quarta-feira, março 10, 2010

Zuckerberg, o "bilionário" que não tem pressa de ser rico


Uma abertura do capital do Facebook, com a venda de ações na bolsa de valores de Nova York, faria a empresa imitar o Google, Microsoft, Apple e outros gigantes da tecnologia, e certamente faria de seu executivo-chefe, Mark Zuckerberg, o homem mais rico do mundo na casa dos vinte e poucos anos.
No entanto, segundo o The Wall styreet Journal, Zuckerberg, 25 anos, não se mostra disposto a seguir este caminho. Ele vem se consultando com executivos como o chefe da Intel, Paul Otellini, e da Oracle, Charles Phillips, sobre como dirigir sua companhia de maneira independente de Wall Street.

Zuckerberg estabeleceu uma estrutura com duas classes de votantes no comando do Facebook que poderá deixar a companhia menos dependente de fazer um lançamento de ações. "Nós iremos ao público eventualmente porque é o que diz o contrato que temos com nossos investidores e empregados", ele disse numa entrevista recente, citada pelo jornal. "Mas não estamos com pressa".

Na comunidade de investimentos, diz o The Wall Street Journal, um eventual lançamento de ações do Facebook é visto como uma forma de reanimar os grandes IPOs das empresas de tecnologia americanas. A preocupação de Zuckerberg é como capitalizar a companhia sem prejudicar o zelo com a criatividade e o controle das finanças.

Apesar de comandar um serviço com 400 milhões de usuários, o jovem dono do Facebook vive numa casa modesta em Palo Alto, Califórnia, e costuma caminhar até o trabalho. Empregados descrevem-no como um chefe que costuma fazer cobranças, mas também adora debater sem impor o próprio ponto de vista. Escreveu um memorando aos empregados, "Working with Zuk" ("Trabalhando com Zuk - o apelido de Zuckerberg") em que diz esperar deles que se sintam "recompensados" em fazer seu trabalho direito.

Na sua visão de negócios, a missão do Facebook é facilitar a capacidade das pessoas de compartilhar quase tudo com todo mundo via sites, telefones móveis e até mesmo videogames. "Isso de levar as coisas adiante, tornando-as mais abertas, é provavelmente a mais poderosa mudança social, barrando até mesmo a guerra", ele explicou em outra frase citada pelo jornal.

A visão da transformação - lembra o jornal - não é exclusiva e nem nova. Nos anos 80, Steve Jobs proclamou que o Macintosh iria revolucionar a computação. Os fundadores do Google anunciavam que a ferramenta de busca iria "organizar toda a informação do mundo". Mas, ao contrário de seus antecessores, Zuckerberg não precisa de grandes reservas de dinheiro ou de construir fábricas, um sistema de distribuição global ou um grande aparato de marketing. "Se você não precisa de capital, as pressões são diferentes e as motivações (de vender ações) não são as mesmas".





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/

Câmera Panasonic tem controles em tela touchscreen


A Panasonic anunciou no domingo à noite dois novos modelos de câmeras semi-profissionais, a DMC-G2 e a DMC-G10, ambas com lentes intercambiáveis em um corpo compacto.

A G2 vem com uma tela LCD de 3 polegadas móvel - algo raro nesse tipo de câmera ¿ capaz de receber controles via toque, como auto-foco e captura de imagens, por exemplo. A G2 tem resolução de 12,1 megapixels e é capaz de fazer vídeos em alta resolução (720p). Esse modelo será vendido em um kit com uma lente Lumix G Vario 14-42mm/F3.5-5.6 com estabilizador de imagem (o zoom, equivalente a uma câmera com filme 35 mm, é de 28-84 mm), mas a G2 é compatível com outras lentes do padrão Micro Four Thirds.

Já a G10, de acordo com a Panasonic, também usa o padrão Micro Four Thirds e conta com um corpo leve (336 gramas sem lentes) e compacto, já que não usa um sistema de espelhos interno. Também tem 12,1 megapixels de resolução e vídeos em 720p, porém seu visor não é móvel como o da G2. O preço das câmeras não foi anunciado.





Fonte: http://tecnologia.terra.com.br

Loja vende "salsicha" para usar com o iPhone


Uma loja online nos Estados Unidos começou a vender um acessório inusitado para o iPhone: "salsichas" para tocar na tela sensível do aparelho.

A justificativa do uso da "tecnologia" é simples: a tela do iPhone responde ao toque do dedo. Em locais frios não há resposta do touchscreen se o dono do telefone usa luvas (e quer manter as mãos quentes). Entra em ação a salsicha, que cabe no bolso e não é indicada para consumo humano.

O acessório está à venda no site Casecrown.com pelo preço sugerido de US$ 0,99 de dólar (em promoção; o preço normal é US$ 3,99), que diz ter se inspirado em uma notícia sobre um possível aumento de venda de salsichas (reais) na Coréia do Sul como alternativa para uso da tela. A salsicha da Casecrown funciona em todas as gerações de iPhone.




Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/

Domínio sex.com vai a leilão na semana que vem

O domínio sex.com, muitas vezes mencionado como um dos mais valiosos nomes de domínio da internet, deve ir a leilão na semana que vem.

A DOM Partners, uma instituição de crédito de Nova Jersey que ajudou a bancar a aquisição do domínio por supostos US$ 14 milhões, em 2006, está confiscando o nome de domínio por falta de pagamento, e vai colocá-lo em leilão em 18 de março, no escritório de advocacia Windels Marx Lane & Mittendorf, de Nova York, de acordo com editais.

Os lances por esse endereço de internet, cujo passado tumultuado envolve diversos processos judiciais e dois livros, devem começar em US$ 1 milhão. Leilões de nomes de domínios genéricos como esse são vistos como rara oportunidade para os empresários de internet.

O leilão do nome de domínio www.pizza.com, em 2008, atraiu lances superiores a US$ 2,5 milhões. Mas sex.com talvez possa ser o mais valioso nome de domínio do mundo. Em determinado momento, o site chegou a faturar pelo menos US$ 15 mil diários, de acordo com The Sex.com Chronicles, livro do advogado Charles Carreon, que representava um antigo proprietário do site.

Em janeiro de 2006, a Escom adquiriu o nome de domínio junto a Gary Kremen, fundador do site de encontros Match.com e presidente-executivo da Grant Media. Kremen registrou o domínio sex.com, em 1994.

Um comunicado à imprensa para anunciar a venda em 2006 definia a ocasião como "uma das mais significativas transações de venda de domínio na História". Os termos do negócio não foram revelados, mas informações posteriores indicam que o valor da compra foi de cerca de 14 milhões de dólares. O empréstimo da DOM Partners à Escom para bancar o negócio deixou de ser pago há mais de um ano.

"Dado o atraso nos pagamentos, os sócios da DOM decidiram assumir o controle do domínio, nos termos do contrato de garantia vigente," anunciou Scott Matthews, advogado da DOM. As tentativas de contato com a Escom e o site sex.com para comentários não foram respondidas imediatamente.




Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/

Empresa cria perna artificial que interpreta sinais do cérebro

Uma empresa japonesa de robótica criou uma perna artificial capaz de interpretar os sinais do cérebro e movimentar-se a partir de suas ordens, permitindo ao usuário caminhar de forma "fluente".

O aparelho, desenvolvido pela empresa Cyberdyne, usa a mesma tecnologia utilizada em 2008 para o revolucionário traje-robô batizado como HAL, uma espécie de armadura cibernética que permite facilitar os movimentos de idosos e pessoas com necessidades especiais.

"O princípio robótico é o mesmo. O sistema da perna tem sensores que podem ler os sinais enviados pelo cérebro", explicou um dos porta-vozes da empresa, Mitsuhiro Sakamoto.

Quando os sensores detectam que o cérebro envia a ordem de movimento à perna, os pequenos motores instalados na extremidade artificial movimentam de forma automática os mecanismos do joelho e o tornozelo.

A perna ortopédica permite aos pacientes caminhar de forma natural, sem a ajuda de muletas, segundo a empresa. Os responsáveis pela Cyberdyne acreditam que o aparelho passe a ser comercializado em aproximadamente quatro anos.

Além disso, a empresa deve aplicar os mesmos princípios robóticos para fabricar braços artificiais com fins ortopédicos. Até agora, o principal produto da companhia era o "HAL", que aumenta as capacidades físicas do corpo humano e é recomendado a pacientes com problemas musculares ou incapacidades físicas.




Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/