogos e até receitas. No fim das contas, o único ponto digno de reclamação do modelo só poderia ser um. O preço de 12.999 reais, sem dúvida, impede a nova Luxia LED TV de entrar na casa de mais pessoas.


Software de voz do Nexus One censura palavrões


O sistema de reconhecimento vocal do software do Nexus One, o "PureAPhone", é certamente uma das principais características do aparelho da Google, porém, apresenta um problema: o smartphone censura automaticamente palavras reconhecidas como ofensivas, substituindo-as por caracteres "#".
O site americano The Huffington Post explica que a função serve para os usuários poderem "ditar" suas mensagens de texto, e-mails ou termos de busca, mas esta tecnologia fica bastante limitada com a censura.

O aparelho é tão "pudico" que censura até mesmo a letra "S" soletrada, que tem sonoridade semelhante à pronúncia da palavra "ass" ("bunda", em inglês), conta o site CNET. Esta é uma restrição bastante inconveniente ao "discurso livre", que acaba por dificultar a comunicação.

De acordo com o site TG Daily, um porta-voz da Google conta que o sistema "PureAPhone" do Nexus One filtra conteúdos potencialmente ofensivos ou inadequados para evitar situações constrangedoras, afirmando que o objetivo da empresa é gerar resultados que mostrem exatamente o que foi dito, e garante ainda que a equipe trabalha para aprimorar sua tecnologia e oferecer ao público o que ele precisa.

Ao que parece, o mantra "do no evil" ("não faça o mal", em tradução livre) da empresa está sendo levado muito a sério.




Fonte: http://tecnologia.terra.com.br

Campus Party: confira as atrações da área gratuita e aberta


Com ônibus gratuito que vai do Terminal Jabaquara até o evento e sem taxa de entrada, não há como deixar de visitar a área de exposições da Campus Party. São muitos estandes de empresas e sites promovendo o acesso ao que há de melhor no mundo da tecnologia. O espaço Expo é aberto ao público em geral das 10h às 21h. No domingo (31), último dia do evento, a área Expo e Lazer vai funcionar das 10h às 17h.
A Unicamp traz o "Jardim Robótico", flores robóticas iluminadas que seguem a luz. No "Sound Walk" o público é captado por sensores ao pisar em luzes coloridas no chão, produzindo música e sons variados.

Um corredor leva a todos os projetos independentes como o Probo, robô que reage e interpreta gestos ou o EMOTIV, dispositivo que quando colocado na cabeça permite ao usuário controlar objetos com a mente.

Também vale a pena ver o "Headbang Hero", jogo que dá pontos quanto mais o jogador chacoalhar a cabeça, e o "Wii Spray" para se divertir com o grafiti sem sujar nenhuma parede.

No estande da Caixa Federal, um dos maiores do evento, shows de mágica e música todos os dias e a oportunidade de ver a "Reactable", mesa digital que interage com cubos de plástico.

No estande da Telefônica, maior patrocinadora da Campus Party, é possivel experimentar a internet de 30Mbit/s, três vezes mais rápida que a disponibilizada para os campuseiros no espaço interno, e utilizar a rede sem fio do local.

Já o estande do Governo de São Paulo mostra o que é a realidade aumentada e oferece câmeras que funcionam com a tecnologia. Outros estandes dão brindes aos visitantes - como o do "Hot Pocket", que dá pizza àqueles que tentam jogar seu jogo ou o da Nokia, que distribui sorvete e refrigerante de hora em hora.

Outros jogos bacanas estão no estande da Intel e da Kingston. No primeiro, um jogo semelhante ao "Space Invaders" mistura o digital com o físico, já que para matar os alienígenas é preciso atirar bolas de borracha na tela, enquanto no outro uma projeção no chão dá a oportunidade de de jogar futebol virtual.

A Campus Party termina este domingo, dia 31, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo. A entreda na área de exposição é gratuita. Mais informações no site oficial do evento, em www.campusparty.com.br.



Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/

Passos poderão recarregar seu celular


Imagine um sapato feito de material capaz de transformam energia mecânica em eletricidade – um calçado que conseguiria recarregar, por exemplo, seu celular.


Este é o futuro imaginado por um grupo de pesquisadores da Universidade Princeton, nos Estados Unidos.
A nova tecnologia desenvolvida por eles é capaz de gerar energia a partir de movimento cotidiano, como caminhar e até mesmo respirar. Trata-se de um filme composto de nano fitas de cerâmica mergulhadas em folhas de borracha de silicone. As fitas são tão pequenas que 100 delas, enfileiradas lado a lado, cabem em um milímetro.


O material resultante gera energia quando flexionado e é altamente eficiente: sua taxa de conversão de energia mecânica em elétrica chega a 80%.


Além do exemplo do sapato, os pesquisadores acreditam que a tecnologia poderia ser útil para abastecer equipamentos médicos instalados no corpo, como marca-passos.


Os filmes, se colocados contra os pulmões, poderiam usar o movimento da respiração e eliminar a necessidade de cirurgias constantes para substituição das baterias. Outra vantagem é a de que o silicone é biocompatível, já foi usado em implantes cosméticos e aparelhos médicos, e não seria rejeitado pelo organismo.



Fonte: http://info.abril.com.br/

Firefox lança versão 1.0 mobile


A Mozilla lançou ontem a sua primeira versão do browser Firefox para celulares.


O navegador pode ser completamente integrado com o seu PC através de uma ferramenta chamada Weave Sync.
Com ela, você pode navegar no desktop e, quando mudar para o smartphone, encontrará tudo o que acessou à sua espera: as abas, histórico, favoritos e até mesmo as senhas.


Dessa forma, a empresa pretende facilitar a vida do usuário de internet em celulares: com as principais informações armazenadas, diminui a necessidade de se ficar digitando nos pequenos teclados dos smartphones.


O projeto está sendo lançado em parceria com o Nokia900, e o Flash ainda é experimental, mas pode ser ativado nas configurações.



Fonte: http://info.abril.com.br/

Samsung está otimista sobre demanda de TVs e chips em 2010

A Samsung Electronics espera que uma rápida recuperação na demanda por chips de memória de computador e TVs de tela plana impulsione seu crescimento este ano. Mas a empresa considera que a retirada das medidas de estímulos econômicos de governo representam um risco importante para as vendas.
A maior fabricante mundial de chips de memória e telas LCD afirmou que a alta no won pode também minar os lucros, apesar da maior parte dos analistas estar otimista sobre as perspectivas para a empresa que se tornou uma marca global em um intervalo de 10 anos.

As medidas de Pequim para apertar as condições monetárias elevaram os receios sobre uma potencial desaceleração da economia chinesa, afetando a perspectiva de demanda para países como a Coreia do Sul, que exporta certa de 25 por cento de seus produtos para a China.

Esses receios e os fracos resultados de empresas de tecnologia nos Estados Unidos na véspera pressionaram as ações da Samsung nesta sexta-feira, que caiu 3%, acumulando retração de 5% na semana. "Mas estou confiante sobre a Samsung este ano. Chips e LCD estão se saindo muito bem e a Samsung está trabalhando com smartphones, apesar de ser um pouco tarde para começar", afirmou Choi Jong-hyeok, gerente de fundos na Midas Assets Management.

Analistas esperam que o lucro líquido da maior empresa de tecnologia da Ásia em valor de mercado cresça 30%, para 13 trilhões de wons (11 bilhões de dólares), este ano, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

A empresa afirmou que está considerando aumentar seu investimento em chips de memória para suprir a demanda. O lucro consolidado da empresa no quarto trimestre subiu para 3,7 trilhões de wons, acima da previsão de 3,58 trilhões de wons apurada pela Thomson Reuters I/B/E/S. As vendas no período subiram 19%, para 39,24 trilhões de wons. As ações da empresa subiram 77% no ano passado, bem acima do ganho de 50% do mercado coreano.



Fonte: www.terra.com.br

sábado, janeiro 30, 2010

Motorola confirma trabalhar com Google em novo telefone celular


Há alguns dias ouvimos rumores de que o Motorola Shadow poderia ser o Google Nexus Two. Ontem a Motorola confirmou que está trabalhando com o Google em um novo telefone para ser vendido diretamente aos consumidores.

Não está confirmado se o Shadow é o aparelho em questão, nem mesmo se o próximo celular do Google será feito pela Motorola, mas durante o anúncio das receitas do último semestre, o CEO da Motorola Sanjay Jha confirmou que a empresa trabalha em um dispositivo com o Google direito para o consumidor.

Jha não forneceu nenhum detalhe específico sobre o aparelho, mas aparentemente o anúncio confirma que o Google Nexus One não foi um experimento único e que a Motorola está envolvida em um de seus sucessores. [Electronista]




Fonte: www.terra.combr

Australiano cola sem querer iPhone na própria orelha


O caminhoneiro australiano Gye Gardner pode dizer que vive colado a seu iPhone. Literalmente.

Depois de quebrar sem querer o alto-falante do aparelho, Gardner, 43 anos, resolveu usar uma cola potente para consertá-lo. Então recebeu um telefonema do chefe.

"Eu acho que não pensei muito quando peguei o telefone e encostei na orelha para falar com meu chefe", ele disse ao jornal Northern Territory News.

Depois de alguns minutos de ligação, Gardner descobriu que o aparelho estava colado a seu rosto. Passou então várias horas com o iPhone preso à orelha direita enquanto dirigia até em casa. Foi, claro, motivo de gozação entre amigos, que sugeriram que deixasse o telefone, já que passa parte do dia em ligações.

Ele contou que, já em casa, primeiro tentou usar uma faca para retirar o iPhone, mas não deu certo. "Eu me dei conta de que não queria ir a um médico para botar minha orelha de volta, então usei uma colher", disse. A "operação" foi dolorosa. Acabou com o rosto vermelho e com a pele arranhada. "Mas doeu mais no meu orgulho do que na minha orelha".




Fonte: www.terra.com.br

iPad: nova geração de gadgets amplia sobrecarga na rede 3G


Será que o novo iPad, da Apple, pode se provar bom a ponto de criar problemas?

Steve Jobs, o presidente-executivo da Apple, destacou a capacidade do iPad para transmitir jogos de beisebol ao vivo e filmes, ao demonstrar o aparelho na quarta-feira. Mas as pessoas dispostas a pagar mais para receber conteúdo por meio da rede de dados de terceira geração (3G) da AT&T podem ter outro preço a pagar: downloads muito lentos e serviço precário, em um sistema que já está sobrecarregado.

A rede telefonia móvel avançada dos Estados Unidos já começa a sofrer de carga excessiva em função de celulares inteligentes que servem como computadores, aparelhos de navegação e leitores eletrônicos. Celulares vêm cada vez mais sendo usados como televisores, e isso ocupa ainda mais banda. Eles também podem transmitir vídeos, o que permite videoconferências via celular.

E uma nova geração de netbooks, computadores tablet e outros aparelhos móveis que se conectam às redes de telefonia móvel só aumentarão a sobrecarga. "As redes das operadoras de telefonia móvel não são capazes de arcar com milhões de tablets recebendo cinco gigabytes mensais de dados cada um", disse Philip Cusick, analista da Macquarie Securities.

As operadoras de telefonia móvel subestimaram dramaticamente a demanda dos consumidores por serviços de rede, propelida em larga medida pelo iPhone e seus aplicativos, diz ele. "E isso só vai piorar quando o vídeo em formato stream ganhar ainda mais espaço".

Uma hora de navegação na web via celular consome em média 40 megabytes de dados. Ouvir música via internet por uma estação online como a Pandora requer 60 megabytes de dados por hora. Assistir a um vídeo pouco nítido do YouTube pelo mesmo período de tempo leva a um consumo quase triplicado de dados. E assistir a um show ou evento esportivo ao vivo consumirá quase 300 megabytes por hora.

"A questão do vídeo é algo que o setor precisa resolver", disse Cusick. A AT&T, única operadora de telefonia móvel para o iPhone nos Estados Unidos, se tornou alvo de piadas e causa de irritação para os seus clientes nas grandes cidades, devido a quedas de ligações, serviço precário e outros defeitos de rede.

As demais operadoras de telefonia móvel podem em breve passar a sofrer do mesmo problema, quando começarem a vender mais aparelhos que usam serviços de dados intensivamente. As vendas de celulares inteligentes devem crescer em 30% este ano, de acordo com projeções dos analistas do Morgan Stanley.

Em recente conversa com analistas, Ralph de la Vega, presidente-executivo da divisão de mobilidade da AT&T, disse que os usuários de celulares inteligentes, especialmente iPhones, estavam causando sobrecarga na rede ao assistir a vídeos e navegar pela Web. A empresa reportou elevação sem precedente no uso de serviços sem fio de dados, da ordem de 7.000% desde 2006.

Jake Vance, por exemplo, acompanha o maior número possível dos jogos de beisebol do Boston Red Sox, a maioria dos quais via iPhone. "Assisto a todos os jogos que não posso ver na televisão", disse. "Também assisto a partidas ocasionais no iPhone quando estou em casa, se a minha mulher quer assistir a outra coisa na televisão".

Na semana passada, Vance, 27, que trabalha muitas horas por dia na cozinha da padaria vegetariana que administra com sua mulher, em Rutherford, Nova Jersey, ouviu às transmissões em áudio de 70 partidas, e assistiu a outras 30, usando o aplicativo da Major League Baseball para o iPhone.

"O iPhone mudou as expectativas dos consumidores quanto ao que um aparelho portátil é capaz de fazer", disse Jeff Bradley, vice-presidente sênior de aparelhos na AT&T. "Estamos trabalhando o mais rápido que podemos para garantir que essas expectativas sejam atendidas".

No entanto, enquanto as operadoras de telefonia lutam para atender à demanda em suas redes, ao mesmo tempo encorajam o uso de aparelhos mais sofisticados e de listas cada vez maiores de aplicativos. Analistas antecipam que dentro de três ou quatro anos, as operadoras gerem mais de metade de sua receita com serviços de dados, ante menos de 30% hoje.

As operadoras cada vez mais consideram os serviços de dados e de stream de vídeo de alta qualidade como forma de se diferenciarem dos concorrentes, diz Ross Rubin, analista do NPD Group.

MercadoLivre terá versão mobile e geotagging



Em sua primeira palestra no país, Marcos Galperín, criador e presidente do MercadoLivre, deu algumas pistas sobre o que os brasileiros podem esperar do site de troca-troca nos próximos cinco anos. Além de revelar que pretende investir em mobilidade e geotagging, apontou vários erros que enfrentou em sua trajetória, e contou para a plateia como foi difícil fazer o site decolar.


“O iPhone e o sistema operacional da Google trouxeram uma revolução para o cotidiano das pessoas, e o MercadoLivre pretende entrar na jogada”. Coitada da Nokia: o CEO até chegou a mencionar a companhia, mas acha mesmo que a revolução é do OS da Apple e do Android. Até 2015, Galperín disse que deve levar o serviço de compra e venda a essas plataformas, assim como aplicativos de geotagging para localizar usuários. Mas não é só isso.

Que bom: outra aposta vai ser a busca em tempo real, já que as pessoas tem cada vez menos paciência e tempo para carregar novas páginas. E como todas as outras empresas presentes na Campus Party, o MercadoLivre também acordou para o fenômeno das redes sociais, e pretende estar presente no Facebook em pouco tempo.

Só que o mais bacana da palestra de Galperín não foi nem saber o que vem por aí, mas ouvir ele contar a história do seu calvário. Diante da plateia de fãs, depois de encher a bola do site, ele contou os principais erros da sua história.

“A concorrência é assustadora. Caímos várias vezes no erro de nos preocupar mais com ela do que com nossos usuários”, disse ele, mas sem lamentar. Afinal, demorou dez anos, mas agora o site tem 33,7 milhões de usuários cadastrados. Mesmo assim, ele conta que sua equipe deu algumas tropeçadas seguindo a concorrência, como tentar fazer marketing de massa quando a internet só tinha 3% de penetração no Brasil.
Outro erro ocorreu quando o site deu com os burros n’água tentando lançar uma edição para os latinos dos EUA. “Era para ser um site para aquele nicho de mercado, mas muitos latinos moram nos Estados Unidos e não falam inglês para comercializar com outros.” A programação também é um fator a melhorar. Ele reconheceu: “Os programadores do site poderiam fazer muito mais para o site do que estão fazendo”. Apoiado.

E por último, mas não menos importante, ele pediu desculpas quando um usuário reclamou de nunca conseguir falar com o site. “Recebemos 40 000 e-mails de reclamação por dia e atendemos cerca de 80%. Se você tentar falar com o Google também não vai conseguir”. Tudo bem, ele se desculpou. Mas MercadoLivre é meio diferente de Google, não, Galperín?

Com certeza todos os campuseiros gostam muito do MercadoLivre, mas teve uma iniciativa deles que não colou na Campus Party. “Compusemos um hino oficial do evento e colocamos em nosso site. A ideia era fazer uma flashmob em que todo mundo cantasse junto”, explicou Leonardo Galvão, do marketing da empresa. Os campuseiros em geral são bem animados, mas falaram que a ideia era ruim. Tire suas próprias conclusões ouvindo o hino no blog.


Descoberta a cor de dinossauros


Sinosauropteryx possuíam tons laranjas em suas penas primitivas


Pela primeira vez, uma equipe de cientistas conseguiu evidências físicas da cor existente em dinossauros.


Por ser rapidamente decomposta, a pele dos animais não sobrevive para que, hoje, se pudesse afirmar com certeza a cor das criaturas que caminharam na Terra entre o Jurássico e o Cretáceo.
Por isso, a maioria dos retratos de dinossauros apresenta uma coloração baseada em estimativas, suposição e probabilidade.


No entanto, uma pesquisa publicada na Nature descreve as primeiras provas concretas de cores em dinos, e também descreve os tons em pássaros primitivos – que, de acordo com as teorias mais aceitas, teriam evoluído a partir de dinossauros.


Liderada pelo professor de paleontologia Mike Benton, da Universidade de Bristol, uma equipe de cientistas descobriu que o Sinosauropteryx tinha precursores de penas em anéis alternadamente laranjas e brancos ao longo da cauda, e que o pássaro primitivo Confuciusornis tinha padrões brancos, pretos e laranja-amarronzados.


Os fósseis analisados, no nordeste da China, viveram há mais de 100 milhões de anos. Pela primeira vez, uma equipe conduziu neste tipo de vestígio um estudo de organelas específicas, responsáveis por carregar as cores nas estruturas das penas e cabelos de pássaros e mamíferos modernos.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Eletronic Arts quer produzir jogos de esportes para Facebook

A Electronic Arts, produtora dos videogames Fifa, quer criar jogos de esportes para o Facebook, depois de adquirir a Playfish por US$ 275 milhões. A empresa pode ainda adquirir outras companhias semelhantes.

O diretor da EA Sports, Peter Moore, disse que a empresa estava aprendendo com a Playfish a construir comunidades que possam ajudá-la ativamente a melhorar os seus jogos, à medida que tenta expandir ofertas online e em meio ao declínio dos jogos vendidos em discos, para consoles.

A Playfish, uma empresa bancada por investidores de risco, produz jogos gratuitos utilizados principalmente por usuários do Facebook. Seus maiores sucessos incluem "Pet Society", no qual os jogadores criam animais de estimação que interagem uns com os outros, e adquirem produtos virtuais para eles.

A EA, que reduziu sua projeção para o ano fiscal de 2010, este mês, em parte devido a uma queda acentuada nas vendas de jogos distribuídos via varejo para consoles no mercado europeu, foi criticada por alguns investidores pelo pagamento alto demais que fez ao adquirir a Playfish. A aquisição foi concluída algumas semanas atrás.

"Estamos aprendendo muito sobre uma experiência de jogo muito diferente daquela que estamos acostumados", disse Moore à agência Reuters.

"Usamos as redes sociais principalmente para criar ferramentas de marketing, no momento", disse ele. "Agora, veremos como usá-las para criar jogos, trabalhando em conjunção com a Playfish."

A EA Sports responde por cerca de 30% da receita geral do grupo, que foi de US$ 4,2 bilhões nos 12 meses até 31 de março. Moore disse que a EA, que fracassou em uma oferta hostil de aquisição da rival Take-Two, em 2008, provavelmente procurará empresas semelhantes à Playfish para aquisição.

"Concentraremos nossa atenção em atividades de fusão e aquisição com empresas que ajudem a reforçar nossa estratégia digital", disse.



Fonte: www.terra.com.br

sexta-feira, janeiro 29, 2010

Crystal, o smartphone fantasma da LG


Teclado transparente é o destaque, mas câmera de 8 MP e interface decepcionam

Para aqueles que prezam um design mais descolado e não abrem mão de uma configuração respeitável num celular, o LG Crystal GD900 conta com o primeiro teclado translúcido, feito em vidro temperado. O aparelho manda bem nas conexões, com Wi-Fi, 3G e cara de smartphone. Porém, por 1 549 reais num plano de 100 minutos da Vivo, não seria demais cobrar um GPS e uma câmera mais decente. Além disso, é bom notar que não se trata de um verdadeiro smartphone, já que o sistema operacional proprietário da LG não conta com um grande acervo de aplicativos.

Fechado, o Crystal lembra o LG Arena. Porém, ao deslizar o teclado para a posição de digitação, a grande novidade do aparelho dá as caras. O teclado transparente dá a sensação de ser feito com o mesmo material do avião invisível da Mulher Maravilha. Deixando a fantasia de lado, além da beleza da translucidez com iluminação azul, ele funciona como uma tela sensível ao toque secundária, com reconhecimento de gestos e escrita, além de ótima resposta aos comandos.

O curioso é que a tela principal do smartphone também é sensível ao toque. Além de ter 3 polegadas, ela é capacitiva e tem boa resposta e aceita múltiplos toques simultâneos. Porém, o teclado físico não é dispensável, já que a resposta do teclado virtual não é a ideal. O problema é que, na hora de utilizar as duas superfícies sensíveis ao toque é fácil ficar confuso. Cada gesto muda a interface ou abre um novo widget ou campo de mensagem.

O pacote de conexões segue quase o padrão de um bom smartphone atual, mas peca em um detalhe. Apesar das ótimas presenças das conexões 3G, Wi-Fi no padrão b/g, Bluetooth e rádio FM, a ausência de um GPS integrado é muito sentida. Um dos pontos positivos do hardware do aparelho é seu espaço interno de 1,5 GB, expansível para até 32 GB por meio de um cartão microSD.
Acabamento de primeira


Não é só por fora que o Crystal lembra o outro smartphone da marca, o Arena. Por dentro, o sistema operacional S-Class Touch aparece mais uma vez, com sua interface de cubo e quatro telas principais: contatos, atalhos, multimídia e widgets. Esta última continua contando apenas com aplicativos básicos, como calendário, horário mundial e previsão do tempo.

Mesmo não sendo tão rica em recursos, a interface não seria motivo de reclamações se não fosse sua constante lentidão. Ações que deveriam ser comuns, como abrir widgets e movimentar a tela com o acelerômetro, engasgam em certos momentos, causando incômodo se você estiver realmente com pressa. Já o browser trabalha muito bem em parceria com a tela multitoque e o teclado transparente funcionando como mouse, mas não conta com suporte a Flash.

Por fora, como era de se esperar, o design do aparelho não decepciona. A construção toda em plástico pode causar certa dúvida. Mas, ao segurá-lo, é fácil sacar que ele tem ótimo acabamento. O teclado deslizante é firme e não tem cara de que dará dor de cabeça ao usuário. E, obviamente, o vidro temperado transparente dá um ar futurista ao Crystal.
Muitos megapixels, pouca qualidade


A maior decepção do LG Crystal é sem dúvida sua câmera embutida. Ao ler as especificações do aparelho, é fácil se empolgar com o sensor de 8 megapixels com flash de LED. Mas, na hora de sair por aí clicando, as fotos apresentam ruído excessivo. Quando o flash é necessário, a qualidade cai ainda mais. Para efeito de comparação, o Samsung Pixon e o LG Renoir têm o mesmo número de megapixels, mas produzem fotos com qualidade muito superior.

O player multimídia agrada pela facilidade de uso. O áudio do aparelho tem ótima resposta tanto para ouvir música quanto para ligações, com som límpido e claro. Na hora de rodar vídeos, o único detalhe chato é que o celular aceita apenas arquivos DviX e XviD convertidos por um software específico da LG, que acompanha o aparelho num CD.

O Crystal exibe documentos do pacote Office, da Microsoft, na versão 2003 e anteriores, além de mostrar arquivos no formato PDF. Nos testes de bateria do INFOLAB, o modelo aguentou 406 minutos em ligação, valor mediano para a categoria de smartphones.



Fonte: http://info.abril.com.br/

Buraco-negro achado a 6 milhões de anos-luz


Um buraco-negro estelar super massivo foi encontrado em uma galáxia distante, a seis milhões de anos-luz da Terra.


Com uma massa de cerca de 15 sóis, ele é o segundo maior registrado (de cerca de 20 como ele já encontrados), e possui como companheira uma estrela fadada ao mesmo destino.
Estes corpos celestes são extremamente densos, restos finais do colapso de estrelas de grande massa. Buracos-negros estelares de grande massa atingem tamanhos de cerca de 20 sóis; eles são diferentes dos buracos-negros supermassivos, encontrados no centro da maioria das galáxias e que podem pesar milhões ou bilhões de vezes mais que o Sol.

A descoberta foi feita com instrumentos do Observatório do Sul Europeu, que apontaram seus detectores para uma galáxia espiral chamada NGC 300. O buraco-negro e sua estrela companheira orbitam entre si em períodos de 32 horas. Com massa de cerca de 20 sóis, a estrela é está no fim de sua vida e já expele camadas externas ao espaço – prontamente captadas pelo buraco-negro.

Estima-se que em um milhão de anos, ela também se tornará uma supernova e, caso o sistema sobreviva, os dois corpos se unirão é um só buraco negro.

Essas informações ajudam a entender a relação entre os corpos celestes e a química do universo. Os maiores buracos-negros estão em galáxias menores, que contém elementos químicos menos “pesados” (em astronomia, qualquer elemento mais pesado que o hélio é considerado “pesado”).

Galáxias maiores, como a Via Láctea, só conseguem produzir buracos-negros estelares com massa menor. Acredita-se que uma maior concentração de elementos químicos pesados influencia como uma estrela de grande massa se desenvolve, aumentando a quantidade de matéria que ela expele na supernova - resultando em um buraco negro menor.

TwistedBrush Open Studio cria pinturas no computador


O TwistedBrush Open Studio é uma ótima ferramenta para criar imagens no estilo Paint Brush. O software vem com opções similares ao editor de imagens da Microsoft, tais como seleção ou funções básicas, mas é melhor ao oferecer vários tipos de pincéis, melhor visualização de paleta de cores e atributos melhorados do seu primo.

O TwistedBrush Open Studio vem com 9 pincéis que podem ser modificados segundo a vontade do usuário, variando entre densidade, opacidade, entre outros. A tabela de cores fica abaixo do box de brushes e pode ser visualizada de diversas maneiras, contando ainda com aspectos de Matiz, Saturação e Luminosidade.

Dentre suas ferramentas, o TwistedBrush Open Studios possui não só as essenciais, como Balde de Tinta e Redimensionar, mas também ferramentas de máscara e distorção, componentes necessários para alterações sensíveis em imagens no formato bitmap. Além disso, há uma série de filtros que lembram muito os do Photoshop e caem muito bem no programa, quem também usa camadas.

Para criação de imagens no PC, o TwistedBrush Open Studio é uma ótima pedida. Suas opções adicionais, como gravar a “pintura” e a barra de status são ornamentos que vem bem a calhar num software com boas ferramentas. Em matéria de beleza, contudo, não espere o melhor: a interface do programa também lembra o Paint Brush — do Windows 95.



Fonte: http://info.abril.com.br/

Deixe o Windows 7 do seu jeito


Veja como personalizar o visual e o funcionamento da barra de tarefas da nova versão do sistema operacional

A barra de tarefas do Windows 7 está cheia de truques e muito mais flexível que suas antecessoras. Experimente alterar seu visual ao clicar sobre ela com o botão do mouse e escolher Propriedades. Se quiser reduzir o tamanho dos ícones, permitindo mais atalhos na barra, marque a opção Usar Ícones Pequenos. Juntando esse ajuste com o item Combinar Quando a Barra de Tarefas Cheia, na seção Botões da Barra de Tarefas, a barra fica semelhante à do Vista e do XP. Quem busca alterações mais profundas, pode experimentar o 7 Taskbar Tweaker. Ele permite, entre outras opções legais, personalizar a exibição das jump lists e desligar as amostras de janelas, que normalmente consomem memória e deixam o micro mais lento.



Fonte: http://info.abril.com.br/

Dell adere ao modelo SaaS no Brasil


A Dell anunciou a oferta de dois serviços no modelo SaaS (Software as a Service) para empresas em 12 países da América Latina, incluído o Brasil.


A Dell afirma que tem 5 mil clientes dos serviços SaaS. Os novos serviços abrangem duas áreas de gestão de infraestrutura de TI.
Um dos serviços é o Gestão de Dispositivo de Cliente, para gerenciar ambientes com desktops e notebooks. Apresenta módulos como gestão de ativos, gestão de patches, distribuição de software, gestão de antivírus, encriptação de dados de notebooks, backup online e restauração e inventário de software. “Cada cliente poderá montar sua solução, escolhendo os módulos de acordo com sua necessidade”, diz Diego Puerta, diretor de serviços e soluções da Dell. Na opinião dele, empresas que têm filiais espalhadas pelo país terão interesse em adotar a solução. “É uma boa estratégia de redução da complexidade de ter vários ambientes”, diz.


Outro serviço que passa a ser oferecido no modelo SaaS é a Gestão de Conformidade de Continuidade, com módulos como continuidade de e-mail, arquivamento de e-mail, segurança de e-mail, notificação emergencial e colaboração de incidentes. “O correio eletrônico é um serviço que afeta a todos dentro de uma empresa. Nosso serviço garante que o sistema de e-mail não caia, pois ele tem redundância na nuvem”, diz Puerta.


No modelo SaaS, a cobrança é feita conforme o número de usuários, por mês – na Dell, o contrato deve ser de, no mínimo, 3 meses. “A empresa tem acesso a um serviço, sem se preocupar com com servidores, com a implementação, licenças”, diz.


"Irmã mais velha" do Google na China pede para empresa ficar

Um site similar ao Google surgiu na China para competir com o maior mecanismo de buscas do mundo, pedindo ao mesmo tempo para a companhia norte-americana se manter no país apesar da censura e acusações de ataques de hackers.
Reforçando a reputação da China de cópia de produtos como design de roupas, redes de café e DVDs, o "Goojje" entrou no ar em 14 de janeiro, publicou o jornal Henan Business Daily.


O Google havia afirmado dois dias antes que poderia fechar seu portal chinês google.cn e sair da China. O nome escolhido pelo novo sistema de busca é um jogo de palavras. A sílaba final "jje" soa como a palavra em chinês para "irmã mais velha", enquanto a sílaba "gle" de "Google" é pronunciada como a palavra chinesa para "irmão mais velho".

O Goojje (www.goojje.com) possui mecanismo de busca e oferece serviços de rede social. A página principal tem um logotipo no estilo do Google que combina marcas do "irmão mais velho" e do maior mecanismo de buscas da China, o Baidu.

"A irmã ficou muito feliz quando o irmão desistiu do pensamento de ir embora e ficar com a irmã", diz o site, em um aparente pedido para que o Google fique na China. Representantes do Google não estavam imediatamente disponíveis para comentar sobre o Goojje.

No início do mês, o Google se queixou de censura e de ter sofrido um ataque hacker sofisticado dentro da China. Os resultados de buscas no Goojje são ligeiramente diferentes dos resultados do Google ou do Baidu, mas parece ser igualmente filtrado para evitar conteúdo que o governo chinês considera politicamente sensível.




Fonte: www.terra.com.br

quinta-feira, janeiro 28, 2010

iPad: tablet da Apple é híbrido de iPhone com notebook


Steve Jobs, executivo-chefe da Apple, disse hoje, ao abrir o evento de imprensa da companhia: "Queremos começar 2010 ao lançar um produto mágico e revolucionário". Depois de inúmeros rumores, iPad se confirma como o tablet da Apple, incluindo uma versão com conectividade 3G. O aparelho pesa 680 g, tem 1,27 cm de largura e tela de cristal líquido de 9,7".
Para Jobs, o iPad se encaixa em uma nova categoria de produto, entre o smartphone e o notebook, sem ser, necessariamente, um netbook. "Todos usamos laptops e smartphones, e levantamos a questão: existe espaço para algo intermediário? Nos questionamos por anos para criar tal categoria, tínhamos que ser melhor ao fazer certas tarefas, melhor que o laptop e melhor que o smartphone", afirmou Jobs.

O iPad permite navegar na internet (ainda sem suporte ao padrão Adobe Flash, como no iPhone), ver vídeos e ouvir músicas, com downloads direto da iTunes Store. A tela de 9,7 polegadas é sensível a múltiplos toques e permite digitar em um teclado virtual. O iPad usa um processador Apple A4 de 1 GHz, tem conectividade Wi-Fi (padrão 802.11n), armazenamento de 16 GB a 64 GB (em memória Flash), Bluetooth 2.0, alt0-falantes, microfone e, diz Jobs, bateria que dura até 10 horas.

O tablet da Apple usa o mesmo sistema operacional do iPhone. Desse modo, é possível rodar aplicativos do smartphone em tela cheia no iPad. A Apple oferece, a partir de hoje, um novo kit de desenvolvimento de software para o iPhone para criação de aplicativos do iPad.

Além disso, o iPad vem com aplicativo iBooks, para leitura de livros eletrônicos. "A Amazon fez um grande trabalho ao ser pioneira nisso", disse Jobs. O iBooks permite comprar livros eletrônicos de cinco editoras norte-americanas inicialmente. O iPad roda também uma versão adaptada do pacote de produtividade iWork, da Apple.

A versão com 3G será vendida com exclusividade pela operadora AT&T nos Estados Unidos, com planos especiais de dados para o aparelho (US$ 14,99/mês para 250 MB, US$ 29,99 para acesso ilimitado). Na versão apenas com Wi-Fi, o iPad vai custar US$ 499 (16 GB), US$ 599 (32 GB) e US$ 699 (64 GB). Com 3G, some US$ 130 a cada aparelho.

Segundo a Apple, o iPad na versão com Wi-Fi começa a ser vendido em 60 dias. Com 3G, em 90 dias nos Estados Unidos.




Fonte: www.terra.com.br

Produtora de pornôs diz que Android é "plataforma perfeita"


Uma produtora de sites pornográficos diz ter encontrado a plataforma perfeita para a distrbuição de seu conteúdo adulto: os smartphones com sistema Android, do Google. E com alguma razão na sua escolha. A Pink Visual já tinha páginas específicas feitas para serem vistas no iPhone, e agora conta com o Android também.
Os responsáveis pela Pink Visual dizem que a criação de um site adaptado para Android é "para dar a esses usuários o respeito e atenção que sempre demos para o iPhone. Lançar um site pornô gratuito para Android é, em essência, dar um voto de confiança para a plataforma", disse Liam Collins, diretor de projetos da produtora, em um comunicado.

Na prática, toda a boa intenção da Pink Visual se resume a uma questão: a distribuição de conteúdo adulto, tarefa nada fácil no iPhone. "Do ponto de vista de uma distribuidora, o App Market do Android é bem mais aberto, e desenvolvedores de aplicativos adultos não vão 'ficar de joelhos' para as políticas de conteúdo da loja do Android como ficam em relação à App Store, da Apple", afirmou Collins.

Além disso, um maior número de aparelhos com Android ¿ como o Motorola Droid, Samsung Moment, LG Eve e o Google Nexus One, entre outros ¿ "oferecem uma excelente experiência de navegação na web. Todos esses aparelhos significam mais e mais gente em torno da plataforma Android, e se nossa experiência com iPhone prova alguma coisa, esses usuários vão procurar por pornografia móvel", conclui o executivo da Pink Visual.




Fonte: www.terra.com.br

Chegam às lojas PCs com novos chips Intel


Intel anunciou nesta terça-feira o lançamento dos novos processadores da famílias Core i3, i5 e i7 no Brasil. Na prática, para o consumidor final, isso significa o lançamento de 18 computadores a partir de fevereiro já equipados com os chips.
Os processadores Core, anunciados durante a CES 2010 no começo de janeiro, têm recurso de aceleração gráfica integrada para uso em notebooks (codinome Arrandale) e desktops (codinome Clarkdale). Segundo a Intel, esses processadores são indicados para uso geral em computadores. A velocidade dos chips vai de 2,93 GHz a 3,06 GHz nos Core i3 e de 3,20 GHz a 3,46 GHz nos Core i5, todos com dois núcleos de processamento (dual-core). Em dezembro, a Intel já havia mostrado seus chips para netbooks com vídeo integrado.

A primeira leva de computadores com os novos Core traz nove notebooks e nove desktops de fabricantes como Acer, Dell, CCE, HP, Intelbrás, Megaware, Positivo e Sony. Os preços variam de acordo com a configuração e começam, para desktops, em R$ 2.000 (CCE i3P7 com Core i3), passam por R$ 2..799 (Intelbras Idealmax com Core i5) e chegam a R$ 6.000 (CCE X-Play com Core i7).

Nos notebooks, uma máquina inicial com Core i3 sai por R$ 2.199 (Acer Aspire AS4740-5656); com i5, chegam a R$ 2.699 (Positivo F497PX) e atingem o topo de linha com o Core i7 por R$ 6.999 (Dell Alienware M15) e R$ 7.999 (Sony Vaio F).




Fonte: www.terra.com.br

PC com tema de Lost pode ser visto na Campus Party


Entre tantos computadores modificados que são exibidos na Campus Party Brasil 2010, a máquina montada por Omar Y. Majzoub chama a atenção - principalmente de quem, como ele, é fã da série Lost, tema escolhido para o PC.
No fundo de tela cheio, por exemplo, pode-se ver os personagens do seriado. O gabinete tem o formato do símbolo da "Dharma" (para quem nunca viu a série, é a organização científica secreta que controla muitos dos fatores inexplicáveis da ilha de Lost).

Até mesmo os "números fatídicos" estão presentes. A sequência 4 - 8 - 15 - 16 - 23 - 42, que em Lost devia ser digitada a cada 108 minutos para interromper uma contagem regressiva (o fim do mundo? o fim da ilha?), na máquina de Majzoub deve ser digitada a cada hora. Se não, o computador se desliga.

E o usuário é avisado do tempo que tem para digitar a senha. Como? O PC reproduz o mesmo tom de alerta do seriado.




Fonte: www.terra.com.br

"Dengoso", o protótipo de tablet da Apple de 1983


Tablets não são novidade, e por isso alguns acham que o rebuliço em torno do suposto iSlate é injustificado. Mas a Apple pode, verdadeiramente, ter sido pioneira nisso também. Pelo menos em protótipos. A Frog Design, escritório alemão de design com filial em Palo Alto, na Califórnia, publicou em seu site algumas fotos interessantes de um protótipo de tablet feito para a Apple e para um jovem Steve Jobs, que ainda aspirava revelar o computador Macintosh para o mundo.
O codinome do produto era ¿Bashful¿, mais conhecido por nós como Dengoso, o mais simpático dos sete anões da história da Branca de Neve. Isso porque na época, Hartmut Esslinger, dono da Frog Design, havia desenvolvido uma linguagem de desenho industrial para o hardware da Apple que batizou de Snow White. O conceito era caracterizado por linhas verticais e horizontais cortando o gabinete, servindo para decoração e ventilação, além de criar a ilusão de que os computadores fossem menores do que realmente eram.

Mesmo para a época é possível identificar nas fotos o design minimalista e limpo da Apple, usado até hoje. Entre os protótipos incluem-se versões com teclado e com leitores de disquete, além de uma prática maletinha para levá-lo com mais facilidade. Havia até mesmo uma versão acoplada a um telefone, segundo o artigo da Frog Design. Em seu site, a Frog Design brinca: ¿às vezes são necessários mais de 25 anos para atin gir um nível real de inovação ¿ ou agradar o paladar de Steve Jobs¿. Será no mínimo curioso ver se alguns desses conceitos foi utilizado no produto que, espera-se, será a figura central do lançamento de hoje.

A página do Bashful no site da Frog Design pode ser visitada pelo atalho tinyurl.com/yde3m8y.




Fonte: www.terra.com.br

Empresa japonesa lança brinquedo movido a... açúcar!

Esqueça as pilhas. A fabricante japonesa de brinquedos Takara Tomy demonstrou uma linha de brinquedos, entre eles um carrinho de controle remoto, que funcionam movidos a açúcar. Mais precisamente qualquer líquido adocicado, entre eles refrigerantes e sucos de frutas.
O carrinho é um protótipo batizado de ene Cargo e foi apresentado durante a feira TOY Forum 2010 em Tóquio, no Japão. Ele usa um novo tipo de bateria biológica desenvolvida pela Sony que usa enzimas para "quebrar" carboidratos e gerar energia, num processo similar ao realizado em organismos vivos.

Segundo o site Gigazine qualquer bebida adocicada pode ser utilizada com combustível, embora suco de uva seja a opção mais eficiente. 3ml de Coca-Cola, por exempl o, seriam suficientes para alimentar um pequeno ventilador por cerca de uma hora.

A Takara Tomy também apresentou o "ene pocket Drink Cube", um cubo plástico que funciona como um gerador, transformando bebidas em energia para outros aparelhos. Prepare-se para, no futuro, recarregar o celular com aquele restinho de refrigerante sem gás que ficou no fundo da garrafa. Os produtos da linha ene, nome que significa "Entertainment New Energy" (Entretenimento e Nova Energia), ainda são protótipos e não tem prazo para chegar ao mercado nem preço definido.




Fonte: www.terra.com.br

Aipo e salsinha podem prevenir leucemia


Comer alimentos como aipo, salsinha e molho de tomate e beber vinho tinto, que contem um flavonóide chamado apigenina, pode ajudar na prevenção contra leucemia, informaram cientistas holandeses.


Maikel Peppelenbosch, da Universidade de Groningen, na Holanda, disse que testes mostraram que a apigenina (um componente comum em frutas e vegetais) é capaz de interromper o desenvolvimento de dois tipos de células características da leucemia e eliminar as chances de que elas sobrevivam.
A descoberta sugere que a apigenina é uma substância a partir da qual se pode criar um tratamento mais eficaz de prevenção à leucemia.


O estudo também revelou que este componente tem propriedades resistentes à quimioterapia, ou seja, pode interferir em tratamentos convencionais para pessoas que já sofrem da doença.


"A apigenina pode ser eficaz na prevenção da leucemia, mas não deve ser consumida durante tratamentos de quimioterapia, porque poderia reduzir os efeitos positivos", explicou.


Flavonóides são componentes com propriedades antioxidantes que protegem as células contra efeitos negativos provocados por moléculas de oxigênio.



Fonte: http://info.abril.com.br/

quarta-feira, janeiro 27, 2010

Novo smartphone Vivaz grava vídeos 720p


O Sony Ericsson Vivaz, conhecido formalmente como Kurara, é um smartphone com poder óptico suficiente para competir com qualquer camcorder de bolso.

Vamos ignorar o sistema operacional Symbian S60 por um momento (fingindo que o Android não seria uma escolha muito mais legal) e nos concentrar na câmera de 8,1 megapixels com recursos como detector de face, gravação de vídeos 720p e envio para serviços como YouTube, além de saída para TV.

Além disso, o Vivaz tem as funções típicas de smartphone, como touchscreen de 3,2 polegadas (360 x 460), EDGE/UMTS/HSDPA 7,2 Mbits/s/HSUPA, Wi-Fi, GPS e microSD. O celular deve sair em breve por preços entre US$ 670 e US$ 750.




Fonte: www.terra.com.br

Shorty Awards: vote nos candidatos ao "Oscar do Twitter"


O Shorty Awards realiza, pela segunda vez, o prêmio que escolhe os melhores do Twitter por votação via... Twitter. A idéia é definir quais são as melhores mensagens transmitidas em 140 caracteres ou menos.
O site para indicar os concorrentes já está no ar em shortyawards.com e as regras, bem, não poderiam ser mais simples. Não existe um pré-requisito para indicar algum usuário ativo do microblog: basta seguir o padrão fornecido pelo prêmio (em inglês), com a mensagem "I nominate @TwitterUser for a Shorty Award in #category because" (insira o motivo da indicação aqui, em inglês também)". Se achar difícil, o próprio site do prêmio tem uma caixa de votação.

São 27 categorias oficiais, que vão de "publicidade" a "design", passando por "notícias" e até "esquisitos". As categorias extra-oficiais, inventadas pelos eleitores, são inúmeras - tem até um "prontofalei" ali. As indicações podem ser feitas até o próximo dia 29 de janeiro. Na categoria "Música", as brasileiras Ivete Sangalo e Cláudia Leite estão na liderança - vale lembrar que os brasileiros ocupam o segundo lugar em usuários do Twitter, só perdendo para os americanos.

A Real-Time Academy of Short Form Arts & Sciences (numa tradução livre, Academia das Ciências e Artes em Curto Formato em Tempo Real) vai selecionar os tweets dos finalistas e preencher uma pesquisa online anônima com suas escolhas para os vencedores.

Quem é membro da Academia não pode votar em categorias nas quais é finalista ou tem algum conflito de interesse. O voto popular, somado à escolha da Academia, vai definir os vencedores.

A cerimônia de premiação do Shorty Awards será feita em Nova York, sem data definida ainda.




Fonte: www.terra.com.br

Seesmic Look facilita o acesso e uso do Twitter


Apesar de já existirem diversos aplicativos de acesso ao Twitter, o Look da Seesmic chega com foco em um público diferenciado, que quer facilidade no uso da ferramenta e não pretende utilizar todas as opções oferecidas. Desenvolvido em parceria com a Microsoft e com o Twitter, o Seesmic Look pode ajudar a tornar o já famoso portal de microblogs em uma ferramenta ainda mais popular.
Seesmic já produz software cliente para o Twitter, tanto para Windows como para Linux e Mac e até mesmo para dispositivos móveis. Mas o objetivo do novo Look é tornar o acesso ao serviço de microblogging o mais simples possível, evitando oferecer funções desnecessárias. Em vez de seguir determinados perfis, o Look se apresenta mais como uma "TV", que mostra informações organizadas por assuntos, como notícias, esportes ou celebridades, explica o Read Write Web.

Além dos "canais" de assuntos específicos, o aplicativo também terá seções temáticas, patrocinadas por marcas como Red Bull e Kodak, que apresentarão um design diferenciado e informações de perfis selecionados, de acordo com o Mashable.

Apesar de funcionar no Windows XP e no Vista, o programa é otimizado para o Windows 7, segundo o fabricante. Inicialmente, o aplicativo está disponível apenas para Windows, mas há interesse em fazer uma versão para dispositivos de mão como Tablets e celulares de toque.

Como era de se esperar, não há notícias de uma versão para Linux ou para Mac. Mais informações podem ser obtidas no site do Seesmic Look pelo atalho seesmic.com/look.


Fonte: www.terra.com.br

Orkut está comemorando seis anos de idade


Este domingo marca o aniversário do Orkut, a rede social mais popular no Brasil. E, para comemorar, o site exibe um 'doodle' especial.
No blog oficial, a equipe do Orkut postou uma mensagem lembrando a data. "Durante esse tempo aprendemos a andar, a falar e a colorir, entre muitas outras conquistas. Também agitamos as coisas e nos reinventamos não apenas uma vez, mas duas, com o lançamento do novo orkut!", diz um trecho do post.

De acordo com o blog, a rede social criada em 2004 tem hoje mais de 80 milhões de usuários pelo mundo. No Brasil, são mais de 35 milhões - dado do final do primeiro semestre de 2009, segundo a Net Pop Research - com mais de 80% deles se conectando diariamente.




Fonte: www.terra.com.br

Campus Party transmitirá programação 24 horas por dia

Quem não puder ir até o Centro de Exposições Imigrantes para curtir as diversas atividades e palestras programadas para a Campus Party 2010 agora poderá acompanhar tudo via streaming.
Isso porque a equipe da Campus Party TV deve cobrir o evento e transmitir a programação ao vivo, em diversos canais, 24 horas por dia, além de disponibilizar as entrevistas e reportagens mais importantes.

Dessa forma, os interessados que não poderão ir a São Paulo ou que não conseguiram reservar suas entradas a tempo podem acessar o endereço tv.campus-party.org e acompanhar a transmissão ao vivo. Enquanto a festa não começa, a Campus Party TV tem uma câmera fixa que mostra o processo de montagem da arena.

Ao final do evento, os vídeos serão disponibilizados no canal oficial da Campus Party no YouTube, em www.youtube.com/campusparty.

A organização ainda abriu a possibilidade de os próprios campuseiros participarem do registro em vídeo e está recrutando cinegrafistas entre os acampados. Mais informações podem ser obtidas pelo atalho tinyurl.com/cpcinegrafista.




Fonte: www.terra.com.br

Cérebro só consegue administrar 150 amigos em redes sociais

O cérebro humano é capaz de administrar um máximo de 150 amigos nas redes de relacionamento disponíveis na internet, como Facebook e Orkut, revelou uma pesquisa realizada na Universidade de Oxford, na Grã-Bretanha.
Segundo Robin Dunbar, professor de Antropologia Evolucionária na entidade, este número é praticamente o mesmo que se via antes da existência desses sites.

Nos anos 90, o cientista desenvolveu uma teoria batizada de "Número de Dunbar", que estabelece que o tamanho do neocortex humano - a parte do cérebro usada para o pensamento consciente e a linguagem - limita a capacidade de administrar círculos sociais a até 150 amigos, independente do grau de sociabilidade do indivíduo.

Sua experiência se baseou na observação de agrupamentos sociais em várias sociedades - de vilarejos do neolítico a ambientes de escritório contemporâneos.

Segundo Dunbar, sua definição de "amigo" é aquela pessoa com a qual outra pessoa se preocupa e com quem mantém contato pelo menos uma vez por ano. Homens e mulheres

Ao se questionar se o "efeito Facebook" teria aumentado o tamanho dos círculos sociais, ele percebeu que não.

"É interessante ver que uma pessoa pode ter 1,5 mil amigos, mas quando você olha o tráfego nesses sites, percebe que aquela pessoa mantém o mesmo círculo íntimo de cerca de 150 pessoas que observamos no mundo real", afirmou Dunbar, em entrevista ao jornal The Times.

"As pessoas se orgulham de ter centenas de amigos, mas a verdade é que seus círculos são iguais aos dos outros". Ainda segundo Dunbar, o comportamento de homens e mulheres em relação às amizades é diferente.

"Elas são melhores em manter as amizades apenas conversando com os amigos. Os homens precisam fazer alguma coisa juntos para se manterem em contato", explicou.




Fonte: www.terra.com.br

terça-feira, janeiro 26, 2010

Placa de vídeo vai ao forno em investigação de mitos hi-tech



Eles investigam hipóteses e desvendam mitos sobre a tecnologia. Com seus testes curiosos - como o realizado com uma placa de vídeo que foi temperada e colocada no forno - já foram capazes até mesmo de fazer empresas mudarem a forma como montam seus produtos para melhor satisfazer os consumidores. O grupo aficionado pelo mundo tecnológico é criador do fórum na web Mitos & Verdades , dentro do site OverBR, em que oferece aos internautas informações e provas de que muito do que se pensa sobre tecnologia não passa de ilusão.
Na página, o grupo posta, desde 2008, imagens e textos sobre os testes realizados no laboratório chamado OverLab, que tem sede própria na cidade de Campinas, interior de São Paulo. Sempre com um toque de bom-humor e ousadia, eles elaboram experiências curiosas para desmentir ou comprovar as mais mirabolantes teorias sobre o uso da tecnologia.

Carlos Alexandre Carvalho Duarte, 41 anos, analista e técnico em hardware e processamento de dados, é um dos fundadores do fórum e conta que a iniciativa surgiu por pedidos e estímulo dos internautas. "Fui palestrante na Campus Party e recebi centenas de e-mails após as palestras pedindo ajuda ou dicas de como resolver determinados problemas que acontecem diariamente em computadores", disse ele. "A ideia era desvendarmos mentiras sobre soluções tecnológicas milagrosas e falsas promessas", afirma.

Duarte conta que um dos primeiros testes das "sessões desbravadoras de mitos" foi feito depois de uma sugestão de um fabricante de computadores de linha comercial da Zona Franca de Manaus. O internauta - que se identificou à época como um usuário anônimo -, gostaria de saber como solucionar problemas de aquecimento em seu computador.

De acordo com Duarte, circula pela internet uma receita que orienta os usuários de PCs a adicionarem um pedaço de folha de papel alumínio no processador e cobrir com pasta térmica para ajudar a deixá-lo mais "gelado". O processador mantido em temperaturas mais baixas pode significar maior durabilidade e menor possibilidade de travamentos no computador. Seria verdade?

A experiência levou aproximadamente duas semanas para ser realizada. Foram feitos testes de refrigeração, controle de dados em planilhas e observação constante da umidade do ambiente do laboratório. E, depois de todo o processo, se confirmou que a receita popular oferecida na web não passava de uma falsa promessa. "Era um mero mito. A folha não ajuda e acaba prejudicando a refrigeração após 30 minutos de uso do computador. Com o alumínio, a média de temperatura ficou em 31º C e, sem ela, o mesmo computador ficou em 27ºC", disse Duarte.

Após receber os resultados, o internauta finalmente se identificou ao fórum como fabricante do produto que apresentava problemas. Ele agradeceu ao grupo e modificou a montagem de todos os computadores que já estavam em estoque. De acordo com Duarte, o tópico no site teve uma participação recorde, com mais de 50 mil visitas em apenas uma semana.

Como funciona o grupo


Para a realização dos testes, o grupo - que varia a cada tipo de experiência e conta com cerca de 12 pessoas durante os procedimentos no laboratório - tem a participação de diversos profissionais de áreas como engenharia, química, biologia, técnicos em hardware e refrigeração de computadores e até mesmo profissionais da odontologia, medicina e direito. Segundo Duarte, a idade dos desbravadores também é variada. O mais novo participante tem 17 anos, o mais velho está perto dos 50.

Além da especialização, para todas as experiências do Mitos & Verdades, Duarte afirma ainda que a descontração na hora dos testes é fundamental. "Queremos levar a verdade de forma clara, objetiva e bem descontraída. Sempre usamos brincadeirinhas para não se tornar um texto cansativo ou chato de acompanhar pelo site. Para um dos testes chegamos a 'assar' uma placa de vídeo. Temperamos, deixando marinar com limão, e depois colocamos a placa dentro do forno por 20 minutos", disse.

O fórum do OverBR é especializado em computadores e sistemas de refrigeração e, para isso, hoje conta com dez moderadores, dois redatores, quatro colaboradores e três parceiros. Tudo isso é administrado por dois coordenadores que fazem o contato entre Campinas, de onde Duarte orienta as experiências, e o Japão. "Nem tudo que existe no mundo da internet é real, e o Mitos & Verdades veio justamente para completar a lacuna que existe entre a virtualidade e a realidade", afirmou ele.

Para ser membro ou participar do fórum não é necessário pagar nada. De acordo com o coordenador, o grupo leva, no máximo, 24 horas para responder todas as questões postadas. Quem quiser acessar o conteúdo através do blog ou pelo Twitter também pode. Para conhecer as experiências do Mitos & Verdades o endereço é www.overbr.com.br

Placa é assada no forno
Quando as placas de vídeo ou de memórias do computador começam a dar pequenos problemas, muitos acabam descartando-as e não sabem o que fazer quando elas já não estão mais na garantia. Baseado nisso, um usuário do Fórum OverBR enviou questões sobre o funcionamento das placas e mostrou alguns artigos em um site estrangeiro. A informação oferecida na web era de que, se a placa fosse levada ao forno, se renovaria e ficaria perfeita para o uso. Instigados pela questão, os desbravadores de mitos resolveram fazer o teste.

Primeiro, foram retiradas todas as partes móveis da placa de vídeo, coolers e dissipadores (aqueles pequenos ventiladores e quadradinhos de alumínio). As partes de plástico também foram cobertas com alumínio para não derreterem dentro do forno.

Depois, o forno foi aquecido a 230ºC, e a placa foi colocada dentro dele por 20 minutos. Duarte afirma que o processo é simples. "O que não se deve é jogar fora a placa antes de realmente saber se ela está ou não condenada", diz ele.

"No nosso caso, para este teste, não tínhamos uma placa de vídeo danificada, então tivemos que pegar uma placa de vídeo nova e perfeita e danificá-la", disse ele. O especialista afirma que, no processo, pode ser observado o comportamento do hardware em condições fora do comum: "Chegando a mais de 300ºC quando queimamos (a placa) usando um maçarico, depois congelamos com nitrogênio líquido e no freezer. E, como se não bastasse, literalmente assamos a placa no forno."



Fonte: www.terra.com.br

Feira no Japão destaca tecnologia de reconhecimento facial



Uma empresa japonesa está lançando em uma feira de tecnologia em Yokohama, no Japão, um software para reconhecimento de rosto para uso comercial.

Com o aumento da preocupação com a segurança em todo o mundo, a empresa Omron decidiu oferecer um programa que ajuda as companhias a identificar se os funcionários estão entrando em áreas onde não deveriam, por exemplo.


"Este programa pode ler várias características faciais, como a posição dos olhos, do nariz ou da boca, comparando com imagens já capturadas pela câmera de segurança", diz Ryoji Ohashi, representante da Omron. "Pode detectar o rosto de pessoas específicas."

A companhia disse que vem trabalhando nesse tipo de tecnologia desde 1995, e que possíveis avanços podem ser aplicadas em veículos. Ao identificar o rosto do motorista, o computador define a altura programada com antecedência para o assento dentro do carro.




Fonte: www.terra.com.br

Caneta digitaliza arquivos enquanto escreve





Guardar cadernos é um problema: as folhas se deterioram, ocupam um espaço e principalmente: não são indexáveis. Para achar um trecho é preciso checar todas as páginas, e às vezes nem assim encontra-se o que queria. Com uma caneta digital, a situação seria diferente: enquanto você escreve - escreve mesmo, com carga normal e substituível, encontrada em papelarias - um receptor reconhece a posição das letras no papel e armazena o texto em uma imagem digitalizada.
E para saber se já dá para trocar sua Bic por uma dessas, testamos a caneta digital da Maxprint. Ela vem num estojinho de metal junto com um receptor recarregável - com capacidade para armazenar até 100 páginas A4 - e um cabo USB, para transferência das imagens digitalizadas.

O uso é bem simples: basta posicionar o receptor no topo da página e utilizar a caneta normalmente. Um software de reconhecimento de escrita (OCR) para PC acompanha o kit, e possibilita a conversão da imagem da folha manuscrita em texto digital. Funciona até para letras garranchadas, mas falha em alguns casos, como ao escrever fórmulas matemáticas.

A caneta também tem uma interessante função "mouse": enquanto o receptor estiver conectado ao PC, é possível usar a caneta como em um tablet, sem necessariamente precisar de uma superfície de apoio - estranhamente, é possível usar a caneta "no ar".


Funciona em Windows 2000, XP ou Vista.



Fonte: www.terra.com.br

Siemens bate recorde na transmissão de dados com LEDs


Pesquisadores da Siemens anunciaram que conseguiram, em parceria com o instituto Heinrich Hertz, de Berlim, na Alemanha, quebrar o atual recorde mundial de velocidade na transferência de dados usando luz branca, que era de 200 Mbit/s. Usando um novo LED branco de alta potência produzido pela subsidiária Osram, a empresa conseguiu atingir a marca de 500 Mbit/s a uma distância de até cinco metros.
A transmissão é feita modulando a intensidade da luz emitida pelo LED, processo tão rápido que a variação na luminosidade é imperceptível ao olho humano. A luz emitida é captada por um fotodetector, que se encarrega de "decodificar" as variações de volta em impulsos elétricos que podem ser manipulados por um computador. A técnica não usa fibras óticas ou outro meio especial para a transmissão: a luz é emitida e recebida diretamente pelo ar.

A empresa também demonstrou a transmissão a "longas distâncias" (embora não especifique o quão longas) usando cinco LEDs em conjunto, com taxa de transferência de 100 Mbit/s. É o mesmo que uma interface Ethernet das mais comuns, presente em qualquer computador produzido nos últimos anos.

Segundo a Siemens, a tecnologia pode ser aplicada para a transmissão de dados em locais onde o "espectro" de radiofrequência já está saturado com redes Wi-Fi e de telefonia celular, o que resulta em interferência e queda de desempenho. As lâmpadas (na verdade conjuntos de LEDs) no teto de um escritório, por exemplo, poderiam funcionar como emissores, e pequenos aparelhos sobre as mesas, ligados aos computadores, seriam receptores.

A tecnologia de transmissão de dados usando "links" ópticos pode parecer ficção, mas já está ao alcance de qualquer "hobbysta" interessado: o projeto RONJA, originado na República Tcheca, tem instruções detalhadas para a construção de interfaces que permitem a conexão de locais a até 1.5 km de distância usando LEDs vermelhos. Em todo o mundo, 153 links RONJA já estão em operação.




Fonte: www.terra.com.br

HP firma parceria para lançar impressora 3D

A Hewlett-Packard pretende lançar ainda este ano uma impressora 3D em parceria com a Stratasys. De acordo como o The Inquirer, o equipamento construirá modelos 3D camada-a-camada, usando plástico ABS, um dos termoplásticos mais usados hoje na fabricação de produtos em moldes injetáveis.
Os modelos HP-Stratasys têm sido descritos como pequenos e silenciosos o suficiente para caberem numa mesa de trabalho e serem usados em escritório. As impressoras permitirão aos usuários avaliar os conceitos de design e testar as formas e funcionalidades dos modelos.

O preço deverá ficar em torno de US$ 15 mil. O modelos atuais mais populares da Stratasys, da marca Dimension, custam quase US$ 30 mil e têm o tamanho de um pequeno refrigerador.

O público-alvo da impressora não é o consumidor comum, mas empresas e profissionais de arquitetura e desenvolvedores de protótipos de componentes. Segundo a HP, este é o momento certo para o lançamento, que já estava na pauta de desenvolvimento da companhia há algum tempo.




Fonte: www.terra.com.br

Chefe da Mozilla diz que leis rígidas podem frear internet

A principal executiva da Mozilla, companhia que mantém o navegador Firefox, disse nesta segunda-feira que restrições legais envolvendo troca de arquivos poderão inviabilizar a expansão da internet. "Você subitamente se torna responsável por qualquer coisa que esteja sendo baixada, seja legal ou não", reclamou Mitchell Baker, segundo o site The Huffington Post.
"É como dizer que se você constrói uma estrada tem que garantir que nada de ilegal vai acontecer lá. É o que está acontecendo na internet agora", disse.

Na semana passada, o inglês Allan Ellis, criador do site Oink, foi inocentado da acusação de conspiração para a violação de direitos autorais. Foi descoberto que ele recebia 18 mil libras mensais em doações de usuários e tinha 300 mil libras depositadas em uma conta, mas ainda assim o processo não foi adiante. O site, contudo, não voltará ao ar, segundo Ellis.

Mitchell Baker participa, em Munique, na Alemanha de uma conferência de três dias, chamada DLD - Digital-Life-Design - com a participação de executivos de algumas das principais companhias de internet no mundo, como Skype e Wikipedia.




Fonte: www.terra.com.br

segunda-feira, janeiro 25, 2010

"Mãe iPhone" dá à luz após usar aplicativo para engravidar


Durante quatro anos a escocesa Lena Bryce, 30, tentou engravidar sem sucesso. Agora, depois de conseguir e dar à luz, ela está sendo saudada como a primeira "mãe iPhone". Tudo graças a um aplicativo do aparelho, o Free Menstrual Calendar, que, programado com dados sobre seu ciclo menstrual, indicava os dias em que estava mais apta a engravidar. Deu certo.
"Estávamos considerando inseminação artificial e adoção quando (o marido) Dudley me deu um iPhone de presente. Eu digitei 'engravidar' e baixei cinco aplicativos", ela contou ao jornal The Sun.

Com o aplicativo abastecido com dados sobre seu ciclo menstrual, ela passou a seguir os dias indicados e acabou engravidando dois meses depois. Na sexta, dia em que o programa indicava o nascimento, deu à luz Lola em um hospital de Glasgow. "Estou extasiado", disse ao jornal o médico Heather Bromberg, um dos criadores do software.



Sucessor do formato MP3 está a caminho


Arquivos de música poderão ser executados em qualquer player de MP3

Uma importante empresa de tecnologia está pronta para lançar um novo formato de arquivo digital para música que incluirá conteúdo adicional para os fãs, como notícias, letras e imagens, e pode se tornar o sucessor do onipresente MP3.
O setor de música sofreu problemas com a pirataria nos últimos 10 anos e vem procurando desenvolver novas ofertas a fim de atrair consumidores que adquiram música em sites legítimos, em lugar de obtê-la de forma ilegal.
A nova proposta, conhecida como MusicDNA, conta com o apoio do inventor do arquivo musical MP3 original, e permitiria que os fãs baixassem um arquivo MP3 portando conteúdo adicional fosse baixado para os computadores.
Gravadoras, bandas e grupos de varejo também poderiam enviar atualizações ao arquivo a cada vez que tivessem novidades a anunciar, como datas de futuras turnês, novas entrevistas ou atualizações de páginas de redes sociais.
O usuário receberia tanta ou tão pouca informação quanto desejasse, sempre que se conectasse à internet. Mas quem baixasse o arquivo ilegalmente ouviria apenas um ruído de estática e não receberia quaisquer atualizações.
A BACH Technology, grupo proponente do MusicDNA, diz que está em busca de parcerias com companhias de varejo, gravadoras, detentores de direitos autorais e empresas de tecnologia, e que está disposta a fornecer a tecnologia para que terceiros a empreguem sob suas marcas.
A BACH está instalada na Noruega, Alemanha e China, e tem como parceiro o Fraunhofer Institute for Digital Media Technology, da Alemanha.
"Estamos recebendo bons retornos, e o fato de que desejemos incluir a todos nisso, sem competir contra eles, ajuda", disse o CEO Stefan Kohlmeyer à Reuters.
Os arquivos de música poderão ser executados em qualquer player de MP3, entre os quais o Apple iPod. O music player ou a biblioteca online de música também podem ser adaptados para atender às necessidades do usuário, por exemplo pela integração a redes sociais existentes.


TAM vai oferecer internet e celular em voos


A TAM informou que vai oferecer serviços de conexão à internet e telefonia celular ainda no primeiro semestre de 2010.


Segundo a empresa, o projeto utilizará o sistema da OnAir, que fornece a tecnologia para a conexão, em uma parceria que foi firmada em outubro de 2008.
“O uso de celular a bordo sempre foi uma das demandas dos nossos passageiros”, afirma Manoela Amaro, diretora de Marketing da TAM.


O sistema, certificado pela European Aviation Safety Agency (Easa), ainda depende da aprovação da Agencia Nacional de Aviação e da Agência Nacional de Telecomunicações. Outra questão importante para que o serviço seja efetivamente instalado será a alteração da lei que autoriza o uso de celulares apenas em aeronaves que estejam em solo e com as portas abertas.
Os aparelhos passarão a receber sinal assim que a aeronave atingir 3 mil metros de altura, quando os celulares e smartphones ficarão habilitados para fazer chamadas e acessar a internet. A cobrança pelo serviço será feita diretamente na conta, com uma tarifa que será definida pela própria operadora do usuário.
Limitações


A empresa pretende testar o sistema em quatro aeronaves Airbus, onde a conexão será testada pelos passageiros. Além disso, apenas 12 pessoas poderão utilizar seus aparelhos ao mesmo tempo. De acordo com a TAM esse é o atual limite estabelecido pela OnAir.



Fonte: http://info.abril.com.br/

Cisco constrói primeiro roteador espacial


E o mundo está cada vez mais próximo de Star Wars. Porque deu certo o projeto da Cisco e seu roteador espacial, que permite o tráfego de dados, voz e vídeo entre satélites, sem passagem pela Terra.


O primeiro de uma bateria de testes do roteador espacial operou na nave Intelsat’s IS-14, lançada em novembro, e foi um sucesso.

Antes do roteador, só era possível enviar dados dos satélites para uma base em terra firme via rádio e depois transmiti-los para outros satélites. Agora bases militares podem se comunicar entre si a custos menores e mais rapidamente. A criação faz parte do programa IRIS (Internet e Roteamento no Espaço), que o Departamento de Defesa dos Estados Unidos leva junto com a Cisco e a Intelsat.

Ainda deve demorar, mas a Cisco tem planos de estender a internet por satélite para usos comerciais. Em quanto tempo não se sabe, mas isso significa transmissão de sinal para lugares do planeta onde não há cobertura 3G. Fantástico: assim a rede cobriria literalmente todos os pontos da Terra.



Fonte: http://info.abril.com.br/

Tinta transforma camiseta em bateria


Basta mergulhar o tecido na nova tinta para ele se tornar condutor


Cientistas na Califórnia transformam algodão e poliéster comuns em tecidos condutivos - os chamados e-Textiles, que funcionam como baterias recarregáveis.

A pesquisa ainda precisa ser aprimorada, mas é mais um passo rumo às roupas que recarreguem iPods e celulares – além de inúmeras outras aplicações para tecidos condutores.
O método usa uma tinta feita de nanotubos de carbono – fibras com 1/50.000 da espessura de um fio de cabelo. Quando aplicada ao algodão ou poliéster, a tinta produz tecidos eletrônicos com excelente capacidade de armazenar energia. O método é bastante simples: basta mergulhar a peça no líquido e deixá-la secar.

Os tecidos continuaram flexíveis e maleáveis, e mantiveram suas propriedades condutoras mesmo após simuladas várias lavagens.
Os cientistas da Universidade de Stanford ainda precisam testar itens como segurança, armazenamento e adaptação dessa tecnologia às já existente. O estudo foi publicado ACS´ Nano Letters.




Fonte: http://info.abril.com.br/

Internet chega ao espaço e astronauta tuíta

A internet chegou à Estação Espacial Internacional – e os astronautas a bordo já utilizaram o serviço para acessar o Twitter.


A tribulação da ISS recebeu um upgrade especial de software esta semana – acesso pessoal à world wide web via conexão wireless.
Até agora, a equipe não tinha como checar e-mails ou realizar qualquer tipo de navegação na rede, e suas páginas no Twitter eram atualizadas pela equipe na Terra.


O engenheiro de vôo T.J. Creamer utilizou o sistema pela primeira vez hoje, ao postar a primeira atualização no @Astro_TJ sem ajuda do pessoal no solo.


Os 140 caracteres diziam "Hello Twitterverse! We r now LIVE tweeting from the International Space Station -- the 1st live tweet from Space! :) More soon, send your ?s"


(Olá universo do Twitter! Nós estamos agora ao vivo da Estação Espacil Interacional – o primeiro live tweet do espaço! Em breve, mais notícias, mandem suas perguntas).


O acesso pessoal, chamado Crew Support LAN, dá aos astronautas a comunicação privada online, o que ajuda a melhorar sua qualidade de vida.


Para acompanhar as atualizações da equipe do espaço no Twitter, basta acessar


http://twitter.com/NASA_Astronauts



Fonte: http://info.abril.com.br/

Ataque atrai atenção para os hackers "vermelhos" da China

Eles se protegem com pseudônimos e usando múltiplos endereços, mas as legiões de hackers chineses foram colocadas em destaque na semana passada depois que o Google anunciou ter sofrido um sofisticado ciberataque oriundo da China.
Existem dezenas de milhares de Hong Ke, ou "visitantes vermelhos", como são conhecidos na China. Muitos são motivados pelo patriotismo, ainda que seja mais difícil estabelecer que relacionamento mantêm com o governo ou as forças armadas chinesas, suspeitos por alguns observadores de estarem por trás dos ataques.
A Honker Union, mais famoso grupo chinês de Hong Ke, prova a existência de uma área cinzenta entre os hackers patrióticos e o Estado. O grupo negou envolvimento no ataque contra o Google.
"A Honker Union... não tem interesse em se envolver em política. Trabalhamos apenas pela segurança dos sites chineses", disse um de seus principais membros, Lyon, em entrevista por telefone. Lyon, o apelido usado pelo hacker, é chefe de departamento em uma das grandes empresas estatais de telecomunicações do país, e se recusou a revelar seu nome real.
Fundado em 2001, o grupo esteve envolvido em uma guerra de computação com hackers norte-americanos devido ao incidente com um avião espião norte-americano em Hainan, em 2001, e na semana passada atacou sites iranianos em represália contra uma ação do Cyber Army, iraniano, que tomou temporariamente o controle do serviço de buscas chinês Baidu.
"Fica bem claro que muitos dos hackers chineses são motivados pelo patriotismo", disse Trevor T, pseudônimo de um norte-americano que ajuda a operar o Dark Visitor, um blog sobre hackers chineses, nos Estados Unidos. "A China pode ser inferior aos EUA em termos militares, mas claramente investiu muitos de seus melhores cérebros no desenvolvimento de capacidades que possam compensar a vantagem norte-americana em caso de um confronto militar direto", disse ele.
Na semana passada, o Google anunciou que um ataque "sofisticado" vindo da China havia resultado em roubo de propriedade intelectual da companhia. O episódio, bem como a censura, foram citados pela empresa como motivos para avaliar uma saída do grupo do país.
O Google não especificou como soube que os ataques vieram da China ou porque a empresa e outras 34 companhias foram alvo. O uso de múltiplos endereços e servidores por hackers em Taiwan e outros locais toda difícil provar como ou por quem foram coordenados. Além disso, a popularidade da prática de invasão de computadores no país dificulta as investigações.
A China pode ter agora até 50 mil hackers militares treinados ou em treinamento, afirmou o especialista em cibersegurança James Mulvenon em uma comissão do Congresso norte-americano em 2008. Essa informação não pode ser confirmada de modo independente.
"Quem será provavelmente o protagonista principal da próxima guerra? O primeiro candidato que surgiu e é o mais conhecido é o hacker de computador", escreveram dois coronéis do Exército Popular de Libertação da China, Qiao Liang e Wang Xiangsui, no livro Unrestricted Warfare (Guerra Ilimitada), de 1999.

domingo, janeiro 24, 2010

Record diz que não distorceu dados online


R7 diz que os números apresentados na TV são justos: ´não é correto é comparar a audiência de canais de portais horizontais unicamente com a do canal de notícias do R7´

Em comunicado enviado à imprensa, hoje, o Grupo Record informou que não distorceu os dados de audiência de portais da internet em favor do R7.
O que motivou a polêmica, de acordo com o departamento de comunicação da rede, foi uma divergência entre as análises das estatísticas dos departamentos do R7 e dos rivais UOL, Terra e Globo.
Estes três últimos, segundo o Portal Imprensa, não concordaram com um anúncio exibido dia 17 de janeiro, no programa Domingo Espetacular, da Record, que colocava o R7 como segundo maior portal do país em páginas vistas e o quarto se levados em conta os visitantes únicos.
A nota do Portal Imprensa, que é hospedado pelo UOL, mostra uma série de dados, provindos do Ibope, que desmentem as afirmações exibidas na TV, colocando o R7 bem abaixo dos números de UOL, Terra e Globo - 34º lugar em visitantes únicos e 38º lugar em páginas vistas no mês de dezembro.
Para os concorrentes, a Record teria misturado dois critérios, comparando o total da audiência de sua marca com números de subdomínios de outros portais (a audiência parcial dos concorrentes).
O trio, por conseguinte, teria enviado uma notificação a Record, pedindo que o grupo deixe de utilizar informações distorcidas, sob pena de enfrentar embates judiciais.
Em resposta, a Record condena a atitude do site e diz que usou um critério baseado em conteúdos noticiosos: “O que a reportagem faz, ao ter acesso a dados exclusivos dos assinantes do Ibope, é seguir a lógica que condena: compara o R7 com portais horizontais como Globo.com, UOL, Terra e IG”.
“Como é de conhecimento público, o R7 é um portal vertical que ainda não contempla ferramentas como e-mail, provimento de acesso, salas abertas de chat e outros serviços oferecidos e comercializados por esses portais horizontais”.
A Record ainda diz que, ao contrário dos portais rivais, não trata serviço como se fosse informação e, por isso, acredita que os títulos anunciados na sua emissora são verdadeiros.
“A verdade é que a comparação dos dados apresentada pelo Domingo Espetacular é a justa: traçar uma régua de comparação entre conteúdos semelhantes”, comunicou.
“O que não é correto é comparar a audiência de canais de portais horizontais unicamente com a do canal de notícias do R7, como fez o Portal Imprensa”.
Procurado por INFO Online desde a manhã de hoje, o Ibope ainda não forneceu os rankings de audiência, tampouco se pronunciou sobre o caso.
UOL e Globo ainda não emitiram seus pareceres. Já o Terra diz que a diretoria da empresa está cuidando da análise do ocorrido e pretende enviar mais informações em breve; segundo o portal, um dos números contidos ali está correto, porém, a Record errou em “apanhar somente as URLs puras”.

Lusa estreia camisa com realidade aumentada


Portuguesa usa realidade aumentada na camisa


A Portuguesa de Desportos vai estrear, no Campeonato Paulista, seu terceiro uniforme na cor preta e com recurso de realidade aumentada.


A característica foi desenvolvida pela Penalty – fornecedora de material esportivo da Lusa – e pela grife Cavalera, que desenhou o terceiro uniforme da Portuguesa. O recurso faz parte de um esforço de marketing do clube paulista.


Os torcedores que comprarem a nova camisa da Lusa encontrarão um desenho em formato de L na manga da camisa. Trata-se de um marcador para realidade aumentada.


Em casa, o torcedor deve posicionar o marcador em frente a webcam de seu PC. A imagem gera um script que direciona o usuário para uma página da web com um quiz sobre a Lusa.


O quiz foi desenvolvido pela agência Fri To, especializada em mídias interativas, e terá como conteúdo perguntas sobre a história da Portuguesa. Os torcedores que fizerem mais pontos no jogo, ganham prêmios do clube.


Como a ação promocional visa o relacionamento entre o clube e o torcedor, os prêmios incluem visita aos treinos da Portuguesa, bate-papo com jogadores e até o direito de levar os amigos para jogar no Canindé contra uma equipe de veteranos da portuguesa.