quarta-feira, março 10, 2010

Domínio sex.com vai a leilão na semana que vem

O domínio sex.com, muitas vezes mencionado como um dos mais valiosos nomes de domínio da internet, deve ir a leilão na semana que vem.

A DOM Partners, uma instituição de crédito de Nova Jersey que ajudou a bancar a aquisição do domínio por supostos US$ 14 milhões, em 2006, está confiscando o nome de domínio por falta de pagamento, e vai colocá-lo em leilão em 18 de março, no escritório de advocacia Windels Marx Lane & Mittendorf, de Nova York, de acordo com editais.

Os lances por esse endereço de internet, cujo passado tumultuado envolve diversos processos judiciais e dois livros, devem começar em US$ 1 milhão. Leilões de nomes de domínios genéricos como esse são vistos como rara oportunidade para os empresários de internet.

O leilão do nome de domínio www.pizza.com, em 2008, atraiu lances superiores a US$ 2,5 milhões. Mas sex.com talvez possa ser o mais valioso nome de domínio do mundo. Em determinado momento, o site chegou a faturar pelo menos US$ 15 mil diários, de acordo com The Sex.com Chronicles, livro do advogado Charles Carreon, que representava um antigo proprietário do site.

Em janeiro de 2006, a Escom adquiriu o nome de domínio junto a Gary Kremen, fundador do site de encontros Match.com e presidente-executivo da Grant Media. Kremen registrou o domínio sex.com, em 1994.

Um comunicado à imprensa para anunciar a venda em 2006 definia a ocasião como "uma das mais significativas transações de venda de domínio na História". Os termos do negócio não foram revelados, mas informações posteriores indicam que o valor da compra foi de cerca de 14 milhões de dólares. O empréstimo da DOM Partners à Escom para bancar o negócio deixou de ser pago há mais de um ano.

"Dado o atraso nos pagamentos, os sócios da DOM decidiram assumir o controle do domínio, nos termos do contrato de garantia vigente," anunciou Scott Matthews, advogado da DOM. As tentativas de contato com a Escom e o site sex.com para comentários não foram respondidas imediatamente.




Fonte: http://tecnologia.terra.com.br/

Nenhum comentário: